Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Lisboa Capital Verde Europeia 2020: os destaques do programa

Lisboa Capital Verde Europeia 2020: os destaques do programa

O amor de Lisboa agora é verde e damos-lhe os destaques da programação da nova Capital Verde Europeia.

vista ponte 25 abril
Fotografia: Arlindo Camacho
Por Renata Lima Lobo |
Publicidade

É verdade. Desde 1 de Janeiro de 2020 que a capital portuguesa acumula funções como Capital Verde Europeia. E é uma dupla vitória, já que é a primeira vez que uma capital do Sul da Europa recebe esta distinção. Apesar de, em termos globais, ser uma gota num oceano de problemas, Lisboa vai passar o primeiro (ou último?) ano da década a alertar a navegação para a emergência climática. E são vários os espaços da cidade que já apanharam ou vão esperar pelas sucessivas paragens deste comboio sustentável, com programações temáticas para celebrar o ambiente, do Museu de História Natural e da Ciência ao mundialmente famoso Oceanário de Lisboa.

Recomendado: Eles criam bom ambiente: projectos sustentáveis em Lisboa

Lisboa Capital Verde Europeia 2020: os destaques do programa

capital verde europeia
©Jeremy Bishop
Arte

ONE | O mar como nunca o sentiu

Oceanário de Lisboa, Parque das Nações

No Oceanário há sempre muito azul para explorar. A 11 de Janeiro, inaugura esta instalação artística que promove uma experiência sensorial sobre a ligação do ser humano com o oceano. Vai também poder conhecer mais a fundo grande parte do território nacional, que fica debaixo de água. É que mais de 90% de Portugal é mar salgado.

Les Somnambules
©Les ombres portées
Teatro, Marionetas

Les Somnambules

Centro Cultural de Belém, Belém

A companhia francesa Les ombres portées propõe uma viagem a uma cidade em transição com a ajuda de uma maquete à escala, quatro marionetistas e dois músicos. A história é a de um velho bairro prestes a ser demolido para dar lugar a uma cidade moderna. Mas durante a noite, os habitantes enchem-no de sonhos, transformando-o num lugar onde tudo é possível. Para ver em Maio no CCB.

Publicidade
gulbenkian
©João Pimentel Ferreira/Gulbenkian
Coisas para fazer, Conferências e palestras

Urban Future Global Conference

Lisboa, Lisboa

É uma espécie de WebSummit, mas para “city changers” vindos de todo o mundo, pessoas que de forma visionária e apaixonada têm tomado acção para mudar o paradigma de funcionamento das cidades. Afinal, são elas (as cidades) a chave para a sustentabilidade do planeta e é aí que começa a luta contra as alterações climáticas e desigualdades sociais. As conversas vão andar divididas entre o Pavilhão Carlos Lopes, a Estufa Fria e a Fundação Calouste Gulbenkian.

Parque Florestal de Monsanto
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer, Caminhadas e passeios

Caminhadas em Dias Mundiais

Parque Florestal de Monsanto, Benfica/Monsanto

Dia Mundial da Árvore (21 de Março), Dia Internacional da Biodiversidade (23 de Maio) e Dia Europeu dos Parques Naturais (24 de Maio). Nestas efemérides pode explorar Monsanto, em três passeios com um foco diferente. Tudo no âmbito de uma investigação acerca da Pré-História de Lisboa pelo Centro de Arqueologia de Lisboa.

Publicidade
Cultivar: As Hortas de Lisboa
©CML
Coisas para fazer, Exposições

Cultivar: As Hortas de Lisboa

Museu de Lisboa - Palácio Pimenta, Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

Não vai precisar de arregaçar as mangas e pôr as mãos na terra: só de visitar esta exposição do Museu de Lisboa que dá conta de um novo olhar sobre a importância das hortas urbanas como espaços onde se criam sentimentos de pertença, redes de entreajuda ou viagens a novos mundos sensoriais. Lisboa tem cada vez mais talhões para cultivar e aqui são abordados os temas da água e os trajectos de pessoas, plantas, sementes, ideias e práticas.

garrafas epal
©DR

Aqui bebo água da torneira

“É uma garrafinha de água, por favor”. É provável que em Lisboa faça este pedido menos vezes nos restaurantes de Lisboa. Isto se aderirem a este projecto que promove o consumo de água da torneira e a redução da utilização de garrafas de plástico. A água será servida em jarros e garrafas oferecidos pela EPAL e o objectivo é juntar o maior número de estabelecimentos em torno desta missão amiga do ambiente. A lista de aderentes estará disponível na plataforma Zomato.

Publicidade
remuseu
©DR

ReMuseu

Para Abril, a Câmara Municipal de Lisboa tem planeada a inauguração do ReMuseu, um espaço museológico temporário dedicado à reciclagem e que será instalado para os lados de Alcântara, próximo do Tejo. A estrutura será edificada com a ajuda de contentores marítimos.

Do mais verde que há em Lisboa

Miúdos

17 marcas infantis sustentáveis para pequenos amigos do planeta

Palavra do ano em 2018, sustentável é uma prática ecologicamente responsável, economicamente viável e socialmente justa. Troque a coisa por miúdos e ponha os gaiatos a repetir – e a praticar – o palavrão. É que pensar verde não é, nem deve ser, um exclusivo de adultos e cada vez mais marcas infantis estão atentas a isso. Com espaços físicos espalhados pela cidade ou à distância de um simples clique, estas marcas estão a fazer tudo para não deixar uma grande pegada no planeta, ao mesmo tempo que enchem as crianças de estilo.

repair cafe
©DR
Compras, Arte, artesanato e passatempos

Seis formas de dar nova vida aos objectos lá de casa em Lisboa

A preocupação pelo meio-ambiente parece ter entrado de vez na agenda social e política de todo o mundo e aos poucos vamo-nos apercebendo da quantidade de desperdício que todos os dias mandamos dar uma volta. Estamos ainda muito longe do objectivo final, o desperdício zero, mas dar uma segunda oportunidade aos objectos obsoletos ou estragados que temos em modo espera nos arrumos, garagens ou mesmo dentro de casa (nem todos têm espaço de sobra) é uma das novas missões da humanidade. Isso e reciclar e reduzir. Agora, damos-lhe uma ajuda com estas dicas de formas de dar nova vida aos objectos lá de casa.

Publicidade
ISTO
Duarte Drago
Compras, Estilo de vida

As lojas e marcas sustentáveis em Lisboa que tem de conhecer

Hoje em dia, estar atento à pegada ecológica e tornar-se consciente das suas escolhas enquanto consumidor já se tornou habitual – comprar sustentável deixou de ser um bicho de sete cabeças e, para alguns, é já um estilo de vida. Também por isso Lisboa tem cada vez mais espaços e marcas que promovem este modo de vida. Reunimos marcas sustentáveis que tem de conhecer, desde a cosmética ao calçado passando pelo vestuário feminino, masculino ou infantil, sem esquecer os sapatos ou até mesmo roupa de banho e decoração para a casa. Olhe com atenção para estas estas marcas amigas do ambiente se quiser encher o armário a pensar num consumo sustentável.

Red Frog
©Inês Félix
Bares

Os bares sustentáveis em Lisboa que olham pelo ambiente

As alterações climáticas estão hoje na frente de todas as preocupações. Por cá, os lisboetas parecem não fugir à regra, e o esforço para reduzir o desperdício e mudar os comportamentos tem-se feito notar, especialmente nos negócios. Hotéis, restaurantes e bares vão-se adaptando aos tempos e procuram soluções mais ecológicas sem que seja preciso comprometer o serviço. Na lista que se segue, sempre em actualização, vai encontrar alguns dos spots na cidade onde pode mandar copos abaixo sem que tenha de sentir a culpa de resvalar na pegada ecológica. Estes são os bares sustentáveis em Lisboa que nos ajudam a olhar pelo ambiente.

Publicidade