De Xabregas ao Beato. Não há petróleo, mas há sítios cheios de pinta

Apanhe boleia do novo Hub Criativo do Beato e parta à descoberta desta zona oriental da cidade, cada vez mais movimentada. Traçamos um roteiro de restaurantes, bares, bibliotecas e galerias

Fotografia: Manuel Manso

Afirma-se cada vez mais como um dos eixos mais cool de Lisboa e as paragens obrigatórias não param de crescer.  

Xabregas, Marvila e Beato

HUB Criativo do Beato

Foi apresentado a 25 de Julho, quando se oficializou a transição entre anos a fio de ligação à Manutenção Militar e a inovação. São mais de 25 mil metros quadrados e 20 edifícios, onde se encontrarão grandes marcas e startups em fase de incubação. 

  

Ler mais
Grande Lisboa

EKA Palace

Este centro cultural alternativo no Beato tem um terraço, o Floating Garden, onde pode descansar os olhos das folhas de Excel e esquecer aquele “reply to all” que fez sem querer. O Eka Palace tem ainda exposições, festas e aulas de dança, para aqueles dias em que precisa mesmo do seu Bharata Natyam (dança clássica indiana). Ah, e não se esqueça dos afamados afters. Quando tudo parece morto na cidade, aqui está só a começar.

Ler mais
Xabregas
Publicidade

A Casa do Bacalhau

4 /5 estrelas

Não há melhor restaurante em Lisboa para provar o peixe favorito dos portugueses em receitas que atravessam o país. Sim, é o sítio certo para apanhar uma overdose de bacalhau ou para impressionar turistas. Quem não é fã, tem outras opções (e não são só de peixe, sublinhe-se).

Ler mais
Alfama

Spot Real

Quatro amigos quiseram pôr um bairro meio adormecido aos saltos. Hilário, Ângelo, Nuno e Ricardo transformaram um armazém abandonado no Poço do Bispo na primeira academia de parkour do país. Há espaço para os malabarismos dos habitués, mas também para principiantes, que a partir dos seis anos podem atirar-se de cabeça para uma irresistível piscina de esponja.

Ler mais
Marvila
Publicidade

Marítima de Xabregas

4 /5 estrelas

Aqui não há doses de comida, há grandes doses que servem para dividir por duas, três ou até quatro pessoas. De experimentar o bacalhau e a entrecôte, tudo feito na grelha.

Ler mais
Xabregas

Cantinho do Vintage

Nem toda a gente gosta de ter uma casa igual ao catálogo do Ikea e não há arquitectura moderna onde não encaixe que nem uma luva uma ou outra peça vintage. No Cantinho do Vintage, local de romaria de muitos lisboetas aos sábados, as peças de mobiliário e os acessórios de decoração de outros tempos amontoam-se sobre mesas, estantes, carrinhos e armários. Vale a pena ir com tempo para descobrir as melhores pérolas.

Ler mais
Marvila
Publicidade

Vertigo Climbing Center

Com o primeiro rocódromo de Lisboa nunca foi tão fácil trepar paredes. Este espaço dedicado à prática de escalada indoor tem uma área escalável de 300 m2, conta com um café e uma esplanada com vista para o rio, um ginásio e uma loja com tudo o que é preciso para escalar com segurança. Se ainda assim for preciso uma ajuda extra, pode sempre inscrever-se num dos cursos disponíveis.

Ler mais
Marvila

Biblioteca de Marvila

É a mais recente e a maior biblioteca de Lisboa. Uma casa senhorial abandonada há décadas foi ocupada por um auditório com 187 lugares, uma horta comunitária e 23 mil obras para consulta com foco na arte urbana e cultura hip-hop.

Ler mais
Marvila
Publicidade

Galeria Underdogs

Nascida em 2010 num armazém do Braço de Prata, por aí passam alguns dos mais mediáticos artistas da actualidade – de Wasted Rita a Alexandre Farto, conhecido por Vhils. Tanto é espaço de exposição como lugar para residências artísticas e, por falar em versatilidade de funções, tem a sua irmã no Cais do Sodré: a Art Store, nascida em 2014, onde além de se comprar arte também se come um bagel ou se bebe um café artesanal.

Ler mais
Marvila

Galeria Francisco Fino

Marvila cresce com mais um espaço dedicado à arte contemporânea. Depois de trabalhar com vários artistas desde 2012, Francisco Fino tem agora um espaço fixo onde pode cumprir o sonho de ser galerista. No antigo armazém de vinho e azeite juntam-se Gabriel Abrantes, José Pedro Cortes, Karlos Gil, Mariana Silva, Marta Soares, Tris Vonna-Michell e Vasco Araújo. 

Ler mais
Marvila
Publicidade
Mostrar mais

Mais roteiros cool de Lisboa

Onde comer bem no Príncipe Real

É o bairro com as lojas mais alternativas, as noites mais coloridas e os restaurantes do momento. A oferta é variada e não desilude. Asiáticos, italianos, cozinhas de autor: abram alas para a família real de restaurantes do Príncipe Real.    Recomendado: Os melhores restaurantes na Avenida da Liberdade

Ler mais
Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Os melhores hotéis no Chiado

É o bairro mais chique de Lisboa e não lhe faltam lojas para se perder, ruas por onde passear e restaurantes que dão origem a um roteiro gastronómico de durar o dia todo. No final do dia, de sacos e barriga cheia, aproveite as vistas e o conforto de alguns dos melhores hotéis no Chiado.   Recomendado: os melhores hotéis na Baixa

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

Comentários

1 comments
Elsa R

Sou a favor da evolução e até me parece bem que a zona se dinamize.

Só não acho bem que bares, galerias, restaurantes da moda se fixem em zonas de habitação que outrora eram calmas...

Isto para nao falar que os habitantes de uma vida inteira perderam, para além do sossego, os poucos lugares de estacionamento disponíveis!