Três sítios para comer pad thai

Não há tailandês que passe uma semana sem comer um prato destes. Nestes três sítios pode comer o verdadeiro pad thai.

©DRPad thai de Camarão do Boa Bao

Na Tailândia, praticamente todas as ruas das grandes cidades têm uma chapa com massa de arroz a crepitar num wok. Parece não ter grande ciência, mas tem: é-lhe sempre acrescentado o ovo, que fica praticamente colado à frigideira até se envolver com os noodles, os legumes, o frango ou o marisco. O amendoim dá a textura final crocante e as gotas de lima o tempero mais cítrico. Nestes três sítios, a receita é cumprida à risca. Siga viagem pelos sabores tailandeses.

Três sítios para comer pad thai

Boa Bao

No Boa Bao, o restaurante que junta o melhor da comida do Extremo Oriente e do Sudeste Asiático, graças à sua cozinha aberta, dá para ir espreitando como é feito o pad thai, o prato de massa de arroz com ovo tipicamente tailandês. Os noodles de arroz, previamente passados por água quente, são salteados com rebentos de soja, amendoim e ovo, como manda a receita tradicional. Há a versão vegetariana, só com vegetais e tofu, e a de camarão.

Preço: 15€-16€

Ler mais
Chiado

Soi

Maurício Vale, o chef especialista em tudo o que é Ásia, serve o seu pad thai com tofu, tamarindo, pasta de camarão, rebentos de soja e amendoins. No fim remata com umas gotas de lima. Há três versões à escolha: com vegetais (9,50€), frango (11€) ou camarão (12,50€).

Preço: 9,50€-12,50€

Ler mais
Cais do Sodré
Publicidade

Topo Oriente

Este Verão, o Topo deixou de ser só um bom spot para cocktails e petiscos com vista e passou a ter uma sala dedicada à gastronomia asiática. O pad thai é vegetariano e é feito com massa de arroz frito com tofu, rebentos de soja, alho chinês e amendoim.

Preço: 14€

Ler mais
Martim Moniz

Outros pratos asiáticos em Lisboa

Três sítios para comer bao em Lisboa

É uma das grandes tendências de street food à escala planetária e Lisboa não podia ficar indiferente aos pães recheados e cozinhados a vapor que vieram da Ásia. Saiba onde comer bao na cidade.  

Ler mais
Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Comentários

0 comments