A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Ginásio do Jardim de Santos
Fotografia: Mariana Valle LimaJardim de Santos

Gaste calorias sem gastar dinheiro nestes ginásios ao ar livre em Lisboa

O que não faltam em Lisboa (e arredores) são ginásios ao ar livre. Só não fica em forma se não quiser

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Equipamentos de fitness municipais, paredões, espaços verdes amplos, enfim, uma variedade de locais onde pode compensar os excessos calóricos. Nestes ginásios ao ar livre em Lisboa, e não só, pode aventurar-se num treino solitário ou com uma grupeta de amigos e sem gastar um tostão. E não, não é ginástica de reformado, mas de bem informado – depois de ler este artigo de uma ponta à outra, claro. Qual vai ser a sua desculpa? Deixe-se disso e dê à perna, aos braços e ao corpo no geral que o tempo do sedentarismo já passou.

Recomendado: Junte-se a estes grupos de treino ao ar livre em Lisboa

Ginásios ao ar livre em Lisboa

Parque calisténico do Parque das Nações
©Junta de Freguesia do Parque das Nações

1. Parque calisténico do Parque das Nações

A calistenia é um método de exercício físico que usa apenas o peso do corpo para desenvolver a agilidade, força e resistência física, sem recurso a aparelhos de musculação ou pesos e halteres. Este parque, na Rua Chen He, tem uma área de 390 metros quadrados e inclui coisas como tripla barra francesa de flexões, barra ondulada, equipamentos de barras paralelas baixas, barras paralelas duplas ou colunas de exercício, entre outros equipamentos. E fica perto da área desportiva norte do Parque das Nações, onde também se encontram um skate park, uma pista de pumptrack e três campos de basquetebol de rua.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Areeiro/Alameda

Palco de eventos de toda a espécie ao longo do ano, o jardim da Alameda é também um paraíso para cães no centro da cidade, para grupetas que querem fazer a fotossíntese e, claro, para os loucos pelo fitness que ali encontram espaço para se desdobrarem entre agachamentos, corridas e cambalhotas. Alameda acima, Alameda abaixo, o que não lhe falta é relvado para poder correr, caminhar e exercitar o corpo sozinho ou mal acompanhado pelo demónio dos tempos modernos a que chama de personal trainer. 

Publicidade
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Avenidas Novas

Aqui há espaço para grupos de piquenique, grupos que vão só beber um copo de final de dia ou então para os maluquinhos do fitness que precisam de espaço para correr, saltar, rebolar, ir ao chão e voltar a pôr os pés na terra num salto encarpado. Há algum equipamento de fitness, mas também pode puxar pela imaginação e fazer-se ao piso relvado.

  • Coisas para fazer
  • Benfica/Monsanto

Além de capital do piquenique, Monsanto pode vir a ser capital do exercício ao ar livre. Vimos por este meio propor a organização de umas olimpíadas em Lisboa. O cenário está escolhido: Monsanto. Há pista de ciclismo, zonas para corridas, mesas de pingue-pongue, pista de patinagem e skate, parede de escalada, campos de ténis… não lhe falta nada.

Publicidade
Campo Mártires da Pátria
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Lisboa

Duas razões trazem este jardim até aqui: o nanocomplexo para desportos de grupo com mesa de pingue-pongue e campo de basquetebol (este foi pintado de alto abaixo por Akacorleone e está uma maravilha para bater bolas e tirar fotos). Mas também pode usar a zona ajardinada para perder calorias.

  • Coisas para fazer
  • Campolide

Chama-se Jardim Amnistia Internacional, mas apostamos que ninguém o trata pelo verdadeiro nome. Assim como apostamos que os frequentadores preferem que faça o seu exercício descansado no circuito de manutenção. Se não gosta de mirones que passam e olham enquanto pinga de suor, este é o jardim perfeito. Poucos o frequentam.

Publicidade
Jardim do Torel
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Tem o audacioso nome de fitness park, fica na parte superior do Jardim do Torel (lado esquerdo) e, prepare-se que tem vista para o Tejo. Uma beleza. Há quatro equipamentos em muito bom estado, entre os quais um familiar da elíptica e uma máquina tai chi wheels para trabalhar articulações.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Santos

O Jardim de Santos está verde quem nem uma alface fresca e tem um circuito de manutenção. Reúna dois ou três amigos e entretenham-se a saltar de posto em posto. Podem simular condução, remos e passeios de bicicleta ou então fazer umas flexões e burpees como quem não quer a coisa.

Publicidade
  • Desporto
  • Ginásios e centros de fitness
  • Cascais

Se andar em Cascais é provável que se cruze com pessoas vestidas de desporto. O Paredão e a Ciclovia convidam a puxar pelos músculos, e o ginásio inaugurado em 2017 na Avenida Diana Spenser, perto da Casa da Guia, com oito estações de treino, veio ajudar à festa. Há postos informativos para usar os aparelhos sem fazer lesões e o melhor de tudo ficou para o fim: O Fitness Park da Guia tem uma bela vista para o mar.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Cascais

Percorrer o Paredão de Cascais a pé corresponde a um exercício à beira-mar de quase 3km, entre São João do Estoril e Cascais. Ao longo do paredão vai encontrando equipamentos de fitness, uma paragem (ou várias) onde não vale descansar.

Lisboa em forma

  • Coisas para fazer

Matas, parques e jardins ou zonas ribeirinhas. Em Lisboa (e arredores), não faltam opções para se pôr a mexer – e, dependendo das horas, sem qualquer confusão, afinal a ideia é relaxar também. Basta escolher o cenário mais apelativo e o piso mais adequado para começar, ou continuar, a correr na cidade. Qual é que vai ser a sua desculpa agora para não ficar em forma? Decore as paragens que se seguem, salte do sofá e dê corda aos sapatos. Também lhe faz bem arejar as ideias, com todos os cuidados que esta altura pede, claro.

  • Coisas para fazer

Uma boa forma de começar a ficar em forma pode ser através de uma aplicação que o vai obrigando a fazer certos exercícios, até porque o telemóvel já quase que se tornou numa extensão do nosso próprio corpo. E não, não precisa de sair de casa para ser um aluno exemplar. O que também não precisa (nem pode) é de inventar a desculpa de que não tem tempo ou que não gosta de treinar com outras pessoas à sua volta – nada serve desta vez. Sabia que para alguns treinos precisa de menos de 10 minutos? Mais intenso, menos intenso, para tonificar ou para perder peso, há de tudo nesta lista. Seja como for, saia do sofá, faça o download destas apps para ficar em forma e ponha-se a mexer.

Publicidade
  • Música

Está numa missão de se exercitar? Uma corrida matinal parece-lhe melhor plano do que ficar pela cama a procrastinar e a pensar no sentido da vida? Aprovamos e damos uma ajuda. Reunimos alguns dos temas que fazem mexer a redação da Time Out Lisboa e atiramo-los sem pudor à lista que se segue. Se o que lhe faz bem é rock, temos. Se preferir um reggaeton, também temos. Sente-se super fierce e uma Beyoncé é que traz a motivação necessária? Não há remédio que falte na nossa farmácia musical. Lembre-se, o que importa é mexer. Por isso, abrace a elíptica, beije o ombro do spin, gargalhe na cara do remo e tome nota das músicas para treinar no ginásio (ou ao ar livre).

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade