A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
peixe, peixe fresco
chuttersnap/unsplash

Este moço leva-lhe peixe fresco de Peniche a casa

Marca Saber a Mar, de pescado fresco de Peniche, já existe desde 2019 e tinha presença em alguns supermercados biológicos lisboetas. Agora tem um serviço de entrega ao domicílio próprio.

Por
Ines Garcia
Publicidade

A pandemia tramou-nos a todos mas também nos deu novos luxos, ora veja: para receber bom pão artesanal de fermentações lentas, frutas e legumes biológicos, carne ou peixe fresquinho já não precisa de sair do conforto do lar. Os serviços de entrega ao domicílio aumentaram e melhoraram. O Moço do Peixe é um desses rebentos impulsionados pelo confinamento e leva-lhe pescado fresco de Peniche, da empresa Saber a Mar, já amanhado e pronto a cozinhar, a casa.

A Saber a Mar, um projecto da startup tecnológica Bitcliq, nasceu em 2019 e já fazia chegar peixe fresco de Peniche a alguns pontos em Lisboa, como o supermercado biológico Miosótis, o Biomercado ou o Alecrim aos Molhos. Trabalham com pequenas embarcações locais, que pescam ao largo da costa portuguesa, e compram directamente aos barcos, através da Lota Digital, garantindo assim a rastreabilidade, do mar ao prato – cada embalagem tem um QR code que dá ao cliente acesso digital a vários detalhes do peixe que está a comprar.

Para fazer uma encomenda, tem de começar por se registar no site. Depois pode escolher entre as mais de 30 espécies disponíveis, sendo que, nas notas do pedido, pode escolher outra espécie para receber em alternativa, caso não tenha sido possível a captura do pescado pretendido – o peixe que encomenda é pedido directamente ao pescador, uma vez que não trabalham com stocks nem com peixe congelado. É tudo fresquinho, fresquinho.

Tem à escolha peixe inteiro, como o besugo (5,40€), dourada de mar (27,50€), linguado legítimo (12,70€), polvo vulgar (15,50€) ou carapau (3€); mas também opções às postas, onde estão o galo negro (19,50€), o pregado (19,55€), a raia (5,50€) ou o tamboril (20,20€). Claro que tudo isto depois depende do que o mar permite e já se sabe que volta e meia nos surpreende ora com mais peixe, ora com menos (ou até menos saídas das embarcações por culpa do mau tempo e das condições marítimas).

Depois de pescado, é tudo devidamente acomodado em frio positivo, entre os 0º e os 2º e transportado na carrinha do Moço do Peixe, com o devido isolamento térmico.

As entregas na Grande Lisboa são agora feitas às quartas e sextas-feiras, entre as 08.00 e as 13.00, e na Zona Oeste às terças. O pagamento é feito no acto da entrega (poderá existir uma variação de 20% no peso do peixe, o que altera alguns valores relativamente aos que encontra no site). Até ao final do mês de Fevereiro, as entregas são gratuitas.

+ Peixe fresco em casa: descubra quem faz entregas ao domicílio

+ Cafés e restaurantes com brunch ao domicílio

Últimas notícias

    Publicidade