Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Enoturismo: 13 coisas para fazer em Lisboa

Enoturismo: 13 coisas para fazer em Lisboa

Em época de vindimas sugerimos 13 coisas para fazer ligadas ao vinho. Saiba onde fazer provas, vindimar ou comprar vinho natural

Quinta da Alorna
©DR Vindimas na Quinta da Alorna
Por Ágata Xavier |
Publicidade

Com uma área demarcada que se estende de Colares à Lourinhã, a região de Lisboa produz os mais variados vinhos, fruto dos diferentes tipos de clima, solos e castas. Fortemente influenciada pelo Atlântico, esta zona que se estende por 40 quilómetros foi delineada em 1993 como Extremadura, ganhando, mais tarde, o nome de Vinho Regional de Lisboa e é actualmente formada por nove denominações de origem. São elas: Colares, Carcavelos, Bucelas, Arruda, Torres Vedras, Alenquer, Lourinhã, Óbidos e Encostas d'Aire.

Sugerimos uma viagem pelos enoturismos da região, sem esquecer três experiências ligadas ao vinho: onde beber vinhos naturais em Lisboa, dormir num hotel da zona Oeste e folhear o recém-lançado Guia de Enoturismo
 de Torres Vedras
 e Alenquer (as duas cidades “Cidade do Vinho 2018”). 

Recomendado: Nove sugestões de enoturismo na Península de Setúbal

Vá passear e bebericar

1
Quinta da Lagoalva de Cima
©DR
Atracções, Quintas

Quinta da Lagoalva

icon-location-pin Grande Lisboa

Na Quinta da Lagoalva, em Alpiarça, as vindimas são uma festa que duram o mês inteiro. Até 30 de Setembro, há passeios pela vinha e visitas à adega, para se provarem os mostos. Passa-se depois pela cavalariça, picadeiro e capela até se chegar à prova final, aquela onde se degustam três tipos de vinho. A visita, que pode ser feita em grupos de 30 pessoas, custa 25€.

Quinta da Lagoalva de Cima, 2090-222

2
Quinta da Chocapalha
©DR
Atracções, Quintas

Quinta da Chocapalha

icon-location-pin Grande Lisboa

Não são verdes e não têm antenas, os merceanos da Aldeia Galega que fica perto de Alenquer. A ter cor, será branca ou tinta, consoante o vinho que estiver no copo. A Quinta da Chocapalha, a menos de uma hora de Lisboa, fica na ondulada Serra de Montejunto e organiza visitas às vinhas e à adega. Também há provas (sempre por marcação através do site www. chocapalha.pt/enoturismo). Quando lá for, procure pela plantação de pêra rocha.

Casa Agrícola das Mimosas, 2580-081

Publicidade
3
Adega Mãe
D.R.
Atracções, Quintas

Adega Mãe

icon-location-pin Grande Lisboa

Têm provas e visitas guiadas, mas é o menu que nos chama para a mesa. Lombo de bacalhau assado com batata a murro, lombo de bacalhau com broa de milho numa caminha aconchegante de espinafres ou o bife que descende das amizades inglesas durante
as invasões francesas, o Wellington. Eis as três opções que tem à disposição para um almoço ou jantar na Adega Mãe – que tem desenho do arquitecto Pedro Mateus. O emparelhamento é feito
 com vinhos Dory e fecha-se a refeição com um doce regional, o pastel de feijão.

Estrada Municipal 554, Fernandinho, 2565-841

4
Companhia das Lezírias
©DR
Atracções, Quintas

Companhia das Lezírias

icon-location-pin Grande Lisboa

Todos os dias, excepto domingo, são dias de pisa
 a pé e de degustação do
 mosto de uva e de vinho na Companhia das Lezírias, em Samora Correia. O programa, que custa 40€, inclui ainda um almoço piquenique com especialidades regionais e comentários de um enólogo da casa.

Monte de Braço de Prata, Largo 25 de Abril, 17, 2135-318

Publicidade
5
Quinta da Alorna
©DR
Atracções, Quintas

Quinta da Alorna

icon-location-pin Grande Lisboa

Reinava D. José em Portugal quando se fundou esta quinta que os séculos, e o rigor de D. João e D. Leonor (a primeira escritora pré-romântica do país), ajudaram a apurar. Na margem esquerda do Tejo, em Almeirim, os 220 hectares de vinha são visitáveis, com programas adaptados às vontades de cada um.

Quinta da Alorna. Almeirim. 2080-187

6
Casa Santos Lima
©DR
Atracções, Quintas

Casa Santos Lima

icon-location-pin Grande Lisboa

Um vinho pode ser frutado, encorpado, elegante ou complexo. E pode ser mais instruído, como é o caso do
que sai das vinhas do campus 
do Instituto Superior de Agronomia que dão origem
ao Experiências, produzido
pela Casa Santos Lima. Quem 
se quiser voluntariar para as vindimas universitárias terá
de se inscrever pelo e-mail vindimas@isa.ulisboa.pt e informar quais os dias em que tem disponibilidade para ajudar.

Instituto Superior de Agronomia. Tapada da Ajuda. 21 365 3100.

Publicidade
7
Adega Viúva Gomes
©DR
Atracções, Quintas

Adega Viúva Gomes

icon-location-pin Sintra

Qual aldeia gaulesa, a zona de Colares resistiu às investidas da filoxera, o insecto invasor que dizimou as vinhas europeias no século XIX. As raízes das suas vinhas, que podiam chegar aos oito metros, ditaram a sua sorte e a particularidade do terroir – arenoso, salgado pelo vento e humedecido pela neblina –, o seu sabor. Os vinhos usam as castas autóctones Ramisco e Malvasia de Colares, entre outras tradicionais da região de Lisboa. Pode conhecer a quinta de Almoçageme todas as quarta-feiras, num open day com provas que decorrem às 11.00 ou 15.00, assim como nos primeiros sábados de cada mês.

Largo Comendador Gomes da Silva, 2/3, Almoçagem

8
Falua - Sociedade de Vinhos
©DR
Atracções, Quintas

Falua - Sociedade de Vinhos

icon-location-pin Grande Lisboa

A Falua, fundada em 2004
 pelo produtor e enólogo João Portugal Ramos, abre as portas da sua Adega-Galeria para visitas guiadas, com uma prova de vinhos ou de mosto a fermentar incluída. Nesta montra de arte urbana alternativa, além de vinho, encontra o trabalho de três graffiters portugueses: Francisco Camilo, Ivo Smile e Slap. A experiência custa 20€ por pessoa.

Zona Industrial, Lote 56, 2080-221

Publicidade
9
Quinta do Gradil
©DR
Atracções, Quintas

Quinta do Gradil

icon-location-pin Grande Lisboa

É uma das quintas mais antigas da região vitivinícola de Lisboa e propõe uma série de programas à volta da bebida dos deuses, como vindimas, degustações, refeições, visitas de grupo, passeios ou experiências de fim-de-semana. Vale a pena sentar-se à mesa do restaurante a cargo do chef Daniel Sequeira, que está integrado na adega, e escolher entre um menu de degustação, um menu sazonal ou outro que envolve a prova de alguns vinhos. A quinta organiza várias tours que podem durar duas horas ou meio dia (para ficar a conhecer bem toda a Herdade). Têm de ser marcadas com, pelo menos, 48 horas de antecedência.

Estrada Nacional 115, Cadaval, 2550-073

10
Quinta de Sant'Ana
©DR
Atracções, Quintas

Quinta de Sant'Ana

icon-location-pin Mafra/Ericeira

Nesta quinta misturam-se nacionalidades como quem combina Touriga Nacional
com Aragonês. Há influências alemãs, inglesas e portuguesas na quinta que pertenceu ao barão Gustav von Fürstenberg
e está agora nas mãos de James e Ann Frost. Com os seus 12 hectares, produzem cinco tintos e cinco brancos que poderá conhecer numa prova sujeita a marcação. Para a imersão ser total, pode sempre ficar alojado numa das quatro casas da quinta: a Marreco, a dos Limões, a Caseiro e a Adega.

Rua Direita, 3, Gradil, 2665-113

Publicidade
11
Prado
Arlindo Camacho
Restaurantes, Português

Onde beber vinho natural

icon-location-pin Castelo de São Jorge

A bebida que faz alguns enólogos mais conservadores revirar os olhos entrou em força no mercado nacional e até já se pode beber em alguns restaurantes lisboetas. 
O Prado, por exemplo, tem uma carta de vinhos exclusivamente naturais, enquanto o Loco, o Cave 23 e o Café Tati têm várias sugestões desta bebida sem químicos na ementa.

12

Folhear o Guia de Enoturismo
 de Torres Vedras
 e Alenquer

Candidataram-se em conjunto
 e venceram: Torres Vedras e Alenquer foram eleitas “Cidade do Vinho 2018”, depois da distinção já ter passado por Palmela, em 2012, e Reguengos de Monsaraz, em 2015. Está a ser um ano de celebrações vínicas, com mais de 80 eventos, no qual se inclui o lançamento deste Guia de Enoturismo de Torres Vedras e Alenquer com todas as quintas e adegas da região. Pode encontrar a publicação gratuita nos postos de turismo, em alguns hotéis e em todas as iniciativas da Cidade do Vinho 2018.

Publicidade
13
Areias do Seixo
©DR
Hotéis, Hotéis de luxo

Dormir no Areias do Seixo

icon-location-pin Grande Lisboa

Um hotel de luxo à beira do Atlântico que se rege pela sustentabilidade é o melhor de dois mundos: o da qualidade e este, onde se vive, e que merece que tomemos conta dele. A maioria dos legumes e vegetais do restaurante vêm da horta e há painéis solares a garantir que a água sai sempre quentinha.

Póvoa de Penafirme, A dos Cunhados. Torres Vedras. 261 936 355. Quartos a partir de 291€.

Um brinde ao vinho

red frog
Fotografia: Francisco Santos
Noite

Os 50 melhores bares em Lisboa

Este é o nosso guia para explorar as melhores casas nocturnas lisboetas. Dito isto, sabemos que Lisboa está cada vez mais diversa, com espaços para todas as manias, gostos e meteorologia. Há esplanadas e terraços com vistas infinitas, há bares que requerem que toque à campainha, há bares históricos cujas paredes falam, há a epidemia da cerveja artesanal, que chegou a Lisboa em boa hora. Também não faltam sítios perfeitos para estar quando a fome aperta, que servem iguarias saborosas e tardias. No fundo é pensar isto como um pijaminha de bares e provar de tudo. Estes são os 50 melhores bares em Lisboa, numerados apenas para não se perder na leitura. 

Publicidade