Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Tascas abertas em Agosto

Tascas abertas em Agosto

Nem todas as portas se fecham em Agosto. Há pelo menos sete tascas onde pode continuar a comer bom e barato.

Publicidade
O Maravilhas
Manuel Manso O Maravilhas

Sente que a cidade está cheia mas que o deixaram sozinho? Nós também. Até os restaurantes para almoçar à portuguesa meteram férias. Alguns, mas não todos. Nestas oito tascas em Lisboa, em vez de um pedaço de papel de mesa colado à porta a dizer “férias” ou “descanso do pessoal”, vai encontrar o serviço familiar do costume, pratos do dia honestos e caseiros e o conforto de saber que não foi a única pessoa a ficar na cidade em Agosto. Enquanto o resto dos alfacinhas foi a banhos para as praias do Algarve ou para a Costa Alentejana, nós passámos a pente fino as melhores tascas da cidade para preparar este guia de sobrevivência numa cidade apinhada mas onde parece que fomos abandonados.

Recomendado: O melhor do Verão em Lisboa

Tascas abertas em Agosto

1
A Castiça
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

A Castiça

Lumiar

Abre a 26 de Agosto para aproveitar a última semana do mês.

Inocêncio Santos tinha uma oficina quase em frente à Castiça ainda Fernando Pessa
 lá ia comer cabeças de peixe. Isto há uns 30 anos. Depois comprou a casa, forrou-a com memorabilia do Benfica (e de outros clubes, que não se pode excluir ninguém) e deu fama ao churrasco de monta à porta. Umas três vezes por mês, aos sábados à noite, Inocêncio ainda afina a voz em noites de fados sem cartaz definido à partida. Depois da saída da D. Libânia da cozinha, é Joaquina, a mulher, que assegura os pratos do dia.

2
A Provinciana
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

A Provinciana

Santa Maria Maior

Fecha da segunda semana de Setembro à segunda de Outubro.

Há meia centena de relógios na sala e são todos obra do Sr. Américo Fernandes, à frente desta casa desde 1988, depois de a ter comprado aos galegos que a fundaram em 1930. É o segredo mais mal guardado da Baixa. Enquanto os turistas vagueiam pelas Portas de Santo Antão, os viajantes – espécie mais evoluída que procura o melhor e o mais autêntico – viram para a Travessa do Forno. O melhor é ir até às 12.30 ou a partir das 14.00. À segunda a Dona Judite, a melhor de Américo, 
faz quase sempre galinha de cabidela e bacalhau à minhota, à terça chanfana e lagartos, à quarta pernil no forno e dobrada, à quinta cozido e polvo à lagareiro e à sexta bacalhau com grão e à lagareiro. Mas há mais na ementa por onde escolher. Prepare-se para pagar pouco e voltar em breve.

Publicidade
3
Adega do Tagarro
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Português

Adega do Tagarro

Bairro Alto

Fecha entre 9 de Setembro e 1 de Outubro.

Em pleno Bairro Alto, mais ou menos imune à transumância diária do turismo, a Adega do Tagarro mantém-se como sítio ideal para dois propósitos: jantares de grupo e almoços de semana. Todos os dias o menu de almoço inclui prato, bebida, pão e café por oito euros. À quinta é dia mundial do cozido e vale bem a pena, mas a grelha de carnes é boa em qualquer dia e se encontrar pataniscas ou carapauzinhos fritos, ambos com arroz de feijão, também pode avançar à confiança.

4
floresta da estefania
Restaurantes

Floresta da Estefânia

Lisboa

Não encerram para férias. Fechados só aos domingos.

É possível que pense ter entrado numa cápsula dos anos 1960/70 ao entrar na Floresta da Estefânia: as duas salas estão forradas a azulejos com padrões beges e há por todas as paredes pinturas naifes de cavalos a correr ou paisagens com cascatas. Tudo o que isto indicia, confirma-se: comida honesta e saborosa nos pratos do dia e uma grelha de onde saem secretos, lagartinhos e picanha acompanhados de batatas fritas, arroz e feijão preto. No campo do pescado, tudo condizente: bacalhau à minhota, pataniscas a que não se diz que não e jaquinzinhos estaladiços de vez em quando.

Publicidade
5
O Maravilhas
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Português

O Maravilhas

Estrela/Lapa/Santos

Não fecha no Verão.

O Maravilhas é um dos melhores restaurantes desta cidade, sempre que em causa estiver uma avaliação honesta da relação qualidade/preço. Nesse campeonato, o nome da casa diz tudo. A ementa tem dias fixos mas não tem dias fracos e só serve aos dias úteis. Quinta-feira, por exemplo, é um dia feliz, com iscas, língua
 de vitela estufada e entremeada assada à moda de Negrais. O conselho seria para comer tudo, não fosse o caso de as doses serem deliciosamente alarves. Não vai pagar mais de dez euros e não vai demorar a voltar. Entretanto, esteja atento, porque a meio do mês O Marvilhas muda-se para o número 20 da Rua Gilberto Rola, a cerca de 150 metros da morada original.

6
favas com chouriço Pomar de Alvalade
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Português

Pomar de Alvalade

Alvalade

Fecha a 1 de Setembro.

A casa está lotada há mais de três décadas por três razões: bom produto (sobretudo peixe e marisco), boa cozinha e bom serviço. Simples, não é? Neste pomar come-se sempre acima da média, sejam pataniscas, chocos grelhados, cozido ou lagartos na grelha (dica:
 não evite a batata frita). Mas ao fim da tarde, no período do petisco, a fasquia eleva-se. Camarão do rio, canilhas, às vezes percebes das Berlengas, as melhores moelas de Lisboa, pica-pau e bivalves sempre bem tratados.

Publicidade
7
Tasca do Gordo
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

Tasca do Gordo

Belém

Sempre aberto.

Comecemos pelo fim: lá atrás, nas traseiras, tem um terraço que muito se recomenda, com árvores, sombra e espaço para deixar os miúdos à solta, se for caso disso. As especialidades da casa estão entre a dobrada com feijão branco, um bestseller mesmo em dias de calor (daí a importância da sombra no terraço) e os grelhados: as espetadas (também há de porco, mas recomendamos vivamente a de vaca) e o Naco à Gordo (também de novilho, claro). Não precisa de muito mais do que de uma nota de dez.

Comer bem em Lisboa

Restaurantes

Os 149 melhores restaurantes em Lisboa

Todos os 149 restaurantes que encontra nesta lista foram visitados pela nossa equipa pelo menos uma vez. Como de costume, a coisa valeu discussões e zangas. Mas lá chegámos a um consenso e estes são os restaurantes em Lisboa que tem mesmo de conhecer.

JNcQUOI Asia
©Inês Félix
Restaurantes

Os melhores novos restaurantes em Lisboa

A restauração floresce a grande velocidade na capital. Aliás, a nossa cidade tem uma diversidade cada vez maior no que à restauração diz respeito. E é mesmo caso para dizer: venham eles.

Publicidade
Panda Cantina
Duarte Drago
Restaurantes

Restaurantes com menus de almoço em Lisboa

Bem sabemos que não há almoços grátis. Mas pelo menos há menus de almoço a bom preço, todos os dias da semana. E o melhor de tudo é que acaba a provar, em muitos destes sítios, pratos especiais e do dia, disponíveis em exclusivo para os almoços.

You may also like

    Publicidade