Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores sítios para beber um copo ao fim do dia em Lisboa

Os melhores sítios para beber um copo ao fim do dia em Lisboa

Os melhores bares, esplanadas, terraços e happy hours para beber um copo ao fim do dia em Lisboa

Rio Maravilha - Esplanada
©Arlindo Camacho Rio Maravilha - Esplanada
Por Tiago Neto |
Publicidade

O trabalho, esse padrasto da diversão, inimigo da produtividade, pesadelo recorrente de cada segunda-feira – ou do dia em que tenha de regressar, sim, porque não há cá exclusões. Podíamos continuar a estender a lista de razões pelas quais precisamos de inverter a marcha e beber um copo ao final do dia. Mas calma, também não culpamos o trabalho por tudo, e a verdade é que a vontade de encostar os lábios a um qualquer copo não precisa de justificação. Com isto em mente, seja qual for a sua vontade, deixamos-lhe uma lista dos melhores sítios para beber um copo ao fim do dia em Lisboa e relaxar à séria. 

Recomendado: 15 restaurantes para jantar e beber um copo sem sair de lá

Os melhores sítios para beber um copo ao fim do dia em Lisboa

1
Banana Café Torel
©DR
Bares, Cafés/bares

BananaCafe Torel

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Hoje, já quase todos o conhecem – apesar de a entrada do jardim não ser assim tão fácil de encontrar à primeira – em parte graças às festas que têm acontecido no quiosque do BananaCafé, no patamar de baixo do miradouro. Mas haja ou não festança, o café do Jardim do Torel é um bom sítio para fugir logo a seguir ao trabalho e beber uma fresca. 

2
©DR
Restaurantes, Global

Lost In Esplanada

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O nome diz muito daquilo que deve ser o intuito do espaço, mas se não apanhou a dica, nós damos-lha: perder(-se). E com isto estamos a falar da noção do tempo e das responsabilidades que deixou para trás. É que essa é a forma mais conveniente de aproveitar o espaço e os cocktails que pode deitar abaixo no Lost In. 

Publicidade
3
Zazah good view
©Arlindo Camacho
Bares

Zazah Good View

icon-location-pin Grande Lisboa

O Zazah Good View é um terraço no LACS (Lisbon Art Center & Studios), no Cais da Rocha do Conde de Óbidos e é, também, um ninho de apreciadores de copofonias de fim de tarde. A vista sobre os contentores, os barcos, o Tejo e Cristo Rei presta-se a isso. Há serviço de bar, com vários cocktails, petiscos à mesa e DJs em algumas noites (de fim-de-semana, sobretudo). Lá dentro há ainda um restaurante asiático, o Okah.

4
Bar Terraço Santa Luzia
©Manuel Manso
Bares, Cafés/bares

Bar Terraço de Santa Luzia

icon-location-pin Alfama

É, temos um fraco por miradouros. Especialmente se nos derem copos dos bons e vistas e pouca confusão, como este Terraço de Santa Luzia, onde a janela para o rio é tudo o que precisamos de ver depois do computador nos pôr a cabeça em água (ou o telefone, ou o tablet, ou os papéis, tanto faz).

Publicidade
5
Entretanto Rooftop Bar - Hotel do Chiado
©Inês Félix
Bares

Bar Entretanto

icon-location-pin Chiado

O Entretanto Rooftop Bar, no cimo do Hotel do Chiado, é daqueles em que a vista se paga bem, mas paga-se bem porque é, sem rodeios, um bom sítio. Na lista de bebidas há gin fizz, martinis, mojitos, margaritas e tudo o que combina com um bom pôr-do-sol na cidade. Nada como ir lá às alturas ver como é.   

6
Esplanada da Graça
©Arlindo Camacho
Restaurantes, Cafés

Esplanada da Graça

icon-location-pin São Vicente 

Vamos começar pelo óbvio: sim, é tramado arranjar mesa se os dias já estiverem quentes. E sim, a hora pouco interessa porque o sítio é frequentado desde que é colocada a primeira cadeira até quando a chave roda e tranca a porta do quiosque. Mas se é um óptimo sítio para sentar com os amigos depois do trabalho, pedir qualquer coisa para beber e ficar na conversa? É.

Publicidade
7
Café Janis
©Manuel Manso
Restaurantes

Café Janis

icon-location-pin Cais do Sodré

Fica no Cais Sodré, na esquina onde outrora morou o Hansi e é um daqueles conceitos de café-restaurante para todo o dia. Quer isto dizer que serve desde pequenos-almoços a jantares. Para o fim do dia, têm uma ementa com alguns cocktails, como o pisco sour (8€) ou o Citrus Moscow Mule (9€), copos de vinho e garrafas de vinho, numa carta pequena, mas com algumas referências interessantes, e uns petiscos para dividir.

8
esplanada riberia das naus
©Inês Calado Rosa
Bares, Cafés/bares

Quiosque Ribeira das Naus

icon-location-pin Cais do Sodré

Tivéssemos nós de indicar bairros com várias portas para beber um copo ao fim do dia e o Cais do Sodré seria um deles. Mas neste quiosque não interessam as portas, só mesmo as janelas, abertas para o rio todos os dias, se a intenção for beber um copo. A quantidade de escritórios que abriram nas redondezas nos últimos tempos tornaram-no um ponto de encontro pós-trabalho e a população activa agradece. 

Publicidade
9
Village Underground
©Manuel Manso
Atracções

Village Underground

icon-location-pin Alcântara

No vizinho do lado do Lx Factory a vida é para se levar devagar, ou pelo menos o espaço assim o convida. Longe da azáfama da cidade mas perto de um qualquer princípio de noite, o Buzz Lisboa, cuja casa é o mítico autocarro empoleirado, vai das cervejas aos gins, dos cocktails aos vinhos e tudo isto de frente para o rio. 

10
Topo Chiado
©Manuel Manso
Restaurantes

Topo Chiado

icon-location-pin Chiado

O elevador por perto, as ruínas na envolvência, a vista. No Topo Chiado os argumentos são muitos. Se por lá passar, conte com uma carta de cocktails abrangente e com a dose certa de sossego, entre a banda sonora da cidade, os cliques das câmeras dos turistas e os shakers em agitação. Mas não deixe que isso seja inquietação, este é mesmo um bom sítio para descomprimir.

Publicidade
11
Memmo Príncipe Real
©DR
Hotéis, Hotéis de charme

Memmo Príncipe Real

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O terraço do hotel
 está aberto para quem quer ingerir líquidos com boa vista, sentado em cómodos sofás, ou para quem tem sangue inglês e acha que o fim do dia é a hora certa para
 a refeição. Aqui bebem-se coisas como 
os naked cocktails, isto é, sem álcool, os clássicos de um bar de hotel, como
 o Negroni ou o Cosmopolitan (a 10€) e algumas criações da casa.

12
Linha d'Água
©Linha d'Água
Restaurantes, Cafés

Linha d'Água

icon-location-pin São Sebastião

Se um oásis urbano lhe parece o sítio ideal para rumar depois de uma jornada laboral, o Linha d'Água é a resposta mais do que óbvia. Ali entre o El Corte Inglés e o topo do Parque Eduardo VII, a relva e a água são o postal que vai encontrar, além de uma carta que faz mais do que safar se a fome for muita.  

Publicidade
13
Bar do Evolution Lisboa Hotel
©Diana Tinoco
Hotéis, Hotéis de charme

Evolution Lisboa Hotel

icon-location-pin Lisboa

Pelo nome já se adivinhava a visão futurista do hotel. Lá dentro, o espaço está pensado para facilitar a vida a hóspedes independentes e a pessoas impacientes que não gostam de esperar por nada. No fundo, não é só um hotel original, é também uma versão optimizada de um hotel, e trouxe a Lisboa o conceito das festas after-work que passou a animar o Saldanha. Portanto sim, não há nada mais "copo ao fim do dia" que isto. 

14
Quiosque da Oitava Colina
©Arlindo Camacho
Bares, Cervejaria artesanal

Quiosque Oitava Colina

icon-location-pin São Vicente 

Primeiro abriu um quiosque no Largo da Graça, com várias torneiras e algumas cervejas de garrafa, ideal para se pôr à fresca ao final do dia. Depois veio a Taproom Oitava Colina, com muito para beber e muito para trincar. Mas foquemo-nos, porém, no ar livre, no simpático quiosque, antiga bilheteira, onde vão rodando as várias cervejas da marca pelas torneiras e servem também tábuas e tostas para encher o estômago.

Publicidade
15
Le Chat
©Arlindo Camacho
Bares

Le Chat

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Fica mesmo ao lado do Museu de Arte Antiga e do seu jardim e tem uma vista privilegiada para o Tejo, a ponte e o Cristo Rei. A esplanada envidraçada convida a petiscos e refrescos quer no Inverno quer no Verão, e a carta de cocktails é bastante completa: além dos clássicos e das combinações de autor também há mocktails – sem álcool, entenda-se – prontos a finalizar da melhor forma aqueles dias difíceis.

16
TOPO - Esplanada
©Arlindo Camacho
Bares

Topo Martim Moniz

icon-location-pin Martim Moniz

Já muito pode ter sido dito sobre o Topo do Martim Moniz mas a verdade é que o bar no cume do Centro Comercial da praça com o mesmo nome trouxe vida nova à zona e mostrou-nos irremediavelmente que há potencial. Com o Castelo ao cimo da colina e uma visão previligiada sobre a Mouraria e a Graça, é assim que esse copo ao fim do dia pode ser.

Publicidade
17
park
©Arlindo Camacho
Bares

Park

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

É o parque de estacionamento mais famoso da cidade, principalmente por causa do sexto piso, onde metade de Lisboa se costuma estacionar no terraço com melhor vista. Este rooftop bar tem cocktails, petiscos e DJs que costumam animar os finais de tarde dos alfacinhas e da multidão de turistas que visita o Park todos os dias.

18
Rio Maravilha
©Manuel Manso
Restaurantes, Fusão

Rio Maravilha

icon-location-pin Alcântara

É um ponto estratégico se o objectivo for sol e copo na mão, e se os dias já estiverem quentes, nem precisa do casaquinho depois deste se pôr. Entre as opções estão os cocktails de autor para beber de frente para o Cristo Rei – caso da margarita de framboesa e petazetas para ir dando aqueles estalinhos na língua. Acompanhe o programa das festas, sempre dinâmico, nas redes sociais.

Publicidade
19
Sky Bar
©Manuel Manso
Bares

Sky Bar

icon-location-pin Avenida da Liberdade

A vista de rio é altamente valorizada (até na hora de comprar casa), mas não devemos menosprezar outros pontos de vista. Afinal, ver o movimento da Avenida da Liberdade pode ser bem mais interessante do que ver navios, e o Sky Bar, no último piso do Tivoli Hotel, é um óptimo sítio para beber um copo ao fim do dia com essa perspectiva em mente. 

20
Bistro 100 Maneiras - Sala 1
©Arlindo Camacho
Restaurantes

Bistro 100 Maneiras

icon-location-pin Chiado

Se lhe dermos o nome Ljubomir Stanisic, é certo que já sabe quem é. E não, não é só uma personalidade intensa. É que no Bistro 100 Maneiras, o chef, além da vida que traz aos pratos, tem também uma carta de bar extensa o suficiente para justificar aquela romaria básica ao fim do dia. Dos cocktails sem álcool aos clássicos e aos de assinatura, há tudo para todos os gostos.

Publicidade
21
Noobai
©Manuel Manso
Restaurantes, Cafés

Noobai

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Nos últimos anos o Noobai cresceu. Ganhou mais duas esplanadas, uma delas num andar intermédio, aumentando os lugares da primeira categoria para ver a vista sobre o Tejo e invejar todas as pessoas que ainda têm casas naquela linha de visão. Por essa mesma razão, seria impossível desenhar um artigo destes sem o pôr como clássica opção para quem procura um sítio que sirva cervejas, das artesanais e das convencionais, vinhos, a copo ou em garrafa, e bebidas espirituosas, como caipirinhas e mojitos.

22
BouBou's
©Francisco Nogueira
Restaurantes

BouBou's

icon-location-pin Princípe Real

Tem dedo de dois estrangeiros que se apaixonaram por Portugal e uma cozinha democrática, com pratos de várias influências que agradam a todos. Pode perceber melhor do que falamos num fim de tarde regado com os cocktails da casa, como o Pilar, com rum, o licor Luxardo Maraschino, spring tea e black walnut bitters (10€), e os petiscos, exemplo dos croquetes de coelho (4€) ou do marshmallow de tapioca (4€).

Publicidade
23
Fábrica Braço de Prata
©Ana Luzia
Noite

Fábrica Braço de Prata

icon-location-pin Marvila

O edifício onde em tempos funcionou a administração da Fábrica de Material de Guerra foi dos primeiros a ganhar nova vida cultural no Oriente de Lisboa, íamos em 2007. Ao todo são 12 salas onde tudo pode acontecer. De concertos a aulas de dança, de tertúlias a raves, passando por peças de teatro. E lá fora continua a ser uma boa opção para uma fresquinha ao fim da tarde.     

