A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Ponte Luís I
Fotografia de Carlos Lemos / Unsplash

Obras na Ponte Luís I: conheça os novos percursos

O tabuleiro inferior da Ponte Luís I vai encerrar a partir de 14 de Outubro para obras de reabilitação. Conheça os novos percursos da STCP e as alternativas à circulação.

Escrito por
Ana Patrícia Silva
Publicidade

A partir da meia-noite de 14 de Outubro, o tabuleiro inferior da Ponte Luís I vai encerrar ao trânsito automóvel para trabalhos de reabilitação, sendo apenas permitida a circulação pedonal através de plataformas montadas para o efeito. As obras estão orçadas em cerca de 3,3 milhões de euros e têm um prazo previsto de um ano. A STCP, em análise com as autarquias do Porto e Gaia, desenhou novos percursos para as linhas que fazem a travessia entre as duas margens do Douro pelo tabuleiro inferior da Ponte Luís I. São abrangidas as linhas 900, 901, 906 e 11M da STCP.

Recomendado: Tabuleiro inferior da Ponte Luís I encerra para obras durante um ano

Novos percursos STCP

Linha 900 (Cordoaria-Sto. Ovídio)

Esta linha será desdobrada em duas variantes, uma oferecendo mobilidade em Gaia e outra no Porto. Não faz ligação directa entre as duas margens.

Variante Porto (Cordoaria – S. Bento)
- Sentido São Bento: Cordoaria-> R. Restauração -> marginal do Rio Douro -> R. Mouzinho da Silveira -> Av. D. Afonso Henriques -> término em São Bento.
- Sentido Cordoaria: São Bento -> Calçada de Vandoma -> Av. D. Afonso Henriques -> R. Mouzinho da Silveira -> marginal do Rio Douro -> R. Restauração -> Cordoaria.

Variante Gaia (Santo Ovídio – Ponte Luís I)
- Sentido Ponte Luís I: Santo Ovídio -> percurso habitual até final da R. General Torres -> termina trajecto junto à Ponte Luís I.
- Sentido Santo Ovídio: paragem Ponte Luís I -> marginal de Gaia (Avenida Diogo Leite) até R. Cândido dos Reis; a partir do Largo dos Aviadores, retoma o percurso habitual até Santo Ovídio.

Alternativas ao percurso desactivado Travessia da Ponte Luís I:
- Sentido Gaia-Porto: Após percurso pedonal pela Ponte Luís I - Linha 403 (Campanhã – Casa da Música, via marginal do rio Douro), na paragem Elevador dos Guindais. Percurso pedonal pela Ponte Luís I, seguindo até Mouzinho da Silveira.
- Sentido Porto-Gaia: Deverão ser consideradas as mesmas alternativas.

Linha 901 (Trindade-Valadares) e Linha 906 (Trindade-Madalena)

Efectuam travessia pela Ponte do Infante.

Sentido Trindade-Valadares/Madalena
- Trindade -> São Bento -> desvio para Sé do Porto e Batalha (Duque Loulé), passando a efectuar o mesmo percurso das linhas 904 e 905 (travessia via Ponte do Infante).
- Em Gaia, na Av. República, viragem à direita na R. Daniel Serrão -> R. General Torres -> R. Jau -> retoma do percurso habitual na rotunda junto à estação ferroviária de General Torres (Via da Misericórdia).

Sentido Valadares/Madalena-Trindade
- Percurso habitual até à rotunda junto à estação Ferroviária de General Torres -> R. Luís de Camões -> Alameda Serra do Pilar -> R. Gonçalves Zarco -> Av. D. João II -> Ponte do Infante.
- No Porto, segue o percurso das linhas 904 e 905, Duque Loulé -> Alexandre Herculano -> Batalha -> Pr. D. João I -> Av. Aliados -> término na Trindade.

Alternativa ao Percurso Desactivado (General Torres –Ponte Luís I – Infante - Baixa)
- Em Gaia para a ligação entre General Torres e a marginal de Gaia (Ponte Luís I) – transbordo para a linha 900.
- No Porto, no trajecto Mouzinho da Silveira a São Bento - Linhas 500 ou 900.

Publicidade

Linha 11M (Hospital São João-Coimbrões)

Sentido Hospital São João-Coimbrões
Praça Almeida Garrett -> Avenida D. Afonso Henriques -> Rua Saraiva de Carvalho -> Rua General Sousa Dias -> R. Alexandre Herculano -> Ponte do Infante -> R. Gonçalves Zarco -> R. Rodrigues de Freitas -> Av. da República -> R. Daniel Serrão -> R. General Torres e continua com percurso normal.

Sentido Coimbrões-Hospital São João
R. de Jau -> R. Luís de Camões -> Alameda Serra do Pilar -> R. Gonçalves Zarco -> Ponte do Infante -> R. das Fontainhas -> Av. Rodrigues de Freitas -> R. Duque de Loulé-, R. Alexandre Herculano -> Pr. da Batalha -> R. Santa Catarina -> R. Passos Manuel-> Pr. D. João I e continua com percurso normal.

Alternativa ao Percurso Desactivado (Ponte Luís I/Porto, Ribeira)
Ribeira, Mouzinho da Silveira, São Bento – Linha 1M + transbordo Linha 11M nos Aliados.

Relocalização de paragens da STCP na Baixa do Porto

A partir de 14 de Outubro, algumas das paragens da STCP na Baixa do Porto serão relocalizadas, devido ao avançar das obras de alargamento da rede de Metro no Porto e aos congestionamentos inerentes de circulação naquela zona da cidade.

Linha 200 (sentido Bolhão)
Nova paragem junto ao Teatro Sá da Bandeira.
Abandona o percurso por Gonçalo Cristóvão e assume ambos os sentidos pela Rua Sá da Bandeira.

Linhas 201, 208 e 501
A penúltima paragem faz-se junto à estação de metro Aliados. Término e início de linha situa-se em nova paragem junto ao shopping da Trindade.

Linha 400
A penúltima paragem faz-se na Praça D. João I. Término e início de linha junto ao shopping da Trindade. Sentido Parque Nascente, verifica nova paragem junto à praça da Liberdade, na plataforma central.

Linha 500
Término e início em São Bento (Av. D. Afonso Henriques).

Linhas 901 e 906
Assumem novas paragens na Batalha, Praça D. João I e mantém o atual término na Trindade. Mantém paragem Aliados no sentido Gaia.

Linhas 904 e 905
Alteram o término e início de linha para a Trindade, junto ao metro e Parque de Estacionamento da Trindade. No sentido Gaia, verificam nova paragem junto à Praça da Liberdade, na plataforma central.

Linhas 1M (Matosinhos) e 10M (Vila d’Este)
Páram na plataforma central, na parte de baixo dos Aliados.

Linha 3M
Término e início na Praça General Humberto Delgado (poente).

Linha 11 M
Recuaram para a parte superior da Avenida dos Aliados (lado poente).

Alternativas para a circulação automóvel

A partir do Porto
© Eugene Zhyvchik / Unsplash

A partir do Porto

  • Quem circular na zona da Ribeira ou zona central do Porto, e pretender aceder à margem de Vila Nova de Gaia, deverá seguir em direcção à Ponte do Infante;
  • O trânsito proveniente da zona oriental da cidade será encaminhado para a Ponte do Freixo;
  • O tráfego rodoviário da zona ocidental terá como acesso preferencial a Ponte da Arrábida.

A partir de Vila Nova de Gaia

  • Para quem se desloca a partir da Afurada ou do Cais Capelo Ivens, a melhor alternativa passa pela Avenida Mestre José Rodrigues, daí derivando para a Ponte da Arrábida ou para a Via da Misericórdia (circular do Centro Histórico);
  • Para quem se desloca da Beira-rio (Avenida Diogo Leite e Avenida Ramos Pinto), pode fazer-se o acesso pela Rua General Torres ou pela Via da Misericórdia (através da Rua Cândido dos Reis), daí derivando para a Arrábida, Freixo ou Ponte do Infante;
  • Para quem acedia ao tabuleiro inferior descendo a Rua General Torres, a alternativa será o desvio pela Rua de Camões até à Ponte do Infante;
  • Para quem acedia pela Rua de Jau e Rua General Torres, a alternativa será igualmente o acesso pela Rua de Camões até à Ponte do Infante.

O que fazer no Porto

  • Coisas para fazer

Chuva, vento e frio são o trio que mais convida a ficar dentro de portas. A pensar nisso, fizemos uma lista com dez refúgios para este Outono no Porto, onde vai querer passar longas horas, sozinho ou acompanhado. Por aqui vai encontrar cafés com esplanadas interiores e sofás confortáveis onde pode sentar-se acompanhado de um chá ou de um irish coffee. Também há restaurantes com pratos que aquecem o corpo e a alma, sítios para ler livros, fazer compras e até ouvir boa música. Pegue nesta lista e faça-se ao caminho.

Recomendado: 26 cafés que tem de conhecer no Porto

  • Compras

Porque não juntar o útil ao agradável? Faça as suas compras enquanto dá um bonito passeio pela Invicta. Fizemos-lhe uma lista com as melhores lojas na Baixa, para que possa ir directo onde pretende, sem ter de andar às voltas. Iluminação, criações de autores portugueses, decoração, roupa, sapatos e até peças em cerâmica vão ser algumas das sugestões que por aqui vai encontrar. Mas, se estiver à procura de peças com muita personalidade e história, também lhe apontamos o caminho – ora dê uma vista de olhos na lista de melhores lojas vintage e de antiguidades da cidade. 

Recomendado: As melhores lojas de decoração no Porto

Publicidade
  • Restaurantes
  • Restaurantes

Agora que a vida está a voltar ao normal, a cena gastronómica da cidade está, novamente, a ganhar vida. Tanto Baixa, como fora dela, pensados para ir com os amigos ou com o patrão, com a família ou o namorado, alternativas não faltam por aqui. Nesta lista com novos restaurantes para conhecer no Porto vamos da cozinha de autor aos petiscos, dos hambúrgueres à comida tradicional. Um fartote. Se anda sempre à procura de novidades, este artigo é para si. Leia o que se segue e reserve uma mesa onde mais gostar. Mas reserve mesmo, que andam muito concorridos. Bom apetite.

Recomendado: Os melhores restaurantes do mundo no Porto

  • Música
  • Música ao vivo

Quando a pandemia chegou a Portugal e as salas e os espaços culturais fecharam, os músicos começaram a actuar em directo das suas casas para todo o mundo. Fizeram-nos companhia através de transmissões online, trazendo um pouco de alegria a dias menos bons. Agora que a pandemia já não confina a música, há bons concertos para ver ao vivo nas várias salas da cidade. Ao vivo e com todas as cores, há muito para ver e ouvir durante este mês, para todos os gostos, com artistas de rock, pop, hip-hop, jazz, fado, electrónica, música experimental e clássica.

Recomendado: As melhores lojas para comprar discos de vinil no Porto

Publicidade
  • Coisas para fazer

Uma coisa é garantida: no Porto há sempre alguma coisa para fazer. Se não sabe o que anda a acontecer por cá, nesta lista vai encontrar as melhores coisas para fazer no Porto este mês, com uma série de sugestões que vão animar os seus dias e tirá-lo de casa durante umas horas. Descubra novas exposições, concertos, peças de teatro e oficinas que lhe ensinam coisas novas. Para ficar com o dia completo, aproveite para conhecer as as melhores livrarias do Porto.

Recomendado: Os melhores sítios para andar de bicicleta no Porto

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade