A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Cinema, Filme, Documentário, Heroin(e) (2017)
©DRHeroin(e) de Elaine McMillion Sheldon

‘Heroin(e)’: na capital da overdose

O documentário de Elaine McMillion Sheldon foi filmado em Huntsville, na Virginia Ocidental, conhecida como “a capital da overdose dos Estados Unidos da América”.

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

★★★★☆

A história da tragédia dos opióides nos EUA e a sua ligação à família Sackler, dona da Purdue Pharma, produtora do analgésico viciante OxyContin, está contada na série Dopesick (Disney+). Quem quiser ver a verdade em carne viva, sem ficção pelo meio, tem o documentário Heroin(e) (Netflix), de Elaine McMillion Sheldon, rodado em Huntsville, na Virginia Ocidental, conhecida como “a capital da overdose dos EUA” pelo seu altíssimo índice de mortes por abuso de opióides, onde seguimos três mulheres. Jan Rader, comandante dos bombeiros locais e socorrista, que passa os dias a salvar pessoas de morrer de overdose; Necia Freeman, uma cidadã que à noite distribui comida a prostitutas drogadas e lhes dá apoio para se desintoxicarem; e Patricia Keller, juíza no tribunal que só julga casos relacionados com o consumo de drogas.

Em apenas 40 minutos, e pela mão deste trio, a realizadora dá caras (das vítimas e dos que o combatem) ao flagelo dos opióides, mostra Huntsville como um microcosmo do que está a acontecer nos EUA e revela que o OxyContin e a heroína estão a dar lugar ao mais barato, potente e mortífero Fentanyl (quase todo o Fentanyl ilegal que os americanos consomem é feito na China e vendido na dark web). Heroin(e) é tão sucinto como arrasador.

Mais que ver

Publicidade
Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade