Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores sítios para beber chá de bolhas

Os melhores sítios para beber chá de bolhas

São chás, de fruta ou de leite, quentes ou gelados, com pequenas bolhas feitas de tapioca. Descubra o que é o chá de bolhas nestes sítios.

Bubble Teas Prova Cega
©Inês Félix
Publicidade

O chá de bolhas é uma invenção que já vem de 1980, altura em que apareceu pela primeira vez em Taiwan. Existem imensas variedades disponíveis, dos chás de fruta aos chás de leite, servidos gelados ou quentes, com pequenas bolhas feitas de tapioca, com uma textura tipo goma, que são depois sugadas com palhinhas largas. A receita original asiática é precisamente um chá de leite, menos doce e feita com leite, chá preto e pérolas de tapioca, que acabam por dar mais textura do que propriamente sabor. Depois há outra versão, com bolinhas mais frágeis, que são esferificações que rebentam na boca, de vários sabores, como lichia, maracujá ou caramelo. A equipa Time Out sorveu a receita original de chá de bolhas e indica-lhe os seis sítios onde pode ir perceber do que estamos a falar.

Recomendado: Os melhores sítios para comer gelados de rolinho

Sítios para beber chá de bolhas

Bubble Teas Prova Cega
©Inês Félix

Meeting Tea

3,95€

É o espaço mais recente desta lista e o que mais elogios arrancou, a começar pelo packaging, com um plástico mais duro e um pequeno coração vermelho a servir de tampa ao copo. “É o melhor para transportar”, apontou um dos nossos provadores oficiais, seguindo para os comentários sobre as bolhas, “que até têm sabor, é café? Parecem uns rebuçadinhos de café”. “Sabe a leite mas também a chá, está equilibrado”, afirmou outro. Aparece na lista do Meeting Tea, o novo espaço de bebidas do badalado Mercado Oriental, no rés-do-chão, como “pearl milk tea” ou “chá de tapioca”, em português. Existe também uma versão com mais açúcar (4,95€), uma com matcha (4,95€), e as variantes de fruta, mais leves, com groselha chinesa (4,50€), citrinos (3,95€) ou superfrutas (4.95€). Também há sumos de fruta mais tradicionais, feitos no momento, servidos num só tamanho. 

Bubble Teas Prova Cega
©Inês Félix
Restaurantes

SOHO

icon-location-pin Grande Lisboa

3,70€

A cafetaria SOHO abriu em Dezembro, com uma decoração em tons pastel e uma esplanada para comer bubble waffles, gelados de rolinho feitos no momento e os tais chás de bolhas em dois tamanhos, o normal (3,50€) e o grande (3,70€). O original, que bebemos, sabia bastante ao chá preto e as bolhas de tapioca eram mais rijas. Houve até quem faria delas um snack – “é como as bolachas de arroz, era bom para ir comendo”, apontaram. Sobre o líquido, destacaram ser menos aguado e com um sabor mais intenso a chá. “Muito fresquinho, no Verão, é bom”, prevêem. É batido numa máquina, estilo shaker, com gelo, e fechado a vácuo para fácil transporte. Se preferir ir para os de chás de fruta, vai encontrar opções como a líchia e a manga.

Publicidade
Bubble Teas Prova Cega
©Inês Félix
Restaurantes, Cafés

ChaChaMoon

icon-location-pin Baixa Pombalina

3,90€

No ChaChaMoon, na Baixa, há todas as versões do chá de bolas. O clássico, e o menos doce, é o chá de leite, com leite, chá e as tais pérolas. Mas pode escolher entre vários tipos de chá – a nós aconselharam-nos o Hong Kong Milk Tea e, no copo, é a bebida com o tom acastanhado mais forte. Neste as opiniões foram díspares: houve quem a considerasse doce de mais, reclamando que o açúcar tirava o sabor a tudo; quem a comparasse ao leite que fica depois de devorar uma taça de cereais; e quem admitisse que esta era daquelas que primeiro se estranha e depois se entranha. As bolhas foram comparadas a gomas “das boas”, mas mais do que um dos nossos especialistas disse que este chá ficaria melhor com as bolhas explosivas, que rebentam na boca e têm mais sabor. No café, há um menu de milk tea e fatia de bolo a 5€.

Bubble Teas Prova Cega
©Inês Félix
Restaurantes, Cafés

Bobalicious

icon-location-pin Grande Lisboa

5,25€

Nesta loja dedicada exclusivamente ao bubble tea há mais de 1000 combinações em cinco passos: primeiro escolhe-se a base (chá de leite, de fruta, chá simples, o especial ou mocha), depois o sabor, o tamanho, do mini ao jumbo, as bolhas e, por fim, o nível de açúcar. Houve logo destaque para as bolhas: “Têm duas cores? Têm sabores diferentes? Que giro.” Eram pérolas de tapioca, mas em versão branca e preta, que um dos nossos especialistas comentou que sabiam a alcaçuz. A bebida, em si, é mais “sensaborona”, disse outro, “é boa para quem está de dieta”, completou um terceiro. Mas na loja, pode escolher acrescentar um sabor ao leite, das frutas à matcha. Um ponto negativo, porém, foi a espuminha mais cremosa no topo, culpa da agitação final da bebida.

Publicidade
Bubble Teas Prova Cega
©Inês Félix
Restaurantes, Geladarias

MyIced

icon-location-pin Campo de Ourique

3,20€

Nesta casa de iogurte gelado renderam-se ao chá de bolhas e puseram-no no menu, primeiro nas versões de fruta, depois com leite e, mais recentemente, em formato cocktail, com gin, vodka ou rum (4€). Este milk tea é feito com uma base em pó e leite de soja e é ligeiramente mais cremoso do que os de fruta, mas o sabor unicamente a leite não convenceu, e poucos identificaram o chá, equiparando a bebida a um “galão frio com bolinhas” onde só faltava “ter natas no topo”. “Os ingleses é que devem gostar disto.” Fica a dica.

Bubble Teas Prova Cega
©Inês Félix
Restaurantes

Bubble Lab

icon-location-pin Grande Lisboa

4,45€

Neste laboratório de bolhas no Saldanha há seringas e tubos de ensaio usados para fazer as misturas do chá. Começa por escolher o tamanho, depois a base do chá (preto ou verde), em seguida os sabores de fruta, e no fim as bolhas. No milk tea original, o chá é sempre preto e pode escolher leite de vaca ou de soja. Apesar de poder acrescentar mais bolhas além das de tapioca (há de coco, café, feijão, e as explosivas de maçã verde, maracujá ou laranja), escolhemos a versão tradicional, só com as neutras. “Parece um matcha latte”, comentou um dos gurus desta prova. Consideraram a cor da bebida bonita e as bolhinhas “pequeninas como mirtilos”, mas também as comparam a slime. “Fresco” e “agradável” mas sem grandes elogios. No fim, ficou uma pergunta por responder: “Mas ninguém se engasga com isto?”

Lisboa refrescante

Sumo da Veggie Wave
©Duarte Drago
Restaurantes

Onde beber os melhores sumos naturais em Lisboa

Bebidas frescas casam bem com tempo quente, mas nem só de calor vivem os sumos naturais. Na verdade, já fazem parte da mobília da casa, ou da ementa de qualquer tribo urbana, em tempo de Primavera, Verão, Outono ou Inverno. Sim, a caminhar a passos largos para o clássico dos clássicos. Estamos cá para orientá-lo, seja para lhe tratar da saúde ou simplesmente para melhorar o seu dia: há muitos carregadinhos de super alimentos, todos com fruta fresca e sempre prontos para pegar e levar. Estes são os melhores sítios para beber sumos naturais em Lisboa.  

Nivà
©Manuel Manso
Restaurantes

Derreta-se com as melhores gelatarias em Lisboa

O Verão ainda está longe, mas basta o sol brilhar e a temperatura subir um pouco que um gelado torna-se logo no melhor aliado. Desde os de fruta, de pêra, limão ou framboesa, aos clássicos, como pistáchio, straciatella ou bolacha maria, o céu é o limite no mundo dos gelados (ou gelatos, que as perdições italianas são cada vez mais na cidade). E a verdade é que a lista das melhores gelatarias não pára de engordar de ano para ano. Nesta selecção, tem das mais antigas às mais recentes, incluindo o lugar perfeito (talvez o único) para apreciar um gelado alcoólico servido em cocktail ou como shot. Coma (ou beba) rápido, antes que derreta.

Publicidade
Horchata do Paco Bigotes
©Manuel Manso
Restaurantes, Mexicano

Três sítios para beber horchata

Para fazer o pleno num restaurante mexicano, o mais provável é pedir uma margarita ou, se for mais corajoso, arriscar num shot de tequila ou de mezcal (dizem os mexicanos legítimos que esta bebida fumada não provoca ressacas complicadas no dia seguinte), mas tanto chili e malaguetas boas vão pedir muita bebida. A nossa sugestão é que intercale tacos, ceviches ou tostadas com os ditos cocktails mas também com esta água fresca de horchata, feita à base de leite de arroz ou de chufa valenciana, com um travo a canela. Com mais ou menos canela, mas sempre fresca e sem ser muito doce, é uma boa opção para refrescar.

Publicidade