Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right ‘Industry’ justifica o investimento
Televisão, Séries, Industry (2020), Myha'la Herrold
©DR Myha'la Herrold em Industry

‘Industry’ justifica o investimento

‘Industry’ é, ao mesmo tempo, um retrato de um banco de investimento e das pessoas que lá trabalham. Para ver na HBO.

Publicidade

★★★☆☆

No primeiro episódio de Industry (HBO), um homem mata-se a trabalhar, literalmente. É um estagiário de um poderoso banco de investimento de Londres, que quer tanto causar boa impressão aos superiores que vara as noites frente aos computadores, tirando apenas algum tempo para dormir na casa de banho dos homens. E é lá que o encontram uma manhã, sem vida. Ele pertencia a um grupo de jovens de várias origens sociais e étnicas que começam as suas carreiras no banco fictício da série, e Industry é tanto sobre eles, as suas ambições e as relações de intimidade e profissionais que estabelecem uns com os outros, os chefes e os seus clientes, como sobre o funcionamento da instituição, cuja razão de ser é gerar o máximo de lucros possível para aqueles.

É mérito dos seus autores que Industry procure o máximo de veracidade na descrição do agitado dia-a-dia do banco, desde o ambiente na azafamada sala de trading até ao “financês” opaco lá falado, sem optar pela demonização fácil e maniqueísta. O capital de simpatia das personagens principais é, à partida, escasso, considerando os seus estilos de vida, feitos de noitadas, drogas e sexo promíscuo. Mas o enredo deixa adivinhar que vão ter espaço e tempo para evoluir. Por tudo isto, Industry justifica o nosso investimento.

Mais que ver

Publicidade
Publicidade
Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade