Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores chocolates em Lisboa

Os melhores chocolates em Lisboa

Saiba onde pode comprar os melhores chocolates em Lisboa, dos bolos aos brigadeiros, passando pelas trufas e bombons

Línguas de gato da Arcádia
©Manuel Manso
Por Inês Garcia e Sebastião Almeida |
Publicidade

As feiras de chocolate tornaram-se eventos gourmet de massas. Apareceram mercados e mercadinhos da especialidade por todo o país e são um sucesso. Há quem diga que o cacau é um vício, há quem garanta que tem substâncias psicotrópicas – e isso poderá explicar em parte o fenómeno. Seja o que for, é bom, e Lisboa tem cada vez melhor oferta, seja em estado bruto, seja transformado em bombons finos. Reunimos os melhores chocolates de Lisboa numa só lista de tentações. Passamos por barras que mais parecem de ouro, imaginamos pirâmides de bombons, salivamos por todos. 

Recomendado: As melhores chocolatarias em Lisboa

Os melhores chocolates em Lisboa

Denegro
©Manuel Manso
Restaurantes

Bombons da Denegro

icon-location-pin Lisboa

Os bombons são caros? São. Mas está aqui muito trabalhinho. Cada bombom da DeNegro demora três dias a fazer e deve ser consumido no máximo em 15 dias (ainda não há registos de um bombom que tenha durado tanto tempo). As vitrinas desta chocolataria estão carregadas de bombons frescos de lima e manjericão, de maracujá, de framboesa e champanhe que apelam a um lado mais romântico dos clientes, e de cardamomo, que vão bem, por exemplo, com um gin ao fim do dia. 

95€/kg ou 1,50€/unidade

Línguas de gato da Arcádia
©Manuel Manso
Restaurantes, Cafeteria

Línguas de gato de chocolate da Arcádia

icon-location-pin Parque das Nações

Há margaridas, pétalas, amêndoas, bombons de todas as formas e feitios, com chocolate branco, de leite ou negro. Mas nas montras, as estrelas são sempre as línguas de gato de chocolate, as mais famosas da Arcádia. A casa, que pertence à família Bastos, foi fundada no Porto em 1933. Além das línguas e das drageias de açúcar coloridas, também muito conhecidas, fazem bombons que variam na origem do cacau e no recheio. Alguns levam whisky, vinho do Porto ou até aguardente.

5€/100 g

Publicidade
Arcádia

Tablete de chocolate com vinho do Porto da Arcádia

A Arcádia foi fundada em 1933 e carrega consigo o peso da tradição, mas a marca portuense está atenta às tendências do mercado e percebeu que as tabletes de chocolate acabam por ter muita procura, não só para oferta mas também para consumo próprio. Lançaram clássicos Arcádia, os origens, com chocolate negro de vários países e as combinações. Entre estas misturas, fruto de muito trabalho, chegou-se a uma colaboração entre a chocolataria e a Calem, produtora de vinhos do Porto. Desde que foi lançada, tem sido uma das estrelas da companhia, seja entre turistas ou locais.

5€ por tablete (90g cada)

bonbons
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Bombom Manon Café da Leonidas

icon-location-pin Grande Lisboa

O bombom Manon Café não é dos mais pedidos. Nem sai com a frequência com que os chocolateiros gostariam. Mas é, sem dúvida, o bombom mais emblemático da marca de chocolate belga, porque foi o primeiro a ser criado e aquele que deu nome à casa em 1913. Tem um recheio de café, praliné e de creme de manteiga. Uma avelã inteira dá-lhe o lado crocante, bem como a cobertura fina de chocolate branco. Se este não lhe agradar, nada tema: nas várias lojas da Leonidas espalhadas pela cidade há mais de 100 variedades de bombons para experimentar.

