Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer ovos verdes

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Cozinha da Felicidade - Ovos Verdes
©Ana Luzia

Três sítios para comer ovos verdes

Ovos verdes são um dos petiscos mais tradicionais de Lisboa. Prove-os como entrada ou lanche nestes três restaurantes.

Por Inês Garcia
Publicidade

Ovos são bons de qualquer maneira. Mexidos, estrelados, escalfados e por aí fora. Mas na hora de inovar, olhe para a receita de um dos petiscos mais lisboetas: os ovos verdes. São feitos com ovo cozido, ao qual é retirada a gema para ser misturada com pão amolecido e salsa picada. Depois são envoltos num polme e são fritos. É aperitivo de tasca, salgadinho básico para matar a fome a qualquer hora do dia ou até uma refeição ligeira para dias em que não apetece muito. Atenção que a receita envolve perícia - primeiro, prove-a nestes três restaurantes em Lisboa, na versão mais clássica ou reinventada.

Recomendado: O melhor da cozinha tradicional portuguesa em Lisboa

Três sítios para comer ovos verdes

Time Out Market - Cozinha da Felicidade
Time Out Market - Cozinha da Felicidade
Inês Félix

Cozinha da Felicidade

Restaurantes Cais do Sodré

Na versão mais tradicional lisboeta, os ovos verdes são feitos com um ovo cozido. A gema é retirada e é-lhe adicionada pão amolecido e salsa picada, sendo depois envoltos num polme para serem fritos. A chef algarvia Susana Felicidade deu-lhes um twist digno: continuam a ser verdes, mas têm bacalhau e batata doce no recheio. Acompanham com uma maionese de coentros.

Preço: 2,50€

Frutalmeidas
Frutalmeidas
©Duarte Drago

Frutalmeidas Roma

Compras Mercearias Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

O Frutalmeidas, uma institução que tem casas no Saldanha e em Alvalade, é mais conhecido pelos bons pastéis de massa tenra no campeonato dos salgados ou pelo bolo de chantilly e morangos no caso dos doces mas não descure a análise ao menu deste clássico de Lisboa. É lá que estão os ovos, fritos diariamente e recheados com a mistura com gema, salsa, limão e mostarda.

Preço: 1,30€

Publicidade
Cantina Zé Avillez
Cantina Zé Avillez
ManuelManso

Cantina Zé Avillez

Restaurantes Português Santa Maria Maior

No seu restaurante mais descontraído no Campo das Cebolas, José Avillez reinventou os ovos verdes e serve-os como entrada mas num escabeche bem temperado com gengibre.

Preço: 4,40€

Cozinha tradicional em Lisboa

Jorge d'Amália
Fotografia: Arlindo Camacho

Tascas a não perder em Lisboa

Restaurantes

Breves notas para definição de uma tasca O que é uma tasca? O dicionário diz-nos que é "um estabelecimento modesto que vende bebidas e refeições", mas também nos ensina que "tasca" é o nome do "utensílio em que se espadela o linho". Para que não haja dúvidas: estamos a falar dos restaurantes. Mas para um restaurante ser uma tasca precisa de cumprir uma série de requisitos. 

Sé da Guarda - Cozido
©Arlindo Camacho

Restaurantes para comer cozido à portuguesa todos os dias

Restaurantes Português

Um cozido à portuguesa por dia, não sabe o bem que lhe fazia – no frio do Inverno ou mesmo sob o calor abrasador do Verão, para os mais aficionados. Em Lisboa, não há dia marcado para se deliciar com este clássico da gastronomia nacional. De tascas mais acolhedoras a restaurantes mais requintados, pode sentar-se à mesa e esperar por um prato que lhe vai encher a barriga e aquecer o coração, de 5€ a 20€ por dose. Aqui vão sete restaurantes para comer cozido à portuguesa todos os dias, de segunda-feira a domingo.

Publicidade
Solar dos Presuntos - Bacalhau Assado
©Manuel Manso

Três sítios para comer bacalhau assado

Restaurantes Português

Quando começamos a enumerar os pratos de cozinha tradicional portuguesa, um dos primeiros que vem à cabeça é, certamente, o bacalhau. Bem sabemos que existem mil e uma formas de o comer: os mais puristas vão para o cozido com todos, mas há o bacalhau à Zé do Pipo, à Gomes de Sá, com natas, com broa, espiritual... Podíamos continuar a ementa mas o bacalhau assado é outro da categoria clássica que não falha. Com batata a murro, bem regadinho com azeite, com ou sem ovo. Interessa é ser uma boa posta, bem demolhada, bem suculenta.  Vá matar saudades de um bom bacalhau ou leve o amigo turista a um destes restaurantes em Lisboa. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade