Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Tudo o que pode comer no Coyo Taco, o mexicano aprovado por Barack Obama

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Coyo Taco1/3
©Duarte Drago
Coyo taco2/3
©Duarte Drago
Coyo Taco3/3
©Duarte DragoCoyo Taco

Tudo o que pode comer no Coyo Taco, o mexicano aprovado por Barack Obama

A nova taqueria de Lisboa veio de Miami e tem selo de aprovação Time Out e do ex-Presidente dos EUA.

Por Inês Garcia
Publicidade

Não passa minimamente despercebido: as paredes do edifício do novo restaurante do Príncipe Real são de um azul eléctrico e há um neón forte a iluminar o nome do restaurante. O Coyo Taco é uma cadeia que nasceu em Miami pela mão de três amigos e chega a Portugal com a chancela Multifood – mas a história não acaba aqui. Por estes dias é praticamente impossível falar da Coyo Taco sem falar de Barack Obama: o ex-Presidente dos EUA esteve no restaurante de Miami há dias, elogiou os tacos, deixou uma gorjeta gorda e ainda disse que há de espreitar a versão lisboeta na visita à capital portuguesa que tem agendada para breve. Sven Vogtland, um dos sócios fundadores, já estava em Lisboa e assistiu a tudo pela televisão. Se dúvidas houvesse que os tacos são mesmo bons, aqui vai mais um selo de qualidade: foram uns dos primeiros convidados a fazer parte do futuro Time Out Market em Miami, com abertura prevista para o início de 2019.

À semelhança de outros restaurantes da Multifood – como o Tapisco, praticamente ao lado, ou do Pesca, na mesma rua –, o Coyo Taco tem uma janela onde vende cocktails para a rua, privilegiando-se as margaritas, claro, ou não estivéssemos num restaurante mexicano. Na primeira semana de abertura, vai ser normal ver Fernão Gonçalves a tratar dos cocktails – o barman do Pesca está a ajudar a adaptar a carta de bar à realidade portuguesa.

No entanto, a carta do restaurante é totalmente igual à da casa-mãe. Sven Vogtland destaca os tacos de carnitas de pato, o conchinita pibil ou as bowls de burrito, mas a carta de street food mexicana é bastante completa. Saiba aqui o que pode comer e beber no Coyo Taco lisboeta e descubra mais sobre a história e pratos deste restaurante na próxima edição da Time Out Lisboa.

Recomendado: Os melhores restaurantes do Príncipe Real

Tudo o que pode comer no Coyo Taco

Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Guacamole coyo

Não há mexicano sem uma taça de guacamole. O do Coyo Taco é feito com abacate hass, coentros, pico de gallo e acompanhado por chips de tortilha, feitas no restaurante de maneira artesanal. Há uma tacinha em versão mini para quem só quer petiscar (3€).

Preço: 8€

Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Esquite

Está a ver as nossas maçarocas? Aqui são desfeitas para esta taça e envolvidas em alioli de chipotle, queijo, jalapeño e coentros. 

Preço: 6€

Publicidade
Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Tacos carnitas de pato

O taco de carnitas de pato é um dos bestsellers em Miami. Normalmente, quando se fala de carnitas, fala-se de pratos mexicanos com uma base de porco. Mas aqui deu-se um twist e é feito com pato confitado e desfiado. Leva ainda cebola roxa, queijo, coentros e salsa serrano. Há também duas opções vegetarianas – os tacos com cogumelos da época são feitos com queijo, pico de gallo e salsa serrano. E os tacos de quinoa com falafel de quinoa e queijo, iogurte com coentros, pico de gallo e salsa fresca. 

Preço: 9,5€ (duas unidades)

Coyo Taco
Coyo Taco
Duarte Drago

Tacos tempura

Os tacos tempura são uma das três opções de tacos feita com tortilhas de trigo ao invés das tortilhas de milho (sem glúten). A pescada é envolta numa tempura suave, leva alioli de jalapeño, repolho, pico de gallo, abacate e coentros.

Preço: 16€

Publicidade
Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Saladas

Esqueça tudo o que sabe sobre as típicas saladas. Estas aqui são servidas com uma mistura de alfaces, guacamole, sementes de abóbora, queijo, vinagreta de chipotle e pico de gallo. Pode escolher acrescentar qualquer um dos ingredientes dos burritos ou dos tacos. Esta é a de camarão. 

Preço: 16€

Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Burritos

Há nove opções de burritos no Coyo Taco. A tortilha de trigo é recheada com arroz, esmagada de feijão, pico de gallo, mistura de queijos e natas ácidas, e pode escolher depois o recheio de frango, al pastor, cochinita pibil ou cogumelos (12,50€), carne assada ou pescada (14€) ou ainda com carnitas de pato ou camarão (16€). Também existe a versão burrito bowl onde o burrito, em vez de ser servido enrolado numa tortilha, é uma malga bem cheia com todos os ingredientes do burrito mais tradicional.

Publicidade
Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Quesadilla de camarão

Existem quatro opções de quesadillas: frango, cogumelos, carne assada ou camarão. Esta, de camarão, é recheada com cinco tipos de queijos mexicanos, para além do camarão bem servido. É uma dose para partilhar (ou para ser uma refeição por si só) e acompanha com natas ácidas e pico de gallo.

Preço: 16€

Coyo Taco
Coyo Taco
©Duarte Drago

Churros

A sobremesa deste restaurante também merece destaque. São quatro churros polvilhados com canela e açúcar e sem qualquer vestígio de óleo, para mergulhar nos pequenos potes de chocolate mexicano e doce de leite.

Preço: 5€

Os melhores restaurantes em Lisboa

taberna do mar
Fotografia: Manuel Manso

Restaurantes obrigatórios na Graça

Restaurantes

Lá em cima, há muita coisa nova a dar nas vistas. No bairro que está cheio de graça, sobra sempre espaço para um novo restaurante, mais um cantinho com um petisco ou até um docinho dos bons, dos crepes recheados aos famosos pastéis de nata. Seja para quem vai dar um saltinho à Feira da Ladra e quer almoçar naquela zona, para quem quer instagramar o miradouro e lanchar a seguir, ou até mesmo quem vai àquele concerto de sábado à noite nas Damas. Eis 13 restaurantes e pastelarias obrigatórios na Graça. 

Ingri, um dos pratos do Tantura
© Arlindo Camacho

Os melhores restaurantes no Bairro Alto

Restaurantes

Corremos o Bairro Alto e cruzámo-nos com mais de 100 restaurantes pelo caminho, nem todos merecedores de nota, é certo. Da cozinha de autor ao restaurante israelita, estes são os oito melhores restaurantes no Bairro Alto. 

Publicidade
Pistola y corazón
©Manuel Manso

Os melhores restaurantes no Cais do Sodré

Restaurantes

O bairro não pára de crescer e se há coisa que não lhe falta são sítios para comer e beber à grande. Temos já uma panóplia de bons restaurantes de peixe, de carne ou de comida do mundo que tornam possível comer de tudo um pouco sem sair do quarteirão. Decida onde vai almoçar ou jantar com esta lista dos melhores restaurantes no Cais do Sodré.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade