A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Grey’s Anatomy, serie que llega a Prime Video
Foto: Cortesía Prime Video

‘Anatomia de Grey’: 19 personagens que deixaram saudades

Mais de uma década depois da estreia, olhamos para trás e recordamos os personagens que deixaram saudades.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Cláudia Lima Carvalho
e
Raquel Dias da Silva
Publicidade

O drama médico que já se tornou na novela da vida de muitos parece não acabar, sempre com novos triângulos amorosos, tragédias, mas também muitas gargalhadas e shots de tequila. Não há saída que abale a produção de Shonda Rhimes, que arranja sempre forma de dar continuidade à história. A dança de actores tornou-se um hábito, embora nos últimos anos alguns fãs já se comecem a queixar – do elenco inicial são muito poucos os que restam. Com mais uma temporada de Anatomia de Grey, que foi para o ar pela primeira vez em 2005 e pode agora ser vista no catálogo Star da plataforma de streaming Disney+, aproveitamos para recordar 19 personagens/actores de quem sentimos mais falta na história. A ordem pela qual aparecem as nossas escolhas não segue particularmente nenhum critério – é mesmo uma questão de memória ou de saudades.

Recomendado: As 20 melhores séries de 2020

Anatomia de Grey: 19 personagens que deixaram saudades

Andrew DeLuca (Giacomo Gianniotti)
DR

Andrew DeLuca (Giacomo Gianniotti)

Andrew DeLuca é a mais recente vítima dos argumentistas de Anatomia de Grey. O personagem, que se juntou ao elenco no final da 11.ª temporada, tornou-se num dos preferidos dos fãs, e chegou a namorar com a protagonista, Meredith (Ellen Pompeo). Já tinham acabado quando ele foi esfaqueado por uma traficante, num crossover com Station 19. Os médicos do mais famoso hospital de Seattle passaram um episódio inteiro a tentar salvá-lo, mas acabou por morrer.

Cristina Yang (Sandra Oh)

Cristina Yang (Sandra Oh)

A parceira de sempre de Meredith Grey deixou a série no final da 10.ª temporada. Trocou Seattle por Zurique e meia dúzia de anos depois desse desfecho os fãs ainda perguntam por ela. A actriz tem dado nas vistas agora com a série Killing Eve, que pode ser vista na HBO e já vai na terceira temporada.

Publicidade
Derek Shepherd (Patrick Dempsey)

Derek Shepherd (Patrick Dempsey)

Por se tratar do McDreamy, esta é uma ausência ainda muito presente. A morte de Derek Shepherd, na sequência de um acidente e de um diagnóstico tardio, doeu tanto aos fãs que a própria morte da série foi anunciada. É que não foi apenas o personagem que desapareceu, foi também uma história de amor que começou logo ao início que chegou ao fim. Não faltaram as promessas de fãs que nunca mais veriam um episódio, mas tudo aconteceu na 11.ª temporada e Anatomia de Grey aí continua sem um fim à vista.

George O'Malley (T.R. Knight)

George O'Malley (T.R. Knight)

Foi talvez a morte mais trágica de toda a série. George preparava-se para ser cirurgião no Exército e por isso teve folga no último dia ao serviço do hospital. Foi nesse dia que se atirou para a frente de um autocarro para salvar a vida de uma mulher. Ficou desfigurado e deu entrada nas urgências como incógnito. A equipa fez de tudo para o salvar, sem perceber que ali deitado estava o seu companheiro e amigo. Foi só quase no fim que Meredith percebeu, quando este lhe fez o sinal de 007 (a sua alcunha). Estávamos no final da sexta temporada.

Publicidade
Izzie Stevens (Katherine Heigl)
DR

Izzie Stevens (Katherine Heigl)

O desaparecimento de Izzie Stevens foi provavelmente um dos mais estranhos. Era uma das protagonistas – pertencia à grupeta de Meredith desde o início – e também uma das preferidas. Estava casada com Alex Karev quando descobriu que tinha um cancro. Não soube lidar com a doença, culpou o marido e desapareceu. Ainda a voltámos a ver quando Izzie decidiu voltar a Seattle para dizer que estava livre do cancro. Alex, bem como o restante grupo, nunca a perdoou e Izzie seguiu caminho.

Mark Sloan (Eric Dane)

Mark Sloan (Eric Dane)

O cirurgião plástico era um dos preferidos dos fãs. Os lenços de papel não chegaram quando Mark Sloan morreu no início da 9.ª temporada. Depois do trágico acidente de avião que abalou a oitava temporada, ainda houve esperança, mas Sloan não resistiu aos ferimentos. Entretanto já voltámos a ver em Euphoria, série protagonizada por Zendaya e que se estreou na HBO em Junho de 2019. Antes disso, entrou na produção televisiva The Last Ship.

Publicidade
Lexie Grey (Chyler Leigh)

Lexie Grey (Chyler Leigh)

Não podemos falar de Mark Sloan sem falar de Lexie Grey, a irmã de Meredith que chegou a Anatomia de Grey na terceira temporada. Morreu no final da oitava, depois de não ter resistido ao acidente de avião. Ficou esmagada debaixo dos destroços, mas antes de morrer ainda conseguiu declarar o seu amor a Sloan. Chyler Leigh abandonou a série para passar mais tempo com a família.

Callie Torres (Sara Ramírez)

Callie Torres (Sara Ramírez)

À 12.ª temporada, Callie mudou-se para Nova Iorque, atrás da nova namorada Penelope Blake – sim, a médica que não conseguiu salvar Derek Shepherd. Depois do fim do casamento com Arizona e resolvidas todas as questões relacionadas com a guarda da filha Sofia, a médica, que chegou à série na segunda temporada, desapareceu da história, ainda que volta e meia se fale nela.

Publicidade
Alex Karev (Justin Chambers)
Grey's Anatomy

Alex Karev (Justin Chambers)

Depois desta saída, Meredith Grey é a única interna original ainda na série. Após 15 anos a interpretar Alex Karev, e dez temporadas depois da primeira mulher do personagem o abandonar, Justin Chambers foi-se embora. Plot twist: Karev foi atrás de Izzie e explica tudo em várias cartas, endereçadas a diferentes pessoas, incluindo a Jo Wilson (Camilla Luddington), com quem se tinha casado. O médico acaba por encontrar Izzie, que secretamente usou os seus embriões para ter filhos gémeos há já cinco anos, e passa a viver feliz com ela numa quinta.

Denny Duquette (Jeffrey Dean Morgan)
Anatomia de Grey

Denny Duquette (Jeffrey Dean Morgan)

Foi introduzido na segunda temporada da série como um paciente à espera de um transplante de coração e acabou por se apaixonar por Izzie Stevens, que acaba por retribuir esse amor e, num momento de desespero, engendra um plano para o pôr no topo da lista de transplantes. A estratégia funciona e Denny chega a pedi-la em casamento, mas (pode chorar à vontade) ele acaba por morrer por derrame na mesma noite da sua operação, devido à formação de um coágulo. Tanto Izzie como os espectadores ficaram destroçados: a morte de Denny foi tão poderosa que o personagem volta a aparecer como uma espécie de fantasma/fantasia em alguns episódios especiais.

Publicidade
Preston Burke (Isaiah Washington)

Preston Burke (Isaiah Washington)

Saiu na terceira temporada, depois de ter deixado a sua namorada Cristina Yang abandonada no altar. A desculpa para não casar foi ter percebido que isso não era mesmo o que Cristina queria. Na verdade, o que aconteceu foi que o actor foi corrido da série, depois de ter feito comentários homofóbicos em relação ao seu colega T. R. Knight, quando este assumiu a sua homossexualidade. O actor voltou, no entanto, brevemente à série na 10.ª temporada: é ele quem está por detrás do convite a Cristina Yang. Ele é o responsável pelo hospital de Zurique.

Addison Montgomery (Kate Walsh)

Addison Montgomery (Kate Walsh)

Vimo-la pela primeira vez no final da primeira temporada. Ex-mulher de Derek Shepherd e ex-namorada de Mark Sloan, a sua chegada ao hospital não foi pacífica, mas acabou por ficar até ao final da terceira temporada. Saiu para trabalhar no Oceanside Wellness Center em Santa Monica, Califórnia, e daí apareceu a série Clínica Privada. Continuou, no entanto, a aparecer no Seattle Grace, muitas vezes chamada para casos de urgência, mas deixámos de a ver à oitava temporada.

Publicidade
Stephanie Edwards (Jerrika Hinton)
DR

Stephanie Edwards (Jerrika Hinton)

Depois do acidente de avião que nos deixou a gaguejar, a nona temporada trouxe novos internos para o hospital. Stephanie Edwards foi uma das novatas e por ali se aguentou durante quase cinco anos. Acabou por sair no final da 13.ª temporada, depois de uma tragédia das grandes ao melhor estilo de Anatomia de Grey. Uma ala do hospital sofreu um incêndio e Stephanie para tentar ajudar um doente acabou por ficar gravemente ferida. No final, decidiu mudar de vida.

