Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores restaurantes mexicanos em Lisboa
Izcalli
©Manuel Manso

Os melhores restaurantes mexicanos em Lisboa

Forre o estômago para o preparar para o picante e prove tudo nos melhores restaurantes mexicanos em Lisboa.

Por Inês Garcia
Publicidade

No país dos tacos, aguachiles ou tequilas, o Día de los Muertos é uma das celebrações mais queridas e importantes, celebrada a 2 de Novembro. Mas pode, e deve, homenagear o México o ano todo: comece por pedir uma marguerita ou um cocktail com mezcal assim que chegar um destes restaurantes mexicanos em Lisboa – afinal a cozinha mexicana é conhecida pelo seu nível de picante (e aqui convém ter atenção às malaguetas assinaladas nas cartas, que não estão lá para enganar ninguém).

As maiores influências desta cozinha vêm dos povos pré-colombianos e dos costumes dos colonizadores espanhóis, mas os pratos típicos variam consoante a zona (a partir da cozinha mexicana surgiu, entretanto, a tex-mex, que reúne os sabores do estado do Texas, nos Estados Unidos, com o México). A base da cozinha mexicana tradicional é o milho – daí que não seja fácil fugir às tortilhas, que acompanham quase todas as refeições –, o feijão e a pimenta. Prove os tacos, o chili com carne ou as enchiladas. 

Recomendado: Onde comer os melhores tacos em Lisboa

Os melhores restaurantes mexicanos em Lisboa

Izcalli
Izcalli
©Manuel Manso

Izcalli Antojeria

Restaurantes Mexicano Alcântara

O Izcalli é uma antojeria típica mexicana em Alcântara, que serve pequenos pratos desta cozinha. O menu, todo pensado e feito de raiz, ali à vista, por Ivo Tavares, o chef, é muito simples: no Verão privilegia os pratos frios, das regiões costeiras, no Inverno troca os ingredientes mas repete os processos, todos manuais. Há neste momento um menu de seis momentos para uma viagem ao México sem sair do lugar. Devido às novas restrições implementadas pelas autoridades de saúde e à tipologia do espaço, apenas com um balcão, só estão a aceitar reservas de grupos de cinco pessoas. 

Paco Bigotes
Paco Bigotes
©Manuel Manso

Paco Bigotes

Restaurantes Mexicano Cascais

Nesta taqueria em São Pedro do Estoril são muito fiéis à comida mexicana e em 2019 fizeram até uma festa do Día de los Muertos à altura. 2020 pede mais contenção, mas a comida boa está lá toda: há botanas para partilhar, ceviches, tostadas (tortilhas crocantes, fritas) com tudo no topo, do atum fresco ao frango desfiado. Por fim, os clássicos tacos, servidos em doses de dois e com opção especial diferente todos os meses. Atenção às malaguetas e bota abaixo com uma margarita de manga (4,50€). Ou um shot de Mezcal, que a dona, mexicana, diz que não faz ressaca como a tequila.

Publicidade
Veracruz
Veracruz
Gabriell Vieira

Veracruz

Restaurantes Mexicano Avenidas Novas

A história do novo restaurante mexicano das Avenidas Novas começa na região que lhe dá nome: Veracruz, uma cidade portuária no Golfo do México que junta o melhor do litoral com o melhor da floresta. E isso está bem representado num prato: o pescado a la veracruzana, com um peixe estufado num molho de influência mediterrânica. A viagem no restaurante do mesmo grupo do vegan The Green Affair foge ao mainstream ainda que inclua, claro, botanas, petiscos pequenos como os totopos ou os jalapeños recheados (6,90€), o aguachile (11€), cinco diferentes tacos e pratos principais como o mole poblano (9,90€) ou as almôndegas com chipotle (9,50€). Tudo bem regado, com fiesta armada com shots de tequila.

El Taco Chingón
El Taco Chingón
©Inês Félix

El Taco Chingón

Restaurantes Mexicano Grande Lisboa

Se o el taco chingón não vier até nós, vamos nós até ao El Taco Chingón. Foi em 2017 que Pedro Leitão começou um projecto de chef ao domicílio, inteiramente dedicado à comida mexicana – o nome, em calão, poderia traduzir-se por “o taco fixe”. Continua a levar guacamole, triângulos de tortilhas fritas, tacos, margaritas e até sombreros e máscaras de luchadores até sua casa, mas agora, além de uma cozinha de produção no centro de Lisboa, tem um restaurante na Alameda, com esplanada (e entregas ao domicílio). Os tacos são as estrelas deste Taco Chingón: prove o camarón al fisher’s, com miolo de camarão em molho de chipotle e queijo derretido, servido com guacamole, abacate e feijão preto (três unidades, 10€) ou o gringa, com carne al pastor com queijo derretido, cebola e coentros e uma apresentação a fazer lembrar as quesadillas tradicionais (três unidades, 8,50€).   

Publicidade
Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Coyo Taco

Restaurantes Mexicano Chiado/Cais do Sodré

Não passa minimamente despercebido: as paredes do edifício do novo restaurante do Príncipe Real são de um azul eléctrico e há um neón forte a iluminar o nome do restaurante. O Coyo Taco é uma cadeia que nasceu em Miami pela mão de três amigos e chegou a Portugal em Novembro de 2018 com a chancela Multifood. A carta de street food mexicana é bastante completa e tem tacos clássicos e twists, como o de carnitas de pato, burritos e quesadillas. Melhor ainda: à semelhança de outros restaurantes do grupo, como o Tapisco, ali ao lado, tem uma janela onde vende margaritas e outros cocktails para a rua.

Paloma Negra
Paloma Negra
Melissa Vieira

Paloma Negra

Restaurantes Pastelarias Chiado/Cais do Sodré

Paulina Loya e Hugo Orellana, mexicanos de gema, trabalharam cinco anos no Pistola y Corazón, a famosa taqueria que foi a estrela do Cais do Sodré nos últimos anos e encerrou por culpa da pandemia. Pegaram na trouxa, como quem diz nas receitas, e seguiram o seu caminho – o Paloma Negra é o seu primeiro pop-up de tacos mexicanos e acontece todas as sextas e sábados no The Mill, no Poço dos Negros. O menu é curto, com tacos (os especiais são anunciados no Instagram), enchiladas, margaritas e palomas, uma bebida com tequila, ginger ale, lima e sumo de toranja.

Publicidade

Las Gringas

Os responsáveis do Pistola y Corazón mudaram-se para o universo da restauração digital enquanto não voltam com novo conceito físico. A parceria com a plataforma Kitch, disponível no Uber Eats, foca-se nas gringas, uma variedade de taco que usa uma quesadilla como base, isto é, a tortilha recheada com queijo, al pastor e fatias de abacaxi. Neste menu especial têm vários tipos de gringas, com chorizo, carnitas, frijol, tinga de pollo ou camarones a la diabla (a partir de 9,50€). À parte, pode pedir ainda totopos com pico de gallo (2,50€) ou guacamole com totopos (7,50€), molhos e um sem-fim de cocktails.

Barra Cascabel
Barra Cascabel
Fotografia: Manuel Manso

Barra Cascabel

Restaurantes Mexicano São Sebastião

Fica no food court do sétimo piso do El Corte Inglés e é uma parceria entre o mexicano Roberto Ruiz (o chef que tem uma estrela Michelin no Punto Mx, em Madrid) e o grupo Avillez. Aqui serve-se comida mexicana autêntica, do cocktail de camarão acompanhado com totopos de milho e maionese de jalapeño às tostadas de bonito. Se a boca ficar a arder, peça um dos cocktails com mezcal.

Publicidade
Las Ficheras
Las Ficheras
© Ana Luzia

Las Ficheras

Restaurantes Mexicano Cais do Sodré

Las Ficheras era o nome dado às mulheres que trabalhavam nos cabarés mexicanos, a quem os homens entregavam uma ficha em troca de uma bebida, companhia ou uma dança – no restaurante do Cais do Sodré é recriado esse ambiente de cabaré. O chef Akis Konstantinidis, grego radicado em Portugal, fez a consultoria da carta, que vai muito além do básico tex-mex. Tem um fresco guacamole com totopos para entrada, nachos com carne (picantes), ceviches, tacos, quesadillas. Vale a pena provar o chili com carne (13,50€) ou a carrillada de cerdo com salsa de chipotle, umas bochechas de porco estufadas lentamente em molho de chipotle e servidas com puré de feijão preto e arroz (14,50€). Há cheesecake de horchata ou pudim de maracujá com tequila para sobremesa e uma longa lista de mezcais – “para todo mal, mezcal; para todo bien, también”, dizem – e diferentes tequilas.

la siesta
la siesta
©DR

La Siesta

Restaurantes Mexicano Oeiras

Fica em frente ao rio Tejo e não há como passar despercebido: o restaurante mexicano La Siesta é dos mais antigos da especialidade na zona da grande Lisboa e só o edifício em si traduz logo um bocadinho da fiesta que é o México, com um vermelho forte, amarelo e azul. À mesa servem-se camarões endiabrados (13,40€) de entrada, tacos, sopas tradicionais, como a pozole, picante, com grão de milho como base, ou a cocada fria ou quente. A ementa divide-se em pratos de porco, frango, vaca, marisco e peixe e aos dias de semana a almoço há menus bem económicos (entre os 9,20€ e os 12€). 

O mundo em Lisboa

Ruvida
©Manuel Manso

Os melhores restaurantes italianos em Lisboa

Restaurantes Italiano

Desengane-se quem pensa que Itália é só sinónimo de pizza. Pastas, risotos, polentas, ossobucos, lasanhas, tudo tem espaço nas cartas destes restaurantes italianos em Lisboa, sem esquecer as burratas, focaccias e os preceitos associados. Mamma Mia!

Publicidade
Kanazawa
©Manuel Manso

Os melhores restaurantes japoneses em Lisboa

Restaurantes Japonês

A cozinha japonesa apareceu em Lisboa nos anos 1980, mas só nos anos 2000 atingiu o seu boom. E desengane-se quem pensa que comida japonesa é só sushi. Na lista que se segue provamos-lhe que há muito mais a descobrir nos restaurantes japoneses.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade