Fomos passear no eléctrico 24. E fizémos um roteiro.

Uma viagem demora cerca de meia hora em condições normais. Subimos a bordo e, com surpresa, viajámos à larga e à portuguesa.
Eléctrico 24
João Barata/JFC
Por Renata Lima Lobo |
Publicidade

A história desta carreira é longa e agora voltou a arrancar. Na casa de partida, no Largo Camões, partilha a paragem com o eléctrico 28. E, sem contar com as parecenças físicas, a partilha termina aí. Seguem caminhos diferentes e, para já, a popularidade continua a ser toda do 28. Passámos à frente da fila de turistas que aguardar pela outra estrela amarela de Lisboa e embarcámos numa viagem há muito esperada.

O Trevo
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Praça Luís de Camões

icon-location-pin Bairro Alto

Enquanto espera, ou à chegada, prove as bifanas do restaurante
O Trevo, as mesmas que já conquistaram Antony Bourdain.

Praça Luís de Camões, 48. Seg-Sáb 07.00-22.00

Claus Porto
Fotografia: Ana Luzia
Compras

Rua da Misericórdia

icon-location-pin Bairro Alto

Aqui cheira bem, mas cheira a Claus Porto. A loja da marca de
perfumes, sabonetes, colónias e cremes está decorada a rigor com aquele dedo especial de Joana Astolfi.

Rua da Misericórdia, 135. Seg-Dom 10.00-20.00

Publicidade
Museu de São Roque
©DR
Museus

Largo Trindade Coelho

icon-location-pin Chiado

Primeiro tire uma foto com a estátua do cauteleiro e depois
descubra a história de uma antiga ermida onde é hoje o Museu de São Roque.

Largo Trindade Coelho. Seg 14.00-18.00, Ter-Dom 10.00-18.00.
Bilhete: 2,5€

The Insólito
©DR
Restaurantes, Português

Rua São Pedro de Alcântara

icon-location-pin Bairro Alto

De um lado tem o miradouro, mas o melhor mesmo é beber um copo no The Insólito e usufruir da vista na mesma. Há cocktails e vinho para todos.

Rua de São Pedro de Alcântara, 83. Ter-Qua 18.00-00.00, Qui-Sáb 18.00-01.00

Publicidade
reservatório patriacal
©Nicola
Atracções

Praça do Príncipe Real

icon-location-pin Princípe Real

Já entrou no subsolo do Jardim do Príncipe Real? A EPAL faz 150
anos e por isso mesmo até ao final do ano não paga para entrar no Reservatório da Patriarcal aos fins-de-semana.

Informações: 21 810 0215 ou mda.epal@adp.pt

Jardim botanico de lisboa
@C.A.Garcia
Notícias, Vida urbana

Rua da Escola Politécnica

É uma das paragens obrigatórias do percurso: o Jardim Botânico está de cara lavada e, para já, a entrada mantém-se gratuita. E já que aqui está visite o Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

Rua da Escola Politécnica, 56/58. Ter-Sex 10.00-17.00, Sáb-Dom 11.00-18.00

Publicidade
rato google maps

Largo do Rato

Conhece a capela do antigo Mosteiro de Trinitárias? No templo, hoje Igreja da Nossa Senhora da Conceição, espreite o retábulo em mármore da capela-mor que veio do Mosteiro da Batalha.

Largo do Rato. Seg-Sex 08.30-19.00, Dom 09.00-19.00

 Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva
©Pierre Guibert/ Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva
Atracções

Rua das Amoreiras

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

A casa de Vieira da Silva e de Arpad Szenes é desde 1994 uma casa-homenagem. A Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva é hoje um dos museus de referência em Lisboa.

Praça das Amoreiras, 56. Ter-Dom 10.00-18.00. 5€

Publicidade
Coisas para fazer

Avenida Conselheiro Fernando Sousa

icon-location-pin Campolide

Agora tem menos desculpas para se baldar ao Amoreiras 360º
Panoramic View. A 174 metros de altura consegue ter a vista mais versátil da cidade.

Av. Eng. Duarte Pacheco. Seg-Som 10.00-12.30, 14.30-18.00.
5€

Eléctrico 24
João Barata/JFC

Praça de Campolide

E pronto, chegou. Está na altura de explorar Campolide, não sem antes se sentar no novo e vermelhinho Quiosque de Campolide e admirar a renovada praça. Se for freguês, bom regresso a casa.

Mais passeios em Lisboa

avenidas novas, ciclovia
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Ciclovias em Lisboa. Só precisa de pedalada para percorrer a cidade

Até 2018 a cidade de Lisboa deverá atingir os 200 quilómetros de vias cicláveis. Enquanto nos ficamos pelos cerca de 60 já disponíveis não faltam opções para recorrer à bicicleta como meio de transporte, para que cada vez mais as duas rodas não sejam apenas um plano B. Venha daí pedalar.     

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com