A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jorge Silva Melo
Artistas UnidosJorge Silva Melo (1948-2022)

Jorge Silva Melo (1948-2022) continua em cena. Duas peças para ver em Lisboa

O encenador, actor, cineasta, dramaturgo, tradutor e crítico morreu aos 73 anos, mas ainda é possível ver a sua obra em palco.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Nascido a 7 de Agosto de 1948, Jorge Silva Melo viveu a infância na antiga cidade de Silva Porto, em Angola, e mudou-se para Lisboa com a família no início da adolescência. Estudou Filologia Românica na Faculdade de Letras de Lisboa, onde integrou o Grupo de Teatro de Letras, mas não chegou a terminar o curso. Em 1969, decidiu partir para Londres. Com uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian frequentou a London Film School, onde obteve um diploma em Realização. Em 1972, de volta a Lisboa, co-fundou o Teatro da Cornucópia, com Luís Miguel Cintra, de que se afastou em 1979, altura em que voltou a sair do país, novamente na qualidade de bolseiro da Gulbenkian, para ir estudar em Berlim, junto de Peter Stein, e em Milão, junto de Giorgio Strehler. Mais tarde, em 1995, fundou a companhia Artistas Unidos, na qual desempenhou a função de director artístico. Em 2004, recebeu o grau de Comendador da Ordem da Liberdade. Encenador, actor, cineasta, dramaturgo, tradutor e crítico, Jorge Silva Melo morreu esta segunda-feira, 14 de Março, aos 73 anos, vítima de doença oncológica. Estas são as peças dos Artistas Unidos, nas quais esteve envolvido, que ainda poderá ver em palco.

Recomendado: As melhores peças de teatro para ver esta semana

Para ver em Lisboa

Publicidade
  • Arte
  • Arte urbana

Se por um lado Lisboa está em guerra com taggers com pouco talento para a coisa – e que fazem questão de espalhar assinaturas por tudo quanto é sítio –, por outro a cidade é cada vez mais um museu a céu aberto de belíssimas obras de arte urbana. Embarque connosco num passeio alternativo pela cidade.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade