Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer mousse de chocolate

Três sítios para comer mousse de chocolate

Com mais ou menos percentagem de cacau, estas mousses de chocolate são o final de refeição mais guloso nestes restaurantes.

Mousse de Chocolate - Cacué
©Manuel Manso Mousse de Chocolate do Cacué
Publicidade

É a sobremesa caseira mais segura em todas as festas de aniversário e jantares de família ou amigos. Mas fora de casa, a coisa pode complicar-se. Antes de mais nada porque é facilmente comparável com a da avó, da mãe ou da tia, depois porque os níveis de cacau do chocolate variam facilmente e há quem goste dela mais intensa ou mais cremosa e consistente, outros preferem chocolate com menos percentagem de cacau ou com cheirinho. Nestes três restaurantes em Lisboa, a mousse de chocolate é servida como deve ser. Perfeita para um final de refeição guloso.

Recomendado: #foodporn – a comida mais obscena em Lisboa

Três sítios para comer mousse de chocolate

Cacué
©Manuel Manso
Restaurantes, Português

Cacué

icon-location-pin São Sebastião

Neste restaurante de cozinha tradicional, a sobremesa faz jus à categoria: é caseira, a fazer lembrar as da família, e vem numa dose perfeita para partilhar. É de chocolate intenso, encorpada e, portanto, servida à colher num prato. Alfredo Lacerda, crítico da Time Out, acredita mesmo que esta é uma herdeira do Pap'Açôrda.

Preço: 2,50€.

Mousse de Chocolate do PAP'AÇORDA
Luis Filipe Catarino
Restaurantes

Pap'Açorda

icon-location-pin Cais do Sodré

É, provavelmente, a mousse de chocolate mais famosa de Lisboa e é imagem de marca do Pap’Açôrda há largos anos, ainda o restaurante estava no Bairro Alto. Manuela Brandão, a cozinheira, faz a mousse densa, com um chocolate preto, com alta percentagem de cacau. Um sabor forte que vai sentir logo na primeira colherada.

Preço: 6,50€.

Publicidade
Restaurantes, Cervejarias

Cervejaria Liberdade

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Na cervejaria de luxo do piso térreo do hotel Tivoli Avenida, uma das sobremesas mais pedidas no final da refeição de bons peixes e marisco é a mousse. Aqui é uma versão com 70% de cacau e cuidadosamente posta num frasquinho bonitinho.

Preço: 8,50€.

Lisboa doce

Dacquoise
©Manuel Manso
Restaurantes

Onze pastelarias com fabrico próprio em Lisboa

São das melhores coisas da cultura urbana e gastronómica portuguesa. E Lisboa está recheada a pastelarias, só que nem todas são as autoras das delícias que apresentam nas montras e ao balcão. A arte do fabrico próprio deixa a salivar muitos locais e visitantes e entrámos em algumas das casas que representam uma verdadeira tentação para os mais gulosos. Portanto, não deixe para amanhã o que pode fazer hoje, aproveite o pequeno-almoço, o lanche ou  qualquer hora do dia para ir experimentar as especialidades destas onze pastelarias com fabrico próprio. Prepare-se para sair de barriga cheia. 

bolo rei fatias
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa

Por esta hora já se deve ter empaturrado com umas quantas de fatias de bolo-rei durantes as festividades natalícias mas ainda há mais uma refeição para honrar o rei dos bolos: a do dia de Reis, a 6 de Janeiro. Ora, este bolo redondo com um buraco no centro já não tem fava nem pequena figura de loiça (diz que era coisa capaz de engasgar quem o comesse por engano) mas continua a ser uma tradição querida da época. Popularizou-se em Portugal no século XIX, seguindo uma receita originária do sul de Loire, que ainda hoje se mantém. Este bolo é em forma de coroa e feito de massa lêveda. Consta que a primeira casa a vendê-lo foi a Confeitaria Nacional, que se mantém firma na lista dos melhores sítios para comprar o bolo-rei.  Mais tradicional, mais moderno ou mais saudável, eis os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa. 

Publicidade
Isco - Pain au Chocolat
©Manuel Manso
Restaurantes, Pastelarias

Três sítios para comer pain au chocolat

Por mais que sejamos grandes defensores da nossa boa pastelaria e doçaria conventual portuguesa, a verdade é que não dispensamos um bom croissant francês para pequenos-almoços ou lanches, em versões salgadas ou doces. O pain au chocolat, conhecido em Portugal como napolitana, é um tipo de massa folhada doce, em forma quadrada, com um (ou mais) pedaços de chocolate negro no centro. Pode, e deve, ser comido a qualquer hora do dia, frio ou, pedindo com jeitinho, aquecido ligeiramente para derreter o chocolate do recheio. Faça já o roteiro para os lanches de Natal e descubra onde comer pain au chocolat nestes cafés ou pastelarias em Lisboa.  

Publicidade