Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer tarteletes em Lisboa

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Pastelaria Ducquoise  - Tartelete
©Manuel Manso Tartelete da Pastelaria Ducquoise

Três sítios para comer tarteletes em Lisboa

Tartes em tamanho individual para uma dose de gula controlada. Prove tarteletes tradicionais, frescas e doces nestas pastelarias em Lisboa

Por Inês Garcia
Publicidade
Base crocante, recheios cremosos e toppings variados. As tarteletes, tartes em tamanho individual, existem em versões salgadas e doces. Aqui dedicamo-nos às doces: são pequenas alegrias para o estômago, delicadas e gulosas, obra de especialistas em pastelaria fina. São trabalhadas como obras de arte, são sempre perfeitinhas. A versão mais tradicional tem uma base de bolacha e ao creme do recheio juntam fruta ou compota. Nesta lista encontrará um bocadinho de tudo, das cobertas com frutas frescas da época cuidadosamente alinhadas às merengadas, passando pelas bases diferentes, como a de oreo. Nestas três pastelarias em Lisboa encontra exemplares para lanches gulosos.

Três sítios para comer tarteletes

Dacquoise
Dacquoise
©Manuel Manso

Dacquoise

Restaurantes Pastelarias Campo de Ourique

Nesta pastelaria fina francesa de Campo de Ourique tem muito por onde escolher. Especialmente no que toca a tarteletes. Ora veja: há com creme de pasteleiro e frutos vermelhos, com compota de framboesa e framboesas frescas, com creme de pistáchio, compota caseira de damasco e pêssego, com creme de limão e merengue ou ainda com ganache de groselha negra e creme de groselha negra e pistáchio. Isto sem falarmos das criações com produtos da época.

Preço: a partir de 3,20€

Tartine Mercado
Tartine Mercado
©Inês Félix

Tartine

Restaurantes Cais do Sodré

No Verão, veio colmatar a falta de sítio para pequenos-almoços reforçados no Time Out Market. Há ovos Benedict, panquecas fofas e as tartines que dão nome à casa, além de uma vitrine sempre carregadinha de tartes cobertas com framboesas frescas ou creme de limão e merengue. Para começar o dia com uma boa dose de açúcar ou para a sobremesa.

Preço: a partir de 3,50€

Publicidade
Teresa Pyrrait
Teresa Pyrrait
©Arlindo Camacho

Doces Teresa Pyrrait

Restaurantes Pastelarias Lisboa

Teresa Pyrrait sabe bem o que faz: nesta casa de doces que abriu em Campo de Ourique, pecado é sair sem comer nada. Nos bestsellers está a tarte de doce de leite, em versão mini ou grande. Há tartelete com base de oreo e recheio de brigadeiro de lima.

Preço: 4€

Lisboa doce

cannoli
©Duarte Drago

Sítios para comer cannoli em Lisboa

Restaurantes

A cereja está para o topo do bolo como o cannoli está para o fim de uma refeição italiana. Esta sobremesa tradicional da Sicília é perfeita para quem gosta de comer coisas crocantes: é feita com uma massa doce frita em formato de tubinho e recheada tradicionalmente com um creme de ricota. Pode ter variações nos recheios, é certo, mas os sítios que lhe indicamos aqui seguem o caminho da tradição. Tome nota e reserve espaço para a sobremesa. Enfim, é ver a dieta por um canudo – e olhe que se vê muito bem.  

Bolachas
©DR

Os melhores sítios para comer cookies em Lisboa

Restaurantes

Falam-nos em cookies (bolachas americanas com pepitas de chocolate) e viramos monstro das bolachas. Não dá para comer só uma, nem duas, nem três. Ainda para mais quando a massa ainda está quentinha (cuidado com a barriga) e os pedaços de chocolate são mesmo grandes e estão meio derretidos – mais vale criar uma torre e ir dando cabo dela, uma a uma. Nestes sítios encontra tanto as versões mais tradicionais como umas decadentes, com massa de chocolate e pepitas ou até recheadas. Faça o seu roteiro para lanches gulosos. Depois só tem mesmo de preocupar-se em limpar as migalhas.

Publicidade
Mousse de Chocolate - Cacué
©Manuel Manso

Três sítios para comer mousse de chocolate

Restaurantes

É a sobremesa caseira mais segura em todas as festas de aniversário e jantares de família ou amigos. Mas fora de casa, a coisa pode complicar-se. Antes de mais nada porque é facilmente comparável com a da avó, da mãe ou da tia, depois porque os níveis de cacau do chocolate variam facilmente e há quem goste dela mais intensa ou mais cremosa e consistente, outros preferem chocolate com menos percentagem de cacau ou com cheirinho. Nestes três restaurantes em Lisboa, a mousse de chocolate é servida como deve ser. Perfeita para um final de refeição guloso. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade