A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Restaurante, Marisqueira Azul, Marisco, Time Out Market
©Manuel MansoMarisqueira Azul

Mariscadas no Time Out Market

Nestes restaurantes do Mercado, o marisco é o prato do dia, sempre acompanhado com uma cerveja gelada ou um copo de vinho.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

À procura de bons sítios para uma mariscada em Lisboa e arredores? Então e se for ao Time Out Market? Debaixo do mesmo tecto, o do histórico Mercado da Ribeira, não faltam opções para quem quer comida com sabor a mar. Para os puristas, a Masrisqueira Azul e o Sea Me são as paragens mais óbvias, com propostas clássicas e matéria-prima de topo, mas há outras óptimas opções a considerar, como o Monte Mar. Já os mais ousados vão encontrar formas originais de comer marisco por exemplo no Ground Burger ou no Prego da Peixaria. O melhor da cidade – e do oceano – está no Time Out Market.  

Marisco no mercado

  • Restaurantes
  • Cais do Sodré

Dizem os puristas que a melhor forma de provar marisco é ao natural, com o mínimo de temperos. Excepção feita às amêijoas, cuja receita à Bulhão Pato terá surgido nos anos 1930 no antigo restaurante Estrela de Oiro, na Rua da Prata, em homenagem ao escritor Bulhão Pato. E se com amêijoas esta receita é vencedora, o mesmo acontece quando se trocam as ditas por lingueirão. Ora prove. 

16,90€

  • Restaurantes
  • Grande Lisboa

De todas as maneiras que existem para cozinhar mexilhão, o Monte Mar faz três: à Bulhão Pato, à Marinheira e à Espanhola. Aqui no Mercado, a última é um dos pratos vencedores (a par dos famosos filetes de pescada com arroz de berbigão). A receita, com tomate e cebola, até pode ser espanhola, mas o mexilhão é bem português. 

12,50€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Grande Lisboa

No restaurante do Sea Me no Mercado, a costa portuguesa está muito bem representada através de diferentes produtos, como a sardinha ou o choco, mas na sua montra quem mais brilha são as ostras. Há da Ria Formosa e do rio Sado, mas também de outras latitudes, como é o caso desta ostra da Ilha dos Puxadoiros, na Ria de Aveiro, criada em antigos tanques de marinhas de sal. 

3,80€/unidade

  • Restaurantes
  • Cais do Sodré

E agora para algo completamente diferente no campeonato da mariscada, apresentamos o burger de caranguejo de casca mole inteiro em tempura, com maionese agridoce em pão de hambúrguer de camarinha do Sado. Depois do hambúrguer de salmão e choco, do de bacalhau e de muitos outros sucessos, este é agora um dos favoritos do mercado. 

9,50€

Publicidade
  • Restaurantes
  • Americano
  • Grande Lisboa

Aos melhores hambúrgueres da cidade juntou-se o Lobster Roll, uma moda importada dos Estados Unidos que conseguiu enfiar lavagante dentro de um pão de cachorro e transformá-lo numa coisa bonita, de comer e chorar por mais. O pão continua a ser o brioche, mas em formato alongado, sempre caseiro, ao estilo New England Roll. O recheio são 120 gramas de lavagante fresco, molho com manteiga noisette, maionese de aipo com malagueta, raspas de lima e cebolinho. Para acompanhar, é obrigatório pedir as batatas fritas com alho e alecrim.

25,95€

  • Restaurantes
  • Cais do Sodré

Frescura é o nome do meio da Marisqueira Azul ou não fosse todo o marisco deste restaurante escolhido a dedo aos melhores fornecedores nacionais. Numa visita à marisqueira do Mercado, a escolha pode ser difícil, por isso a melhor opção é mesmo a mariscada Azul, uma espécie de best of que permite provar sapateira recheada, percebes, lingueirão, ostras, camarões e mexilhão.

85€

O melhor do mercado

  • Restaurantes

Se o português médio começar a enumerar todas as maneiras de cozinhar bacalhau que conhece, os dedos das duas mãos não lhe vão chegar (ora experimente, estimado leitor). E se tentar contabilizar todos os pratos confeccionados com o mais famoso dos gadídeos no Time Out Market Lisboa, mais uma vez, os dez dedos que provavelmente tem nos membros superiores vão parecer-lhe poucos. Pode provar qualquer um deles, à confiança, mas os cinco que se seguem são os nossos favoritos.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Comida

Passaram seis meses desde o último dia do ano de 2021, o mesmo em que Vincent Farges abriu o seu restaurante no Time Out Market. Meio ano permitiu ao chef e equipa testarem a sua cozinha num registo diferente daquele que servem habitualmente no restaurante com uma estrela Michelin EPUR. E quais foram as principais aprendizagens que agora se reflectem nos novos pratos? Uma maior aposta na descontracção e nos períodos fora das refeições principais.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade