Cinco novos restaurantes no Príncipe Real onde vale a pena marcar mesa

A nova dinastia da restauração lisboeta instalou-se aqui e as novidades sucedem-se
boubou's
Fotografia: Manuel Manso
Por Francisca Dias Real e Inês Garcia |
Publicidade

O Príncipe Real responde a toda uma linhagem no que diz respeito à restauração, tudo isto a um ritmo difícil de acompanhar. Nos últimos tempos, as novas aberturas deram alento ao bairro da moda que ganhou novas bandeiras no mapa de faca e garfo: dos sabores da Grécia ao Líbano, com muito prato tradicional português à mistura. 

Há muito por descobrir e provar, e para todas as carteiras, descanse. Pode ficar-se pelo frango frito (para comer à mão e sem vergonhas) ou atirar-se ao bacalhau todos os dias das mais variadas formas, ou ficar-se pelo novo conceito de kebab do it yourself. Vá com fome, portanto. 

Recomendado: As novidades que tem mesmo de conhecer no Príncipe Real

Os novos restaurantes no Príncipe Real

Clube Lisboeta
©Manuel Manso
Restaurantes

Clube Lisboeta

icon-location-pin Princípe Real

Se passar pelo Clube Lisboeta, olhe duas vezes – não é uma discoteca, apesar do nome e dos tons negros; lá dentro é luminoso e sofisticado. Este novo restaurante do Príncipe Real, dos mesmos sócios do Pão à Mesa, serve brunch todos os dias até às 17.00 e tem quatro cartas de gastronomias diferentes para os jantares. A chef é Karin Gama, que foi sous chef da brasileira Bela Gil, uma adepta de cozinha natural, e aqui responde precisamente a esse pedido de uma comida menos processada. 

Faz frio, restaurante, príncipe real, comida portuguesa, tradicional
Fotografia: Duarte Drago
Restaurantes

Faz Frio

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Apesar de ter fechado portas no final de 2017, o restaurante Antiga Casa Faz Frio, no Príncipe Real, não entrou para a necrologia das lojas históricas: mudou de mãos e reabriu de cara lavada mas com a história intacta. O receituário português continua a ser o grande foco desta casa, agora com uma actualização dos pratos e um maior investimento em ingredientes e matéria-prima de qualidade. A casa era conhecida por ter sempre uma proposta de bacalhau nos pratos do dia e isso vai continuar a ser regra. À terça há açorda de bacalhau (11,50€), à quarta feijoada de sames (12€), à quinta bacalhau à Narcisa (13€), à sexta bacalhau à Assis (12€).

Publicidade
Crispy Mafya
Fotografia: Duarte Drago
Restaurantes

Crispy Mafya

icon-location-pin Princípe Real

É para nós um bom exemplo do reflexo de Pavlov, sendo que aqui a campainha para começar a salivar são três palavrinhas: chicken waffle burger. Este prato é a jóia da coroa do Crispy Mafya, aberto desde Julho, onde – é isso mesmo que está pensar – o hambúrguer de frango frito está no meio de waffle salgado (11€). O restaurante de Hugo e Arthur Delrieu, dois irmãos que se mudaram de Paris para Lisboa, tem o seu foco no frango frito e de como este deve ser comido sem ter medo de sujar as mãos. Na ementa tem cones de gelado cheios com pedaços de frango frito envolto num molho à escolha (9€), uma salada com peito de frango e a sua pele frita ou tempura de vegetais (5€). Muito em breve vai poder ver na lista mais pratos vegetarianos e um outro hambúrguer.

Boubou's
©Manuel Manso
Restaurantes

BouBou's

icon-location-pin Princípe Real

Se há coisa pelo qual o Príncipe Real é conhecido é pelos seus jardins interiores que se transformam em belas esplanadas, como é o caso da do Boubou’s, que já é um ex-líbris. Agnes e Alexis Bourrat (ela húngaro-inglesa, ele luso-francês), ambos apaixonados pela gastronomia portuguesa e por Lisboa, abriram um três em um com comida internacional: tem zona de bar, uma cozinha aberta com balcão para comer à frente do chef e a esplanada. As atenções estão nos pratos familiares que enchem qualquer mesa: o polvo inteiro grelhado, com batata doce e molho aioli com harissa (42€ para duas pessoas, 84€ para quatro) ou kebab do it yourself de cordeiro (44€ para duas pessoas, 64€ para quatro).

Publicidade
Sumaya
©Duarte Drago
Restaurantes, Libanês

Sumaya

icon-location-pin Princípe Real

O bairro ganhou mais uma bandeira, desta vez libanesa. No Sumaya, há mezze frios e quentes para partilhar, mas também assados e grelhados – em resumo, uma selecção do que melhor que se come no Líbano. Os pratos, servidos em terrinas de barro, são coloridos e fartos, e não deve sair de lá sem provar o hummus com tahini e limão (6€), a baba ghanoush (6€) ou os falafel (quatro unidades/7€). Se lhe der a secura no meio de tanta partilha, aproveite para deitar olho às 18 referências de vinho libanês.

Fique pelo bairro

shon mott
Fotografia: Inês Félix
Compras

As melhores lojas no Príncipe Real

Algumas das melhores concept stores em Lisboa têm morada no Príncipe Real, mas também há espaço para designers portugueses no bairro mais cool da cidade, onde há uma porta aberta a cada dois passos. 

boubou's, principe real
©Manuel Manso
Restaurantes

Onde comer bem no Príncipe Real

A nova dinastia da restauração lisboeta instalou-se aqui e as novidades sucedem-se – grande parte delas com grandes janelas e balcões virados para a rua para que possa aproveitar o melhor da zona. O Príncipe Real é o bairro com as lojas mais alternativas, as noites mais coloridas e os restaurantes do momento. 

Publicidade