Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Cinco exposições em Lisboa a não perder nos próximos meses

Cinco exposições em Lisboa a não perder nos próximos meses

Do misterioso Banksy a uma exposição de Vasco Araújo no MAAT, aponte estas exposições em Lisboa que não pode perder.

banksy
©banksy Police Kids
Por Mariana Teixeira |
Publicidade

A agenda de exposições em Lisboa vai de vento em popa. Há cinco, pelo menos, que não pode mesmo perder. Pode deitar o olho (e meter a mão na consciência) numa exposição que homenageia os 20 anos de carreira do artista Vasco Araújo no MAAT ou aventurar-se a descodificar quem é o misterioso Banksy e pensar sobre as suas reinvidicações. Já o Museu da Marioneta presta uma homenagem ao teatro de marionetas chinês, enquanto o Jardim Botânico recebe com peças feitas a partir de lixo encontrado na costa portuguesa.

Recomendado: Exposições em Lisboa para visitar este fim-de-semana

Cinco exposições em Lisboa a não perder

Arte

Exposição de Janis Dellarte - Nós Enredamentos, Entretecidos Despojos

icon-location-pin Jardim Botânico de Lisboa, Princípe Real
icon-calendar

Jannis Dellarte ocupa o Jardim Botânico da Universidade de Lisboa com a exposição Nós Enredamentos, Entretecidos Despojos, uma série de instalações inspiradas num tema que está na ordem do dia: a falta de moralidade perante a poluição. Mas até nisso a artista portuguesa encontra beleza, compondo-as com a envolvência do jardim. As instalações são feitas a partir dos despojos que vai encontrando na costa, usando-os para construir seres híbridos – com o intuito também de sensibilizar à consciencialização ambiental. Esta exposição é produzida pelo Museu Nacional de História Natural e da Ciência em parceria com a Ocupart.

made in china
©museu da marioneta
Arte

Made in China

icon-location-pin Museu da Marioneta, Estrela/Lapa/Santos
icon-calendar

Calma, não estamos a falar de roupa produzida a preços convidativos. O Museu da Marioneta recorreu-se do seu acervo para inaugurar esta exposição sobre o teatro de marionetas chinês, classificado como Património Imaterial da Humanidade. Comissariada por Robin Ruizendaal, director do Taiyuan Asian Puppet Theatre Museum, inclui máscaras e marionetas de sombra, de fios, de vara e de luva.

Publicidade
Arte

Vasco Araújo. Momento à parte

icon-location-pin MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Belém
icon-calendar

Esta exposição assinala os 20 anos de carreira de Vasco Araújo, o artista que foi dos primeiros a conquistar o prémio Novos Artistas Fundação EDP, corria o ano de 2002. No MAAT vai encontrar obras de pintura, escultura, instalação, vídeo e fotografia que mostram a relação do artista com os meios, a dicotomia entre performances e os objetos ou dispositivos em que intervém. Nesta exposição está presente a primeira obra do artista, o vídeo "O Carteiro toca sempre duas vezes" e também várias peças nunca vistas. 

Arte

Sara Mealha : às nove caminho a caminho

icon-location-pin Balcony, Campo Grande/Entrecampos/Alvalade
icon-calendar

Sara Mealha toma a Balcony Contemporary Art Gallery de “assalto” com a apresentação de 50 obras, um conjunto de trabalhos que tem desenvolvido nos últimos seis meses recorrendo à pintura, escultura, instalação, fotografia e ao desenho. A exposição não tem nenhum curador, mas a partir da data da inauguração irão ser divulgados 8 textos de artistas, curadores e amigos da artista que lhe serviram de inspiração.

Publicidade
banksy
©banksy
Arte

Banksy: genious or vandal?

icon-location-pin Cordoaria Nacional, Belém
icon-calendar

Têm autor, mas não há rosto por trás delas. Mais de 70 obras de Banksy estão expostas na Cordoaria Nacional, cedidas não pelo artista mas por vários coleccionadores privados. “Banksy: genious or vandal?” é a primeira grande exposição em Portugal de obras do artista britânico a quem nunca ninguém viu o rosto – e que mesmo assim consegue trocar as voltas ao mundo com os seus constantes manifestos artísticos. Esculturas, stencils em telas, serigrafias, instalações, vídeos e fotografias, tudo originais que vêm parar a Lisboa e que por aqui vão ficar até 27 de Outubro. Em “Banksy: Genious or Vandal?” está lá tudo o que fez de Banksy o artista que é hoje: as questões políticas, culturais, éticas e a troça ao mundo da arte. Entre as obras mais reconhecidas da exposição encontra-se a serigrafia original da série “Menina com um balão”. Haverá também um audioguia de duas horas que explica quem é Banksy e todo o percurso da sua carreira. Sem surpresa, esta exposição traz colada a si o selo de “não autorizada”, ou não fosse esta a luta habitual de Banksy. 

Também lhe pode interessar

Tamara Alves
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Diz que é uma espécie de roteiro de arte urbana em Lisboa

Vhils, Bordalo II, Aka Corleone, Tamara Alves ou Mário Belém são alguns dos nomes mais sonantes neste roteiro de arte urbana em Lisboa. A eles juntam-se artistas de todo o mundo, que escolhem Lisboa para servir de tela aos mais variados estilos e mensagens. Se por um lado Lisboa está em guerra com taggers com pouco talento para a coisa – e que fazem questão de espalhar assinaturas por tudo quanto é sítio –, por outro a cidade é cada vez mais um museu a céu aberto de belíssimas obras de arte urbana. 

MAAT
Fotografia: Arlindo Camacho
Museus

Os melhores museus em Lisboa

Edifícios relativamente novos, com linhas que são uma perdição para a fotografia, e clássicos da cidade que patrocinam autênticas viagens no tempo. Destaque-se ainda os inúmeros e regulares workshops e eventos que promovem para adultos e crianças, ou mesmo as cafetarias e brunches que também são pequenas obras de arte. Deixamo-lo com uma visita guiada aos melhores museus em Lisboa, dando razões para redescobrir endereços obrigatórios e ideias para explorar colecções surpreendentes. 

Publicidade