A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
  1. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  2. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  3. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  4. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  5. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  6. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  7. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  8. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  9. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  10. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  11. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  12. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  13. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  14. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  15. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  16. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  17. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  18. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  19. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  20. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  21. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  22. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  23. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  24. Cirque du Soleil
    Duarte Drago
  25. Cirque du Soleil
    Duarte Drago

Os bastidores do Cirque du Soleil em 26 imagens (e um vídeo)

“Ovo” está em cena na Altice Arena até 13 de Janeiro. O espectáculo é o primeiro da companhia a ser dirigido por uma mulher, Deborah Colker.

Escrito por
Duarte Drago
e
Mariana Valle Lima
Publicidade

O Cirque du Soleil está de regresso a Lisboa com Ovo, uma produção feita por 100 pessoas de 24 nacionalidades. O espectáculo estreou-se nesta quinta-feira na Altice Arena, onde fica até 13 de Janeiro. Antes de os artistas subirem ao palco para contar a história de um misterioso ovo que aparece no mundo dos insectos (fruto do amor inocente entre uma joaninha e um outro insecto desajeitado), fomos espreitar os bastidores deste circo canadiano, um dos mais reputados de todo o mundo.

Atrás do pano, artistas dos quatros cantos do planeta partilham o ginásio e aquecem para os ensaios. Dois são antigos atletas olímpicos: um é canadiano, o outro ucraniano. Mas o primeiro a apresentar-se às nossas lentes foi Qiu Jiangming, da China. Acrobata de gema, tem no sangue a tradição circense, tendo sido treinado pela mãe, também ela especialista na corda bamba. Qiu serve-nos de anfitrião para uma variedade impressionante de piruetas e proezas, com outros artistas e novas apresentações. Ao todo, são 16 sessões que pode ver neste Ovo. E o mais provável é que fique de queixo caído.

+ As peças de teatro para ver esta semana

A melhor ficção de 2018

  • Filmes

É bom fazer balanços. Olhar para trás e pensar no melhor e no pior seja do que for. Neste caso, do que vimos no cinema. Houve filmes maus, assim-assim, bons e muitos bons. E, entre estes últimos, destacaram-se estes dez, de diferentes géneros e proveniências.

  • Filmes

Em 2018 estrearam-se séries como há muito não acontecia e estas dez foram as melhores que vimos e até Portugal parece ter finalmente acordado para esta realidade. Sara não passou despercebida e ainda bem. Esperamos que seja apenas o início de uma era dourada também para a ficção nacional.

Publicidade
  • Teatro

Todas as semanas fazemos questão de lhe mostrar que o teatro continua vivo e bem vivo em Lisboa com sugestões de peças para ver. Mesmo com a falta de apoios e com muitas estruturas a lutare por se manterem de pé, a qualidade do teatro não tem sido afectada e isso é de louvar. 2018 foi um bom ano para as artes de palco.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade