Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer bife Wellington

Três sítios para comer bife Wellington

Um bife rosadinho envolto num forro de massa folhada. Parece simples mas envolve muita técnica. Prove bife Wellington nestes restaurantes em Lisboa.

Meat Me
©Inês Felix Bife Wellington do Meat Me
Publicidade

O bife Wellington é um prato difícil de reproduzir em casa. Envolve alguma técnica e conhecimento, perícia e paciência na cozinha. O ponto de cozedura da carne é difícil de afinar, não pode ficar muito seca mas sim suculenta, meio rosadinha, e depois há o invólucro feito de massa folhada. Há camadas e mais camadas de ingredientes para tudo resultar na perfeição. Talvez por isso não existam muitos restaurantes em Lisboa que tenham este bife nas cartas. Felizmente, os poucos que têm fazem jus à receita original. Faça de jurado e tire a prova dos nove nestes três restaurantes em Lisboa.

Recomendado: Os melhores restaurantes para comer carne maturada em Lisboa

Três sítios para comer bife Wellington

Meat Me
©Inês Félix
Restaurantes

Meat Me

icon-location-pin Grande Lisboa

O bife Wellington do Meat Me, o restaurante de carnes do grupo Sea Me, faz parte dos clássicos e 
é servido exactamente no ponto, com a carne rosada e suculenta e a massa folhada que o envolve com um q.b. de crocante. O restaurante, que abriu em Março, ganhou entretanto uma esplanada digna de filme, com toalhas em tecido, almofadas confortáveis e uma carta mais leve e opções para partilhar.

Preço: 25€

Volver de Carne y Alma
©Ana Luzia
Restaurantes

Volver de Carne Y Alma

icon-location-pin Lumiar

No Volver, o bife Wellington vai e vem. Mas volta sempre melhor ainda: na versão do restaurante do Lumiar, o lombo de vaca envolto em massa folhada leva uma pasta de trufa, cogumelos e mostarda. Se for para uma degustação das boas carnes do restaurante, espreite a lista dos bifes, onde está o chorizo black angus ou o corte volver wagyu.

Preço: 24,50€

Publicidade
Restaurantes, Português

Atira-te ó Bife

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Manuel Cambournac, Gonçalo Mineiro e Maria de Fátima Costa, os três sócios, quiseram pegar na ideia dos bifes clássicos e criar um conceito moderno. O bife Wellington da casa segue a mesma linha e em vez de ser fatiado no momento, têm uma versão individual, qual empada de luxo perfeita. Pode acompanhar com batata gratin, espinafres ou salada.

Preço: 24€

Petiscos em Lisboa

Prego do Prego da Peixaria
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Os melhores pregos de Lisboa

Reza a lenda que o prego foi inventado na Praia das Maçãs por um tal de Manuel Dias Prego, que em 1800 e troca o passo teve a ideia peregrina de enfiar um bife de vaca entre duas fatias de pão. E a tradição mantém-se viva até aos dias de hoje. Seja nas melhores cervejarias, em tascos pacatos e sem pretensões ou até em restaurantes com a assinatura de grandes chefes, há muitos e bons pregos onde enfiar o dente em Lisboa. Estes são os melhores, sejam eles clássicos ou interpretações modernas do pitéu. 

Crispy Mafya
©Manuel Manso
Restaurantes, Petiscos

Os melhores petiscos baratos em Lisboa

Faça do petisco refeição em almoçaradas de amigos, lanches ajantarados ou finais de tarde pós-praia, em restaurantes específicos para quem gosta de partilhar pratos e pratinhos ou noutros, mais carotes, onde normalmente nem passa perto com medo de gastar nota preta. Nesta selecção encontra todo o tipo de petiscos baratos, dos mais tradicionais aos mais modernos, como as espetadas de corações de galinha ou os ovos com espargos aos pedaços de frango frito servidos em cone de gelado, em restaurantes clássicos ou novidades. Faça a gestão do seu orçamento: todos estes petiscos têm o preço máximo de 10€, para lamber os dedos e não a carteira.  

Publicidade
Tapisco - Paelha Negra
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa

Este é o roteiro perfeito para quem não é egoísta à mesa e gosta mesmo é de partilhar tudo, das amêijoas aos petiscos mais internacionais. Para almoçaradas de amigos, finais da tarde depois da praia, para melhorar dias de chuva, para lanches ajantarados ou até para jantares fora de horas. A arte de picar é bem típica portuguesa e calha bem a qualquer hora do dia ou qualquer refeição. Descubra aqui os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa, peça uma série de pratinhos em vez de um prato principal só para si e partilhe sem vergonha. 

Publicidade