A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Rua dos Bacalhoeiros
©Junta de Freguesia de Santa Maria MaiorRua dos Bacalhoeiros

Pintado de fresco: a Rua dos Bacalhoeiros está azul

É uma das três ruas do centro de Lisboa que vai mudar de cor, pelo menos até ao final do ano, em prol da circulação pedonal e do apoio ao comércio.

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Há três ruas da freguesia de Santa Maria Maior que foram ou vão ser pintadas de azul. O objectivo é ficar bem claro que a rua é do peão, de forma “a evitar a invasão do espaço pedonal por veículos automóveis”. E a primeira já está pintada de fresco: é a Rua dos Bacalhoeiros, a popular via que desagua no Campo das Cebolas e que já tinha sido cortada ao trânsito o ano passado. Mas havia sempre quem furasse a barreira (neste caso o pilarete) para estacionar o carro.

Um dos objectivos da iniciativa que agora sai à rua passa pelo apoio à restauração e ao comércio, e uma das regras de ouro é que as esplanadas fechem, sem excepção, até às 23.00. "O compromisso assumido por esta Junta de Freguesia e tendo em conta a urgência em poder fornecer aos operadores comerciais esta possibilidade ainda durante este Verão, foi de que este encerramento seria apenas até ao dia 31 de Dezembro do corrente ano", avança em comunicado a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, que acordou o fecho das vias com a Câmara de Lisboa. Após essa data, será feita uma avaliação para decidir se se mantém, ou não, como espaço pedonal. Em caso afirmativo, nas ruas eleitas será colocada a típica calçada portuguesa.

Outra obra em curso até ao final do mês é a pedonalização da Rua Nova da Trindade, que já estava prevista no âmbito do alargamento da iniciativa A Rua é Sua, que começou o ano passado por fechar a Avenida da Liberdade ao trânsito um domingo por mês e que se prevê estender por espaços como o eixo central da Avenida da Igreja ou a envolvente do Mercado de Arroios aos fins-de-semana. A terceira via do centro da cidade que vai ganhar a cor azul é a Rua João das Regras, junto à Praça da Figueira.

Recordamos que a Câmara Municipal de Lisboa abriu 2020 com um plano revolucionário para a mobilidade de Lisboa, com estradas que dão lugar a ciclovias e ruas que se tornam pedonais. Em Junho, o município decidiu reforçar o plano e optou pela criação de novas ciclovias e de um fundo de três milhões de euros para a compra de bicicletas (e mais estacionamento para velocípedes) e alargou o raio de acção de A Rua é Sua.

+ Fernando Medina quer trabalhadores essenciais a viver no centro de Lisboa

+ Há noites de fado a preços acessíveis até ao final de Setembro

Últimas notícias

    Publicidade