Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os estranhos poderes de ‘The Nevers’
Televisão, Aventura, Sci-fi, The Nevers
©DR Rochelle Neil em The Nevers

Os estranhos poderes de ‘The Nevers’

A nova série criada por Joss Whedon é ambientada na ideia simplista que Hollywood faz da Londres dos tempos da Rainha Vitória.

Por Eurico de Barros
Publicidade

★★☆☆☆

Uma delas tem o triplo da altura normal. A outra fala uma misturada ininteligível de línguas. Outra faz e dispara bolas de fogo com as mãos. Outra ainda tem uma força invulgar e o poder de, por momentos, antever o futuro próximo, enquanto que a amiga desta inventa coisas que não existiam na época em que vive, porque consegue visualizar e manipular a energia. Elas são algumas das “tocadas” de The Nevers (HBO), a nova série de Joss Whedon, ambientada na ideia simplista que Hollywood faz da Londres dos tempos da Rainha Vitória, aí pelos últimos tempos do século XIX. E o que são as “tocadas”? São mulheres de vários extractos sociais e idades, na sua maioria, com alguns – poucos – homens pelo meio, às quais um estranho e inexplicável fenómeno deu capacidades físicas, intelectuais e sobrenaturais muito especiais, e que são encaradas pela sociedade com um misto de espanto, temor, admiração e algumas tentativas de explicação racional.

Uma sólida e verosímil racionalização é o que falta mais a esta atabalhoada combinação de ficção científica steampunk e de acção folhetinesca, com uma avantajada mochila de agenda feminista retroactiva (o verdadeiro vilão da história é a patriarcal, conservadora e repressiva sociedade vitoriana). Vistoso e movimentado, mas fracote.

Mais que ver

Publicidade
Publicidade
Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade