Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As melhores lojas de artesanato em Lisboa

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Cerâmicas da Linha
Fotografia: Manuel Manso

As melhores lojas de artesanato em Lisboa

Da cerâmica à ourivesaria, fomos à procura das melhores lojas de e com artesanato em Lisboa

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

É fã do artesanato tradicional português e não resiste a malas de cortiça, cestos de verga e andorinhas de loiça para pendurar na parede? Fomos à procura das melhores lojas de artesanato em Lisboa, da cerâmica à ourisevaria, para ajudar na busca pela jarra tosca mas perfeita para a mesa de centro da sala ou por um par de brincos de filigrana para oferecer à sua avó preferida (há sempre uma cujos beijos não nos importamos nada de receber). Aproveite também para comprar um presente para aquela prima em terceiro grau que vai casar.

Recomendado: As mercearias tradicionais de Lisboa

Da cerâmica à cortiça

Loja Cerâmicas na Linha
Loja Cerâmicas na Linha
Fotografia: Manuel Manso

1. Cerâmicas na Linha

Compras Decoração Chiado

O nome é Cerâmicas na Linha, o apelido é Loiça ao Kg. Sendo o quilo de loiça algo que anda entre os 3,80€ e os 7,50€, estejam os pratos mais ou menos maduros. Começou por funcionar apenas com algumas marcas e restos de colecções, mas o sucesso foi tal que tem cada vez mais fábricas a vender para a loja. Quase tudo é vendido a peso, mas há peças à unidade, como as loiças da Bordallo Pinheiro e Costa Nova. Entre travessas, taças, pratos e um sem-fim de outras peças de cerâmica, o difícil vai ser escolher, mas garantimos que os seus cozinhados vão ficar com uma óptima apresentação.

Sugestão: As recriações do Galo de Barcelos pela Sopa de Grão. Para saber o preço tem de ir à loja pesar.

Santos Ofícios
Santos Ofícios
Santos Ofícios

2. Santos Ofícios Artesanatos

Compras Baixa Pombalina

Santos Ofícios é um espaço dedicado à arte popular e tradicional portuguesa onde cada peça, cuidadosamente escolhida, representa uma determinada região do país. O interior foi alvo de um cuidadoso trabalho de requalificação, que permitiu pôr a descoberto arcos com tijoleira antiga, que desenham uma cruz em tijolo burro na parte central dos eixos dos tectos, bem como preservar toda uma parede de azulejos da fábrica pombalina do Rato. Entre os trabalhos feitos à mão, é possível encontrar peças em madeira, cerâmica, pedra, latoaria e cortiça. Mas também há tecelagem, cestaria, bordados e azulejos. É basicamente o paraíso do artesanato.

Sugestão: Lenços dos namorados, de Viana do Castelo e Vila Verde.

Publicidade
PLAYROOM
PLAYROOM
Fotografia: Manuel Manso

3. Playroom

Compras Designer Alcântara

Apesar dos horários estranhos e de ser preciso subir três andares, a loja vale a ginástica. Anna Westerlund trouxe com ela as cerâmicas mais mimosas de Lisboa e arredores, Joana Soares fez o gosto ao dedo e juntou ao pacote as ilustrações da Violeta Cor de Rosa. E não é que as duas marcas encaixam na perfeição? É que nem sequer precisam de muito espaço ou detalhe. A loja foi deixada branca para fazer ressaltar as cores, há um janelão ao fundo, uma mesa ao centro e ficou feito.

Sugestão: as canecas de café ou chá, feitas à mão por Anna Westerlund.

A Vida Portuguesa
A Vida Portuguesa
© Ana Luzia

4. A Vida Portuguesa

Compras Decoração Intendente

Já toda a gente conhece esta história: Catarina Portas fez o milagre de ressuscitar marcas nacionais mortas há uma data de tempo. As lojas d'A Vida Portuguesa são o sonho de qualquer turista que não se contenta com um íman de frigorífico como recordação, mas também um lugar obrigatório para alfacinhas com saudades dos sabonetes Confiança e das conservas Minerva. No Intendente, a variedade é mais do que muita e vai dos brinquedos da era pré-electrónica ao estacionário que parou no tempo. Pelo caminho, há faianças, mantas, moda e peças de artesanato, desde cerâmica a ourivesaria, tudo 100 por cento português e com ares de outras épocas. Parece-lhe incrível? 

Sugestão: Brincos à Rainha em Filigrana (118.40€), em ouro de Travassos.

Publicidade
Apaixonarte
Apaixonarte
©Alpio Padilha

5. Apaixonarte

Compras Designer Chiado/Cais do Sodré

Ter sido dos primeiros a chegar é, hoje em dia, com o andamento que o bairro leva, motivo de orgulho. Cláudia Cordeiro chegou em 2012, quando ainda eram poucos os turistas que passavam pela Rua Poiais de São Bento. Trouxe às costas o design contemporâneo português, sem galos de Barcelos nem sardinhas, mas com ideias suficientes para montar uma loja de souvenirs com pinta. “Esta zona era uma espécie de ilha esquecida, por explorar”, conta. No mesmo espaço, sobram umas quantas paredes pera exposições. Vão rodando de mês a mês e mostram sempre o trabalho de artistas emergentes.

Sugestão: SIGNfication 8 (32€), uma mão de cerâmica a fazer o símbolo do rock n' roll, para colocar flores, lápis ou canetas.

Mais compras em Lisboa

Pura Cal
Fotografia: Ana Luzia

As melhores lojas para comprar loiça em Lisboa

Compras Decoração

Se pensa que isto de comprar loiças é coisa de donas de casa, engana-se. O roteiro está desenhado e é difícil resistir-lhe. Pratos, canecas, tigelas e terrinas, a peso ou à peça, dizemos-lhe quais as melhores lojas para comprar loiças em Lisboa.

Mofo
Fotografia: Inês Félix

As melhores concept stores em Lisboa

Compras

Não se assuste com o estrangeirismo, nós explicamos tudo direitinho. As concept stores são lojas com universos próprios, com espaço para moda, decoração, livros, acessórios e até comida. E ninguém se chateia, nem as marcas, nem os designers, nem os artistas, nem os donos das lojas – que só agradecem. Vivem todos em harmonia nestas lojas, como se fossem uma só (e são, na verdade) unidas por um conceito.

Publicidade
Malapata
Fotografia: Manuel Manso

Lojas e galerias em Lisboa para comprar ilustrações

Compras Arte, artesanato e passatempos

Quem disse que a ilustração é o parente pobre da arte? Em Lisboa, conseguimos encontrar lojas e galerias que provam o contrário, com o melhor que anda a ser feito nas áreas da ilustração e da serigrafia. Dos jovens artistas que ainda agora começaram a dar os primeiros passos aos nomes sonantes, dos autores portugueses aos génios criativos internacionais, esta arte é para todas as carteiras, dos 10€ aos 100€.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade