Os novos restaurantes vegan em Lisboa

Sem carne, peixe, ovos, nem nada que tenha a ver com bichinhos. Estes são os novos restaurantes vegan em Lisboa
O Botanista
©Duarte Drago
Por Catarina Moura e Inês Garcia |
Publicidade

A cidade está mais atenta ao mundo vegetal, com menos preconceitos acerca de ingredientes e sabores e com mais curiosidade. Prova disso é a nova oferta de restaurantes inteiramente vegan que tem aparecido na cidade. Nos novos restaurantes vegan em Lisboa, alimentos de origem animal não entram. Ou seja, esqueça a carne, peixe, lacticínios, ovos... mas descubra novas combinações (e até pode tirar umas ideias para fazer lá em casa). Estes restaurantes abriram todos no último ano e temos a certeza que até o ano findar, mais virão. Vá, sem medos, e olhe para a carta sem hesitações, mesmo que continue a ser um carnívoro inveterado.    

Recomendado: Os melhores restaurantes vegetarianos em Lisboa

Os novos restaurantes vegan em Lisboa

O Botanista
©Duarte Drago
Restaurantes, Vegano

O Botanista

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Bem-vindo ao maravilhoso mundo do vegetal: O Botanista, o novo projecto de Catarina Gonçalves, do Ao 26 - Vegan Food Project, com André Baptista, tem um piso térreo muito verde, carregadinho de plantas e um menu vegan para todas as horas do dia. Tem opções de pequeno-almoço, almoço e lanche, muitas que ninguém diria que são vegan – é, aliás, esse o objectivo. Nem Catarina, responsável pela doçaria, nem André, na cozinha, querem recriar o que já existe em versão vegan. Querem, antes, "apresentar coisas boas, que te alimentam e que te sabem bem, e que esqueças que não tem carne, peixe ou ovos. Não entra nada de origem animal mas nem dizes que é vegan”. 

The Green Affair
©Manuel Manso
Restaurantes, Vegano

The Green Affair

icon-location-pin Avenidas Novas

O restaurante é 100% vegetal, nada é de origem animal e a ideia é apresentar pratos inteligentes e com um empratamento apelativo. Aqui há álcool, dos cocktails aos vinhos e cerveja artesanal, e também pratos de cozinha do mundo. Prove o bife de seitan com molho de pimenta (9,95€), com o seitan feito de raíz, num processo que leva muitos ingredientes e demora umas duas horas e meia.

Publicidade
eight the health lounge
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegano

Eight – The Health Lounge

icon-location-pin Santa Maria Maior

Quando Ceri era miúda preferia ficar em casa a cozinhar do que ir para a escola. Quando chegava a hora do jantar, como a mãe não era muito adepta da cozinha, ela e os irmãos tratavam do assunto. Ceri é a responsável pela carta deste lounge vegan com uma loja a condizer.  "Queria que a carta tivesse coisas mais fast food — smoothies, bowls, tostas — simples mas que fossem muito nutritivas", explica. Carregou a ementa de smoothies, shots de bem-estar, tostas, saladas e pequenos snacks doces, sem açúcar ou mel adicionados: só frutinha saudável.

+ Quatro coisas para comer no Eight, o novo lounge da saúde

My mother's daughters
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes, Vegano

My Mother's Daughters

icon-location-pin São Sebastião

O My Mother’s Daughters é um café de três filhas e a sua mãe no Largo de São Sebastião onde se comem pratos sem produtos de origem animal, tendencialmente biológicos, com super-alimentos à mistura e muita atenção ao desperdício. Quase sempre há na carta uma entrada que se vende pelo nome “desperdício zero”: o que sobrou do prato do dia de ontem é a entrada de hoje. No menu fixo há várias bowls, como a fresca (com couve kale, pesto, legumes assados, arroz negro e chucrute) e da terra, uma taça com mais corpo (por agora com lentilhas, arroz de couve-flor e batata doce assada). Vai ainda encontrar bolinhas energéticas e barras de cereais. Mais originais e com grande potencial ao nível das redes sociais é, por exemplo, a tosta unicórnio, uma fatia de pão barrada com cores entre o azul e o cor de rosa.

Publicidade
antigo talho do Manzarra
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Antigo Talho

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Não se deixe enganar pelo logótipo com um porco à entrada. A única coisa literal no novo projecto do apresentador de televisão João Manzarra é o nome – isto é um antigo talho. “Veganizou” um Antigo Talho, perto do Marquês de Pombal, e abriu-o com uma cafetaria para almoços e lanches e loja multimarca, tudo inteiramente vegano. Todos os dias há um prato diferente, da responsabilidade de uma equipa comandada pela chef Filipa Ruas. É provável que apanhe um cuscus de vegetais, especiarias, frutos secos e baba ganoush, mas também pode calhar caril tailandês ou um pho vietnamita. O menu tem ainda wraps e quiches (que mudam semanalmente), bolos à fatia, bolas energéticas, sumos, kombucha e cervejas artesanais. “Mas sempre completamente vegano. Aqui só entram animais vivos e plantas”, garante João Manzarra.

juicy
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegano

Juicy

icon-location-pin Baixa Pombalina

Não há carne nem peixe e é tudo à base de plantas. A ementa é toda vegan com excepção de duas ou três receitas que estão assinaladas na carta com um V para vegetariano. Neste restaurante desenhado pelo Studio Astolfi, o prato forte são os juicy flat bread, um pão plano integral cuja massa pode ou não levar uma mistura de especiarias chamada za’atar, cozido num forno a lenha, e utilizado para uma espécie de wraps bem recheados, os sumos feitos na hora — funcionais, shots de imunidade, smoothies, ou as sopas do dia com legumes da Herdade do Freixo do Meio.

Lisboa mais verde

QUORUM
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Sete restaurantes em Lisboa que parecem um jardim

Se há coisa que não falta nesta cidade são parques e jardins para se refastelar, mas os espaços verdes não se esgotam ao ar livre. Lisboa soma e segue nos restaurantes onde crescem verdadeiras selvas urbanas lá dentro, o verde é o Pantone predominante e compõe o cenário perfeito para um momento instagramável. Em cima da mesa, no chão, presas à parede tipo jardim vertical ou suspensas no tecto, as verduras saltam de todos os cantos. Se possível, peça juntamente com a refeição um dicionário de A a Z para perceber a flora que habita nestes espaços.  

Za'atar
©Grupo José Avillez
Restaurantes, Libanês

Quatro restaurantes libaneses onde vale a pena reservar mesa

Uma mesa libanesa quer-se cheia e colorida, afinal a gastronomia do Líbano é das mais completas do mundo, com muitas especiarias aliadas a vegetais frescos e ingredientes mais delicados. Lisboa não é estranha aos sabores libaneses e já vai perdendo o preconceito de prescindir dos talheres para pegar no pão achatado para comer os pratos condimentados, de partilhar mezze, do húmus ao falafel, ou de se atirar a um bom kebab. Nestes quatro restaurantes libaneses em Lisboa há os pratos mais clássicos e tradicionais e uma boa dose de modernidade, vinhos libaneses para conhecer e também sobremesas. 

Publicidade
Dim sum do Estoril Mandarim
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Chinês

Os melhores restaurantes chineses em Lisboa

Os Golden Visa não melhoraram só o panorama do imobiliário da cidade. A procura de comida chinesa autêntica e regional aumentou a olhos vistos e já não é tudo acompanhado com arroz chau chau, com rebentos de soja lá pelo meio e com a banana fá si de sobremesa. Desde o Martim Moniz até ao Estoril, consegue-se comer de tudo um pouco, mesmo que por vezes tenhamos de entrar em apartamentos alheios. Estes são os melhores restaurantes chineses em Lisboa para todas as carteiras (sim, que esta lista também contempla o fine dining chinês). 

Publicidade