Nathan Riggs (Martin Henderson)
Craig Sjodin

Nathan Riggs (Martin Henderson)

Teve uma vida curta, mas marcante na série, especialmente por ter demonstrado a Meredith Grey como se podia voltar a apaixonar depois da morte de Derek. Nathan Riggs, o malogrado cunhado de Owen Hunt, chegou ao Hospital Grey Sloan Memorial à 12.ª temporada. Saiu no final da 14.ª, depois de a noiva que julgava morta ter aparecido. Encorajado por Meredith, foi atrás de uma nova vida ao lado do antigo amor.

Publicidade
April Kepner (Sarah Drew)
DR

April Kepner (Sarah Drew)

O percurso de Abril Kepner em Anatomia de Grey começou atribulado. Na sexta temporada, quando chegou, Kepner não passava de uma interna chata com pouca piada, mas com o tempo acabou por se tornar numa das personagens favoritas dos fãs. Saiu no final da 14.ª temporada, depois de quase ter morrido e decidida a mudar de vida e a fazer “o trabalho de deus”.  

Arizona Robbins (Jessica Capshaw)

Arizona Robbins (Jessica Capshaw)

A saída de Arizona Robbins, que aconteceu ao mesmo tempo da despedida de April Kepner, deixou os fãs em lágrimas. Não porque algo de mau lhe aconteceu mas simplesmente porque a decisão de trocar Seattle por Nova Iorque para que Sofia pudesse ser educada pelas duas mães significou um adeus definitivo da série. A pediatra fazia parte da equipa há dez temporadas. Resta-nos imaginar que Arizona conseguiu conquistar novamente o coração de Callie.

Publicidade
Adele Webber (Loretta Devine)
Grey's Anatomy

Adele Webber (Loretta Devine)

Quando conhecemos o chefe do Seattle Grace, ele não parecia ser a pessoa que merecia ter Adele na sua vida. Afinal, Richard Webber estava apaixonado por outra pessoa. Ela sabia e depois foi diagnosticada com Alzheimer. A sua deterioração aconteceu rapidamente e Adele ficou com medo das pessoas à sua volta, sem as conseguir reconhecer. Apesar de ter morrido fora do ecrã, de ataque cardíaco, é impossível não nos termos arrepiado com a cena em que Richard confirma a morte da sua mulher a Meredith Grey durante a festa de casamento de Bailey, na 9.ª temporada.

Leah Murphy (Tessa Ferrer)
Grey's Anatomy

Leah Murphy (Tessa Ferrer)

A personagem de Tessa Ferrer foi introduzida na 9.ª temporada, juntamente com Jo Wilson (Camilla Luddington) e Stephanie Edwards (Jerrika Hinton), mas no segundo ano de residência foi despedida e saiu da série. Estávamos no final da 10.ª temporada e era uma das personagens com mais tempo de antena. Três anos depois, numa reviravolta, apareceu para felicidade de muitos fãs. Infelizmente, foi sol de pouca dura. Seis episódios depois, não voltou a aparecer. Continuamos à espera de uma explicação.

Publicidade
Joe (Steven W. Bailey)

Joe (Steven W. Bailey)

Não podemos fechar esta lista sem incluirmos Joe, o empregado do bar onde todos os médicos do hospital mais badalado de Seattle vão parar. É o homem dos shots de tequila. Testemunha de bebedeiras, lágrimas, gargalhadas. A contrastar com toda a tragédia de Anatomia de Grey, a Joe não aconteceu nada, pelo menos que se saiba. Simplesmente desapareceu da série, e não o vemos desde a sétima temporada.

Outras séries

  • Filmes

Não é possível falar de séries sem falar da Netflix. Afinal, é muito graças à forte aposta deste serviço de streaming na produção audiovisual que o panorama televisivo melhorou nos últimos anos. É a nova era dourada da televisão e todas as semanas se estreiam séries e filmes que só se encontram na Netflix.

  • Filmes

Desde que chegou a HBO (para não falar nos outros serviços de streaming que apareceram entretanto) ficou ainda mais complicado gerir a agenda – e não falamos apenas da vida social, mas do calendário de estreias de séries. A pensar nisso, fizemos-lhe uma selecção das séries na HBO que vale a pena ver e que nunca o farão perder tempo. Recuperamos os clássicos que não pode perder e as novidades que têm dado que falar.

Publicidade
  • Filmes

Longe vão os tempos em que a ficção na televisão nacional se resumia sobretudo às telenovelas. Nos últimos anos, a produção nacional de séries cresceu e provou que o formato pode funcionar. Conta-me Como Foi, adaptação do original espanhol Cuéntame Cómo Pasó, marcou em 2007 o início da mudança. Nos anos que se seguiram, a RTP trouxe ao público apostas bem sucedidas e Sara, de Bruno Nogueira, ou Sul, de Ivo M. Ferreira, confirmaram que o panorama nacional mudou de vez.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade