Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores passeios com crianças em Lisboa
Rua das lisboa com movimento
Fotografia: Arlindo Camacho

Os melhores passeios com crianças em Lisboa

Não tem por onde se perder, nem muito por onde falhar. Descubra os melhores passeios com crianças em Lisboa, em diferentes transportes

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Todos os anos decide que é desta que vai explorar a cidade com os miúdos, mas depois acaba por fazer sempre as mesmas coisas. Parque infantil, bicicleta à beira-rio e toca a voltar para casa que já está na hora do banho. A vida tem potencial para muito mais e nunca é tarde para querer acabar com os velhos hábitos, ajudá-lo a quebrar rotinas e levar os miúdos a descobrir Lisboa. Sempre em diferentes meios de transporte, transportes públicos incluídos (agora com uma máscara catita para se proteger a si e aos petizes). E até de helicóptero, para que possam ver a realidade de outra perspectiva. Não procure mais, sente-se confortavelmente e descubra alguns dos melhores passeios para fazer com crianças. E em Lisboa.

Recomendado: Fim-de-semana perfeito em família

 

Os melhores passeios com crianças em Lisboa

Aqueduto das Águas Livres
Aqueduto das Águas Livres
© Joana Freitas

1. Aventurar-se por aí

A Little Lisbon está para os passeios em família, como o pão para a manteiga. A empresa é uma verdadeira agência de viagens que desenhou visitas à capital a pensar nos mais pequenos. Pode descobrir Alfama num peddy paper, fazer uma caça ao azulejo na Mouraria, uma busca intensiva aos segredos escondidos na calçada portuguesa, às memórias do grande terramoto ou então aventurar-se a descobrir os detalhes de uma das estruturas mais complexas de sempre — a da água, construída no século XVIII. Nesta última, o ponto de encontro é à entrada do Aqueduto das Águas Livres e a partir daí são 5 kms debaixo de terra com um ambiente um tanto ou quanto húmido. Esta tour está disponível para agendamento todos os dias da semana (excepto domingos e segundas) pelo preço de 165€/família.

Terreiro do Paço
Terreiro do Paço
©Inês Félix

2. Divertir-se em família

Imagine que as crianças entram num jogo de computador e são obrigadas a fazer na vida real o que fazem digitalmente, horas a fio. Mas sem carros. Nem tiros. É a boa e velha exploração, com níveis para ultrapassar mas sem artifícios perigosos ou inimigos para abater. Assim são os Peddy Papers para miúdos do Lisboa Autêntica. Acompanhados por monitores experientes e um adulto (pai, tio, primo) por equipa, os jogos decorrem sempre num bairro lisboeta (Príncipe Real, Bairro Alto, entre outros) ou num jardim (Campo Grande, Estrela) e têm como objectivo a descoberta dessa zona da cidade, de uma forma bem mais divertida do que a ouvir um guia enfadado repetir o discurso do costume. Entre charadas, jogos, dança e fotografia, os mais novos têm de descobrir pistas e aprender tudo sobre aquele lugar. No final do passeio, a equipa vencedora leva um diploma para casa. O preço desta actividade está sob consulta e depende do número de participantes, mas há mais propostas para toda a família a partir de 10€ por pessoa.

Publicidade
coronavírus
coronavírus
Photograph: Manuel Manso

3. Andar perdido por Lisboa

Para sair desta embrulhada não há cá mapas, muito menos GPSs. Há sim charadas, códigos, cifras, anagramas, palavras cruzadas e jogos de números espalhados por um bairro de Lisboa. As actividades para toda a família da Lisbon Walker são uma forma divertida de conhecer melhor a cidade. A empresa organiza ainda outras actividades e passeios para todas as idades, como a Batalha Naval, a Cidade de Espiões, a 7ª Colina ou As Lendas & Mistérios. Só tem de comprar o seu bilhete através do site e desfrutar do passeio escolhido de forma segura e agradável.

Torre de Belém
Torre de Belém
Melissa Vieira

4. Descobrir a História

Duas horas e meia inteirinhas para gozar em equipa, ou melhor, em família. No início, as monitoras do Time Travellers dão a cada grupo um mapa do Castelo de São Jorge com vários locais assinalados por onde todos têm de passar. Aí, respondem a perguntas, descobrem pistas e até dançam. Não há canto que fique por explorar. A meio do passeio há tempo para recuperar energias com um lanche (que deve ser levado pelos participantes) e de vez em quando é preciso passar nuns postos de controlo para ter a certeza que está tudo bem focado. Esta actividade custa 15€ já com a entrada no Castelo incluída (8€) – e quem morar em Lisboa, não paga a entrada. Prefere aproveitar o sol e ficar à beira-rio? Então troque o Castelo por Belém para o programa Descobrir os Descobrimentos (a partir de 8€).

Publicidade
comboio cais do sodré-cascais
comboio cais do sodré-cascais
Fotografia: Ana Luzia

5. Ir do Cais a Cascais

Primeiro o rio, depois o mar. A primeira carruagem partiu do Cais do Sodré em 1889 num comboio puxado por uma locomotiva a vapor. Hoje a viagem é menos fumegante, mas continua a ser um dos passeios mais apetecíveis da Grande Lisboa para fazer em família. O transporte é muito utilizado nos meses de Verão por quem quer ir à praia sem andar no trânsito, mas nem só de sol vive esta vila. Há sempre muitas coisas para fazer com crianças em Cascais. Há bilhetes a partir de 1,95€.

Yellow Bus Tours
Yellow Bus Tours
Fotografia: Yellow Bus Tours

6. Passear à boleia e de cabelos ao vento

O Yellow Bus da Carris não é só para turistas. É para pais e filhos, tios e sobrinhos, avós e netos, padrinhos e afilhados que queiram passear juntos, sentadinhos, de cabelos ao vento (o autocarro é descapotável no andar de cima). Os miúdos adoram tudo o que mexe, por isso este passeio será um sucesso garantido. Há muitos percursos (a partir de 15,30€) por onde escolher e pode sair e entrar sempre que quiser, apanhando o próximo autocarro, com o mesmo bilhete. Se preferir, há também um barco: o Yellow Boat, claro está, que não é só para turistas, promete uma vista incrível sobre a cidade e é acompanhado por um áudio guia, com muitas histórias e curiosidades da cidade de Lisboa. Com sorte ainda se avistam os golfinhos, que têm aparecido e é sempre uma alegria vê-los no Tejo. Aproveite que o bilhete de família, para dois adultos e duas crianças entre os quatro e os 16 anos, só custa 20€.

Publicidade
passeios de barco
passeios de barco
Fotografia: Lisbon By Boat

7. Ser marinheiro

Pegue no chapéu, nos óculos escuros e no protector solar e leve os miúdos a apanhar vento na cara enquanto descobrem os mais importantes monumentos e edifícios da capital. A Lisbon Boat Tours tem muitos passeios diferentes, em barcos semi-rígidos. Para começar, sugerimos Lisbon Sailing Tour, um passeio de duas horas pela margem histórica da cidade num iate de luxo. Na viagem de regresso são servidas bebidas e petiscos tradicionais, com passagem pelo Padrão dos Descobrimentos, Torre de Belém, Centro Champalimaud, Torre Velha, Ponte 25 de Abril e Cristo Rei. Os bilhetes variam entre os 19€ (até aos 12 anos) e os 38€. E não se esqueça de marcar com antecedência e de levar um casaquinho.

Tejo, Ponte 25 Abril, Barco, Vela
Tejo, Ponte 25 Abril, Barco, Vela
DR

8. “Cruzear” no Tejo

Tudo começa em Belém, num barco bem grande que irá deixar os miúdos de boca aberta. Depois, avança-se lentamente Tejo adentro, à chamada velocidade cruzeiro (faz sentido, certo?), passando pelos principais monumentos lisboetas à beira-rio. A Torre de Belém, a Ponte 25 de Abril, o Terreiro do Paço e o Cristo Rei são alguns dos pontos de interesse deste passeio que custa 10€ para crianças até aos 12 anos e 20€ para os adultos. Se fizer tudo seguido, a viagem demora 1h30, mas pode arrastá-la pelo dia fora, descendo e subindo do barco como lhe der na gana. Uma hora e meia depois, mais coisa menos coisa, terá o barco de volta para apanhar e seguir viagem.

Publicidade
passeios de bicicleta
passeios de bicicleta
Fotografia: Arlindo Camacho

9. Pedalar sobre duas rodas (ou mais)

Em pleno coração do Martim Moniz, a Bike a Wish é, nada mais nada menos, que uma empresa de aluguer de bicicletas para toda a família — sim, estamos a falar de alugar também uma cadeirinha de criança caso seja preciso. É que conhecer a cidade ao pedal pode ser uma bela maneira de olhar tudo com mais atenção (mesmo que tenha de deitar um olhinho extra aos miúdos). Então agora que Lisboa tem cada vez mais ciclovias não há como não aproveitar. Estas bicicletas podem ser alugadas em períodos de uma hora, meio dia ou 24 horas. Os preços variam entre os 10€ (city bike) e os 25€ (premium e-bike) e a cadeira para bebé pode ser adicionada por mais 3,50€.

passeios de helicóptero
passeios de helicóptero
Fotografia: Andre Garcez

10. Ver as vistas lá de cima

Já imaginou a cara dos miúdos quando lhes disser que vão dar uma volta de helicóptero? Já pensou na quantidade de pontos que vai acumular junto deles e na margem de negociação que irá ganhar? “Se comeres a sopa toda podes andar de helicóptero.” “Se não comeres os brócolos não há voo para ninguém.” Que sonho! A Lisbon Helicopters faz passeios com várias durações, consoante a rota que escolher. Têm voos de 25 minutos, a 149€ para três pessoas, numa rota chamada Lisboa Imperial, que atravessa a Ponte 25 de Abril pelo ar, sobrevoa Belém e a Praça do Comércio. Se preferir, pode optar pela Rota dos Descobrimentos, que em apenas 15 minutos (94€ três pessoas) sobrevoa Belém e o Cristo Rei. Mas há muitas mais rotas (e preços) para descobrir, sempre de auscultadores nos ouvidos, tal e qual como nos filmes, até porque o barulho do helicóptero é forte que se farta. Crianças com menos de 2 anos não podem voar. As partidas são feitas do heliporto de Algés e… pelo sim, pelo não, leve um saco de enjoo.

Publicidade
Hippotrip
Hippotrip
© Arlindo Camacho

11. Explorar por terra e mar

Atracções Estrela/Lapa/Santos

Não é bem um barco. Mas também não é um autocarro. É o anfíbio mais adorado da cidade (a julgar pela antecedência com que é preciso comprar bilhetes!). O Hippotrip é o passeio perfeito para a família fingir que está de férias a conhecer uma nova cidade: ao longo das ruas de Lisboa, conta histórias e lendas engraçadas, para mergulhar Tejo adentro, ao som da banda sonora de 2001, Odisseia no Espaço. Nunca os mais novos – e os mais velhos – viram a Torre de Belém, os Jerónimos ou o Padrão dos Descobrimentos desta perspectiva. Os bilhetes variam entre os 16€ (maiores de 65 e crianças entre os dois e os 16) e os 28€ (dos 17 aos 65).

monsanto
monsanto
©Arlindo Camacho

12. Brincar em Monsanto

Atracções Parques temáticos Benfica/Monsanto

O caminho não é assim tão sinuoso que não se possa fazer com crianças. Imagine este cenário: sábado ou domingo de manhã, o sol está no auge e os ténis nos pés — começa a caminhada. Monsanto é um belo destino a descobrir em Lisboa, ignorado por muitos. Percorra os trilhos em família e acabe no parque da Serafina, com o famoso parque dos índios e três zonas com equipamentos lúdicos para os putos. Arborismo (a partir de 12,50€ no Adventure Park) e muito espaço para correrias e jogos. É o paraíso – para eles e para si, que conseguirá ter algum descanso (se não for daqueles pais que anda sempre a correr atrás dos filhos, vá).

As melhores coisas para fazer com crianças

Projector final Planetário
©Bruno Neves/Planetário

Coisas grátis para fazer com crianças

Miúdos

Ficar fechado em casa com eles não é uma opção, mas muitas vezes gastar dinheiro também não. Se pensa que é impossível resolver o dilema anterior, ponha o pessimismo de lado. Nada como puxar um pouco pela cabeça para reunir os programas mais simples, mas também mais divertidos.

Parque Marechal Carmona
Joana Freitas

Coisas para fazer com as crianças em Cascais

Miúdos

Se leva os miúdos na bagagem nada tema. É que não faltam coisas para fazer com crianças em Cascais, em qualquer altura do ano: quintas pedagógicas, jardins, actividades mais ou menos radicais, museus e mergulhos, muitos mergulhos. O mais difícil vai ser enfiá-los no carro – porque depois é só um tirinho e há muito para descobrir em família.

Publicidade
Danças com história palácio nacional de sintra
PEDRO LOPES

Coisas para fazer com as crianças em Sintra

Miúdos

Lá no cimo da montanha, não faltam coisas para descobrir: parques e jardins a compor o cenário bucólico; restaurantes para comer perto da vila, no meio da serra ou quase com os pés na areia; praias paradisíacas e até mais ou menos secretas; bons hotéis onde vale a pena pernoitar e dezenas de coisas para fazer. Quer levar os miúdos a reboque? Nesta lista encontra muitas ideias para entreter os mais pequenos.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade