O melhor de Porto Covo

Um roteiro das melhores coisas que pode fazer em Porto Covo, mesmo que o calor não aperte
Praia da Samoqueira - Porto Covo
Fotografia: Arlindo Camacho Praia da Samoqueira
Por Mariana Correia de Barros |
Publicidade

Tornou-se tão cliché como inevitável cantarolar a “Porto Covo” de Rui Veloso quando passamos por aqui. É um clássico, tal como é um clássico não falhar uma ida a banhos na Ilha do Pessegueiro ou parar no Zé Inácio para comer um bom peixe grelhado. Porto Covo devia estar na lista de sítios a conhecer de qualquer pessoa, especialmente no Verão. É uma vila pequena, com grandes praias à mão de semear, e várias coisas para fazer. Uma vez aqui, saiba tudo o que não pode perder em Porto Covo, mesmo que o sol não espreite.

Recomendado: Os melhores hotéis da Costa Alentejana

Praia da Samouqueira
Fotografia: Arlindo Camacho
Atracções, Praias

Praia da Samouqueira

Fez a capa da Time Out Costa Alentejana 2017 e, não quiséssemos nós ser originais, poderia fazer a de 2018, 2019, 2020, e por aí fora. É que além da zona principal, pela qual se tem acesso através de escadas, andando para sul há uma série de pequenas enseadas com água de tom esverdeado que a tornam o postal perfeito do verão alentejano.

Praia do Serro da Águia - Porto Covo
Fotografia: Arlindo Camacho
Atracções, Praias

Praia do Serro da Águia

Continuamos nos factóides: a Praia do Serro da Águia foi capa da Time Out Costa Alentejana em 2015. Teremos uma predilecção por Porto Covo? Lembra-se daquela pequeníssima praia, abrigada do vento, com água transparente e semivazia no pino do Verão? É idílica e o facto de não ser vigiada afasta algumas pessoas.

Publicidade
Fim de tarde na praia da Foz
Fotografia:Ana Luzia
Atracções, Praias

Praia da Foz

Já foi mais secreta do que hoje em dia, mas ainda assim a falta de estacionamento, a caminhada de cinco minutos (só…) para lá chegar e a ausência de indicações, continuam a afastar alguns veraneantes. Mais (areal) fica. Para lá chegar, na estrada junto à costa entre Sines e Porto Covo, 1100 metros depois da placa de chegada a Porto Covo, virar na estrada de terra batida à direita e seguir em direcção ao mar.

Zé Inácio
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Zé Inácio

É um marco da freguesia, procurado por quem quer comer peixe realmente fresco. Chega fresco todos os dias e vai directamente para a grelha, onde é tratado por quem percebe da poda, a curta distância das carnes, em especial as de porco preto. Os fanáticos de comida de tacho encontrarão aqui massadas e cataplanas. 

Tasca do Xico
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Tasca do Xico

Só quem entra neste restaurante e espreita até ao fundo da sala consegue descobrir aquele que é o best seat de Porto Covo. Uma varanda virada para o idílico porto que dá nome à terra. É também aqui que está instalada a grelha onde rodam peixes frescos, lombos de bacalhau e carnes variadas. Prove os camarões fritos, o choco frito ou a carne à alentejana com batatinhas fritas aos cubos. 

A Ilha
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

A Ilha

As várias folhas coladas aos vidros anunciam coisas que fazem salivar qualquer português: salada de polvo, salada de búzios, percebes, caracóis, amêijoas… está a perceber o estilo, certo? Depois há a incrível esplanada, com vista para a Praia da Ilha e a Ilha do Pessegueiro ao fundo e uma garrafeira preenchida, para regar bem o petisco de fim de dia. 

Ilha do Pessegueiro
DR
Atracções, Praias

Ilha do Pessegueiro

É Joaquim Matias o marinheiro e pescador responsável por, todos os dias, levar visitantes à Ilha do Pessegueiro, pedaço de terra no oceano que conhece como a palma da mão. Acompanhou o levantamento arqueológico ali feito nos anos 80 e adora debitar as várias fases de vida da ilha ao longo dos séculos – e em nenhuma existe um pessegueiro. Ele conta-lhe porquê. 

Visitas guiadas até 15 de Setembro, com saída do porto de Porto Covo às 09.00, 11.00, 14.00 e 16.00 (dependendo do estado do mar). Preços: a partir de 10€. 96 553 5683.

Herdade do Pessegueiro
DR
Viagens

Herdade do Pessegueiro

icon-location-pin Grande Lisboa

É uma quinta ligada ao turismo equestre onde pode montar a cavalo e fazer uma cena à la Bo Derek – a inspiração é óbvia, mas até agora o cinema não nos presenteou com nada igual. Aqui tem desde baptismos de cavalo, a passeios pela herdade, idas a cavalo à praia ou programas que misturam o banho, alimentação e escovagem dos animais. Mesmo bom para aqueles dias em que o céu acorda nublado.

Especial Costa Alentejana

Praia do Tonel
Fotografia:Ana Luzia
Viagens

As melhores praias na Zambujeira do Mar

São (só) 212 quilómetros que separam Lisboa de um paraíso de águas cristalinas, areias soltas e formações rochosas imponentes. A Zambujeira do Mar tem uma costa rasgada e vincada, perfeita para quem gosta de explorar segredos. Acabaram-se as desculpas: faça a mala, vista o fato de banho, calce as sandálias e faça-se à estrada. Aqui não faltam areais selvagens e secretos onde pode estender a toalha. E para aproveitar o melhor que a zona tem para oferecer, nada como se deixar ficar por ali durante uns bons dias.

Praia de Santo André
Fotografia: Arlindo Camacho
Viagens, Escapadas

O melhor de Vila Nova de Santo André

Praias, petiscos, passeios e muito descanso. São várias as opções, conforme o que lhe apetecer. O melhor que pode fazer nesta vila a hora e meia de Lisboa está aqui. Apetece-lhe uma escapadinha? Damos-lhes umas dicas, sem esquecer, claro está, a praia e Lagoa de Santo André que tornam esta zona única para férias ou apenas para uma fugida da cidade. Siga as nossas pisadas e garantimos que os dias vão ser de descanso (até se vai esquecer do caminho de regresso a casa). Bons mergulhos e bons petiscos são os nossos votos.  

Publicidade
Priaia Vizinha das Furnas
Fotografia: Arlindo Camacho
Viagens

O melhor de Vila Nova de Milfontes

Duas horas. Não demorará muito mais a chegar a Vila Nova de Milfontes e uma coisa conseguimos garantir: demorará menos ainda a esquecer-se que há vida em Lisboa. Praias, restaurantes, lojas. Não se fala do melhor da Costa Alentejana sem mencionar Vila Nova de Milfontes, seja pela praia e pelo rio, como pela gastronomia – e que bem que se come aqui. A verdade é que não faltam coisas para fazer em Vila Nova de Milfontes, mesmo que o sol teime em não aparecer. Siga o nosso roteiro e não se preocupe com mais nada.  

Publicidade