42€/kg 

Publicidade
 Bettina & Niccolò Corallo
Fotografia: Manuel Manso
Compras, Chocolates e doces

Barra de chocolate 69% cacau da Bettina & Niccòlo Corallo

icon-location-pin Princípe Real

É Bettina, a matriarca da família Corallo, que recebe os clientes na loja/fábrica no Príncipe Real, agora também com poiso fixo no Time Out Market. É ela também a responsável pelos bons chocolates desta casa, da barra de chocolate fina e estreita, mas muito texturada graças às pepitas de cacau puro aos bombons artesanais da casa, feitos com chocolate 75% de cacau. Laranja cristalizada, gengibre laminado e cristalizado, avelãs, Gianduia e passas de uva. Todos os dias fazem cerca 10 quilos de chocolates para assegurar a frescura da obra-prima, portanto vai encontrar facilmente um chocolate que lhe agrade.

90€/kg

Calçada do Cacau
©Manuel Manso
Restaurantes

Cubitos da Calçada do Cacau

icon-location-pin São Vicente 

Nesta chocolataria artesanal em Lisboa, nascida no final de 2017 no Campo de Santa Clara, todos os chocolates são inspirados na calçada portuguesa. Há 15 sabores dos cubitos, pequeninos cubos de chocolates com misturas variadas – a grande especialidade da casa. Têm dois centímetros de lado, não têm mistura de manteigas ou natas, apenas os óleos de alguns frutos secos que dão sabor a esta espécie de bombons, como o de pinhão, amêndoa, noz, avelã. Há também tabletes, cafés e mesas para se sentar a devorar chocolates sem qualquer pressa. 

0,75€ a unidade, caixas de nove 7,75€ ou de 16 unidades a 13€

Publicidade
Compras, Chocolates e doces

Cascas de laranja cobertas com chocolate negro da Casa Pereira

icon-location-pin Chiado

Entrar na Casa Pereira é como viajar no tempo. De repente, estamos nos agitados anos 30 e atrás do balcão de mármore pesam-se chás, grãos de café e chocolates numa balança que resistiu até aos dias de hoje. Nas vitrinas da mítica loja alfacinha – há já oito gerações na mesma família – perfilam-se chocolates nacionais, como os bombons da Imperial e da Avianense, e estrangeiros, de onde se destacam os de origem belga. Entre estes estão as famosas cascas de laranja cobertas com chocolate negro e os bombons de ginja, duas das grandes especialidades desta casa que conquista glutões há já quase um século. É tudo vendido a peso.

Lisboa doce

Donnie Dough
©Manuel Manso
Restaurantes

Três sítios para comer brownies

Há parâmetros que todas as receitas de brownies devem cumprir. São feitos em tabuleiro, servidos em quadrados e devem ser húmidos, densos e macios mas sempre com muito chocolate (se não for team chocolate, opte pelo blondie, uma versão do brownie com baunilha). 

Nivà
©Manuel Manso
Restaurantes

Derreta-se com as melhores gelatarias em Lisboa

O Verão ainda está longe, mas basta o sol brilhar e a temperatura subir um pouco que um gelado torna-se logo no melhor aliado. Desde os de fruta, de pêra, limão ou framboesa, aos clássicos, como pistáchio, straciatella ou bolacha maria, o céu é o limite no mundo dos gelados (ou gelatos, que as perdições italianas são cada vez mais na cidade). E a verdade é que a lista das melhores gelatarias não pára de engordar de ano para ano. 

Publicidade
Mousse de Chocolate - Cacué
©Manuel Manso
Restaurantes

Três sítios para comer mousse de chocolate

É a sobremesa caseira mais segura em todas as festas de aniversário e jantares de família ou amigos. Mas fora de casa, a coisa pode complicar-se. Antes de mais nada porque é facilmente comparável com a da avó, da mãe ou da tia, depois porque os níveis de cacau do chocolate variam facilmente e há quem goste dela mais intensa ou mais cremosa e consistente, outros preferem chocolate com menos percentagem de cacau ou com cheirinho. 

Publicidade