Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Alvalade: sete paragens obrigatórias na Rua Acácio Paiva

Alvalade: sete paragens obrigatórias na Rua Acácio Paiva

O Bairro de Alvalade é um dos mais típicos de Lisboa e estas são as paragens obrigatórias da Rua Acácio Paiva.

Por Renata Lima Lobo |
Publicidade
Wave Factory
Fotografia: Duarte Drago Wave Factory

Começou por se chamar “Rua 21 do Sítio de Alvalade”, até que em 1950 o município baptizou a rua com o nome do escritor Acácio Paiva (1863-1944), autor que publicou centenas de poemas sob o pseudónimo "Belmiro", além de diversas peças de teatro. Aliás, a toponímia do Bairro de Alvalade está polvilhada com nomes ligados à literatura, de João Saraiva a José d’Esaguy ou Maria Amália Vaz de Carvalho. A Rua Acácio Paiva liga a Avenida da Igreja à Rua João Saraiva e tem apenas 300 metros de comprimento. Parece pouco, mas chega para muito. Chega para fazer exercício, para comer, para beber, para ouvir música, ver uma exposição ou até para surfar uma onda artificial.

Recomendado: O melhor de Alvalade para as crianças

Alvalade: sete paragens obrigatórias na Rua Acácio Paiva

Catarina Dias - Appleton Square
©DR
Arte, Galerias

Appleton

icon-location-pin Alvalade

A Appleton, fundada por Vera Appleton em 2007, é uma importante associação cultural que apoia várias áreas de expressão artística. Localizada em Alvalade, na Rua Acácio Paiva nº 27, divide a sua programação entre dois espaços de uma antiga garagem: a Square, no piso superior onde moram as exposições mais prolongadas; e a Box, no piso inferior, preparada para receber eventos ou exposições de curta duração. Mas há sempre vontade para mais e agora inclui a Appleton Garagem, um novo espaço de concertos com uma programação desenhada pelos músicos Manuel Mota e David Maranha.

STET Livros Fotografias
DR
Coisas para fazer

STET – livros & fotografias

icon-location-pin Alvalade

Desde 2011 que a STET faz as delícias dos amantes de arte e fotografia. Antes, funcionava no Bairro Alto, numa cozinha do século XVIII, mas a falta de espaço para vender livros fê-los mudar para Alvalade. A STET não só vende livros dedicados à arte e à fotografia, mas também fotografias, livros de artistas e edições de autor. Há preços para todos os gostos. Os livros mais simples, como as fanzines, começam nos 5€, mais coisa, menos coisa, e há outros que por serem considerados relíquias podem chegar aos 800€. Enfim, uma livraria especializada que vale a pena deitar olho.

Publicidade
ArtesanaLis
Duarte Drago
Bares

ArtesanaLis

icon-location-pin Alvalade

Este bar/loja de cerveja artesanal fica em Alvalade e tem 105 diferentes para levar para casa ou para consumir ali. Um espaço capaz de satisfazer tanto geeks da cerveja como leigos criado por Martha Varella e Pedro Mendes. O casal do Rio de Janeiro, a morar em Lisboa, viajou por “todos os festivais de cerveja” para conheceram as pessoas do meio. Na ArtesanaLis, todas as mais de 100 garrafas nas prateleiras também estão disponíveis frescas, para consumir ali, e todas as semanas há duas cervejas diferentes à pressão. Conte com marcas como a Gala, a Dois Corvos, a Oitava Colina, a Letra ou a Barona, a estrangeiras como a Northern Monk (Inglaterra), a Laugar (Espanha), a Austmann (Noruega), a Moor (Inglaterra), La Pirata (Barcelona), a BrewDog (Escócia) ou a Sierra Nevada (Estados Unidos), sem esquecer a brasileira Lohn, de Santa Catarina.

Compras

Maria do Mar

icon-location-pin Alvalade

Já era uma perdição clicar no site da Maria do Mar, com artigos de decoração para festas infantis e para os quartos dos miúdos e em 2017 a loja ganhou morada própria, perto da Avenida da Igreja, em Alvalade. O loja é fotogénica, colorida e cheia de boas energias, exactamente como o quarto de qualquer criança devia ser. Mochilas, papéis de parede, almofadas, tapetes, baloiços e brinquedos de marcas como a ban.do, a Hape, a Ohh Deer, a Herschel, a B.A.G.O. ou a Moluk, pode encontrar de tudo por lá. 

Publicidade
The Wave Factory
Fotografia: Duarte Drago
Coisas para fazer

Wave Factory

icon-location-pin Alvalade

Primeiro surfa-se e depois come-se. Ou ao contrário. Na Wave Factory, em Alvalade, encontra tudo isto debaixo do mesmo tecto. Se quiser, há ainda um espaço de cowork para o seu negócio. O sistema da onda funciona através de um motor que bombeia a água e que a reutiliza através de um sistema fechado. A água é projectada a um ângulo de 90 graus, gerando ondas com uma altura máxima de um metro. Debaixo do tapete em que se surfa, existe um colchão insuflável que apara qualquer queda.

Didactic by Edicare
©DR
Compras, Livrarias

Didatic by Edicare - Alvalade

icon-location-pin Alvalade

Só na Grande Lisboa, a Edicare tem 12 lojas, das ruas aos centros comerciais mais concorridos da nossa praça. E uma delas fica no Bairro de Alvalade desde 2013, um dos mais genuínos de Lisboa. É na Rua Acácio Paiva que também pode entrar no mundo desta editora dedicada ao universo infanto-juvenil, recheada de literatura para os mais novos que também ensina, diverte e desafia. Os jogos didáticos também são um dos fortes da casa, bem como os artigos da daybyday, uma marca de papelaria e presentes pensada para jovens, mas também para adultos.

Publicidade
aikido
©rieslingtrocken/Pixabay
Desporto

Clube Atlético de Alvalade

icon-location-pin Alvalade

Fundado em 1949, é um dos alicerces sociais e desportivos do bairro de Alvalade. A principal actividade desportiva é a ginástica, mas aqui também mora uma Escola de Dança, uma Escola de Artes Marciais e um Clube Saúde e Bem Estar orientado para adultos, com aulas de manutenção, fitness, artes orientais e um ginásio de cardiofitness.

Mais ruas de Lisboa

Fórum Grandela
Fotografia: Inês Félix
Coisas para fazer, Caminhadas e passeios

As 20 paragens obrigatórias na Estrada de Benfica

Demos corda aos sapatos para lhe trazer um apanhado do que há de melhor para fazer na Estrada de Benfica, uma importante artéria da cidade que se estende ao longo de duas freguesias: Benfica e São Domingos de Benfica. Ainda se sente um forte pulsar da vida de bairro nos cafés, restaurantes, mercearias, padarias e em lojas de todos os tamanhos e feitios (o que nos lembra de uma chamada Xanel que vende roupa lingerie e moda para senhoras). 

Mercado de Campo de Ourique - Sala 2
Fotografia: Ana Luzia
Coisas para fazer

Paragens obrigatórias na Rua Coelho da Rocha

Na Rua Coelho da Rocha, estão alguns dos melhores restaurantes de Campo de Ourique, que por si só já é um dos bairros onde se come melhor em Lisboa. Claro que tudo isto é discutível, mas não vamos discutir de estômago vazio. Da cozinha japonesa ao café saudável da moda, há para todos os gostos – e todos os heterónimos – ou não fosse esta a rua de Fernando Pessoa, o mais universal de todos os poetas portugueses.

Publicidade
Jamie's Italian Lisboa
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Paragens obrigatórias na Rua Dom Pedro V

É no Príncipe Real que os valores das casas chegam a somas astronómicas: 5254 o metro quadrado, segundo os dados publicados o ano passado, a zona mais cara de todo o país. E também a melhor. Neste bairro parece haver uma só rua que o atravessa do início ao fim, mas na verdades são duas que se encontram na Praça do Príncipe Real. De um lado a Rua da Escola Politécnica, que vem do Rato, e do outro esta que tratamos aqui, a Rua Dom Pedro V. 

Publicidade