Um roteiro de arte urbana em Marvila

Trabalhos de grande escala, uma explosão de cores e várias boas desculpas para instagramar. Venha descobrir a arte urbana em Marvila
Arte urbana Marvila
Por Miguel Branco |
Publicidade

Foi em 2017 que o Festival Muro transformou 17 paredes laterais de prédios em 17 telas de grandes dimensões, contando com a intervenção de artistas portugueses e internacionais. Entretanto, a arte urbana continua bem e recomenda-se, e Marvila, a zona que acolheu este projecto cheio de cor, tem seguido pelo mesmo caminho. Autêntica galeria a céu aberto, este é só mais um bom motivo para partir à descoberta da zona oriental da cidade. Anote como coordenadas o Bairro das Salgadas (Rua Dinah Silveira de Queiroz), a Quinta Marquês de Abrantes (Rua Alberto José Pessoa) e o Bairro da Quinta do Chalé (Rua José do Patrocínio), três dos núcleos abrangidos pelos artistas das tintas. Para um roteiro com orientação a preceito, consulte as visitas-guiadas da Galeria de Arte Urbana.  Ah, e de caminho, não se esqueça de passar pela Galeria Underdogs, meca da cultura visual e de passar a pente fino a restante oferta ao nível das artes. 

Recomendado: Roteiro Perfeito em Marvila

Arte urbana em Marvila

Cix Mugre

Cix Mugre

O writter mexicano Cix, que pertence à Mugre Crew, tem como estética principal as personagens cartoonizadas, feitas sempre em cores vivas e fluorescentes, referências directas à cultura mexicana pré-hispânica. Em “Mi Madre” representa a figura da mãe enquanto símbolo da ancestralidade mexicana. A figura é a deusa Cuatlicue, mãe dos deuses.

Arte urbana Marvila Godmess

Godmess

Godmess é um artista do Porto com formação em várias áreas, passando pela ilustração, design gráfico, instalações, arte urbana. Aqui atirou-se a “Família”, título da sua obra, que através de uma mancha de cor sólida e de uma valente carga cromática, retrata nesta empena de Marvila. Vemos uma família em movimento, rostos de uma família que pretende apagar fronteiras. 

Publicidade
Arte urbana em Marvila Hazel

Hazel

Mais um homem das artes natural do Porto. Hazul começou por fazer graffiti em 1997, até se deixar encantar pelos temas das antigas civilizações e, mais recente, por correntes artísticas como o modernismo, o cubismo e o surrealismo. Hazul da cor, pois claro, sempre presente nas suas obras, que adopta também em homenagem à sua cidade. “Lugar” tenta harmonizar alguns contrastes, entre o curvo e o recto, o masculino e o feminino, o real e o simbólico. 

Arte urbana Marvila Kruella d'Enfer

Kruella D’Enfer

A portuguesa Kruella D’Enfer é das mais interessantes artistas visuais do país. Seja em pequena ou grande escala a sua linguagem pauta-se por um mistério eterno. Ora estamos perante raposas mágicas ou veados xamanistas. Esta “Oferenda” apela ao tema da cultura ibero-americana sobre a qual o Muro incidiu em 2017. É um ramo de flores que podia ser feito em vários países destas latitudes. Sobre um fundo negro, pois claro.

Publicidade
Arte urbana em Marvila LS

LS

“O respeito entre Povos” é o nome de uma obra de LS, artista local, com quase todas as cores do mundo e um rosto feminino, que pretende chamar a atenção para a discriminação religiosa e racial, que é como quem diz que o mundo é de todos e todos somos o mundo.

Arte urbana em Marvila

Medianeras

Vanesa Galdeano e Anali Chanquia são duas artistas de rua argentinas, da cidade de Rosario, que brindaram Marvila com este “Multicultural”, uma figura com as cores exóticas das culturas ibero-americanas, e um sem fim de padrões sobrepostos. Para outros pode apenas ser uma figura de t-shirt e camisa. Mas e que bela figura.

Publicidade
Arte urbana Marvila Licuado

Colectivo Licuado

Eis "O Encontro do Passado e do Presente", com assinatura do colectivo uruguaio Licuado, composto por Camilo Núñez e Florencia Durán, que deixaram a sua marca no bairro Quinta do Marquês de Abrantes. Basta passar pelo número 7 da Rua Alberto José Pessoa. 

Mais arte urbana em Lisboa

bordalo II, arte urbana
Fotografia: Manuel Manso
Arte, Arte urbana

Três intervenções de arte urbana que não pode perder

Nos últimos anos, Lisboa tornou-se uma das capitais mundiais da arte urbana. E mesmo que seja muito distraído vai, certamente, reparar. A cada canto da cidade tropeçamos num novo mural, ou algum tipo de intervenção artística num local inesperado.  Bordalo II, Tamara Alves e André Saraiva são os autores destas três intervenções artísticas que tem mesmo de ver, até porque servem um belo cenário instagramável.  Embarque connosco num passeio alternativo pela cidade, perfeito para apanhar um torcicolo de tanto andar de cabeça no ar. 

Tamara Alves
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Diz que é uma espécie de roteiro de arte urbana em Lisboa

Nos últimos anos, Lisboa tornou-se uma das capitais mundiais da arte urbana Vhils, Bordalo II, Aka Corleone, Tamara Alves ou Mário Belém são alguns dos nomes mais sonantes neste roteiro de arte urbana em Lisboa. Embarque connosco num passeio alternativo pela cidade. 

Publicidade
Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com