24
Toca da Raposa
©Arlindo Camacho
Bares

Toca da Raposa

icon-location-pin Chiado

Se é uma pessoa atenta ao mundo da coquetelaria, deve conhecer o nome de Constança Cordeiro, a rapariga-fenómeno que veio de Londres, onde esteve três anos e meio a aperfeiçoar a arte da mixologia, e faz cocktails com base em produtos frescos portugueses, na linha do que se convencionou chamar de foraging. O seu pequeno bar serve bebidas tão originais quanto o Tágide, com gin, azeite, sabugueiro e espumante Mateus Rosé (11€), ou o Abelha, com Macallan 12, mel e folhas de figueira (12€).

Publicidade
25
Café Klandestino
©Duarte Drago
Bares

Café Klandestino

icon-location-pin Intendente

O café está na base do novo bar de cocktails do Martim Moniz. O conceito do espaço, cosy e ideal para quem procura um bar fora do roteiro habitual, centra-se na fase em que o café era alvo de contrabando (daí o nome), que o faz estar presente em quase todos os cocktails. Prove o Mojito Raiano, com rum infusionado em café, ginger beer, baunilha e maracujá (10€), ou fuja à regra e experimente uma margarita de pimento Padrón, com hibiscus, triple sec e tequila (10€).

26
©Manuel Manso
Restaurantes, Árabe e Médio Oriente

Farès

icon-location-pin Cais do Sodré

No Farès o sotaque é francês, mas os cocktails vão além da inspiração franca. O espaço que faz casa na Rua de São Paulo é perfeito para um fim de tarde calmo, seja ao balcão ou à janela, e é garantido que se a hora já ficar tardia, fome não passa. É que além das opções para beber, tem também petiscos e pratos.

Publicidade
27
Cervejaria sem vergonha
©Manuel Manso
Restaurantes, Cervejarias

Cervejaria Sem Vergonha

icon-location-pin Lisboa

Fica perto do Rato, numa área residencial pouco dada a bares e copos, por isso é uma boa opção para quem frequenta a zona. Depois, além do espaço exterior, tem as imperiais fresquinhas, as garrafas de vinho para abrir e, se a fome apertar, os óptimos croquetes com molho de mostarda (2€).

28
Ferroviário
©Manuel Manso
Noite

Ferroviário

icon-location-pin São Vicente 

Desde que reabriu, com nova gerência, novo conceito e nova decoração, tem sido alvo de romaria para curiosos e para quem gosta de se estender numa esplanada a sério. Ideal para um copo ao fim do dia, quem quiser fazer o copo entrar pela noite pode aproveitar 
a carta de snacks e pratos simples, como
 o ceviche e o guacamole.

Publicidade
29
Sud lisboa
©Antonio Nascimento
Restaurantes, Italiano

SUD Lisboa Terrazza

icon-location-pin Belém

O grupo Sana renovou os edifícios da antiga discoteca BBC e do Piazza di Mare, na vizinhança do MAAT. No espaço da BBC nasceu um local para receber grandes eventos privados e festas temáticas, o SUD Lisboa Hall; no Piazza di Mare está o Sud Lisboa Terrazza, com uma piscina e pool bar à noite no primeiro andar, e um restaurante com dois espaços diferentes, esplanada e quiosque no rés-do-chão. Uma pérola à beira-rio, portanto.

30
Cinco Lounge
© Lydia Evans / Time Out
Bares

Cinco Lounge

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

O culto dos cocktails em Lisboa começou com Dave Palethorpe. O seu bar do Príncipe Real, uma das zonas com melhor vida nocturna em Lisboa, continua a ser um dos melhores sítios para beber um bom cocktail de autor. E quem não gosta de álcool não tem de ficar a olhar para o ar, cortesia das listas de cocktails virgens e chás. É um daqueles espaços onde se começa como cliente e se acaba como amigo.

Publicidade
31
Le Consulat
©Stefan von Laue
Hotéis, Pensão com pequeno-almoço

Le Consulat

icon-location-pin Chiado

É hotel, é restaurante, é galeria e é, inegavelmente, bonito. A lista de argumentos a favor do Le Consulat até podia terminar por aqui, mas, para isso, tínhamos de deixar o bar de fora. E claro, não podemos. A lista não é extensa mas cada cocktail de autor é uma viagem: o Adelita (14€), o Bermuda's Triangle (10€), o Above The Clouds (14€) ou o Sakura (11€) são sempre tiros certeiros.

32
Red Frog Cocktail
©Arlindo Camacho
Noite, Bares abertos de madrugada

Red Frog

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Quando vir um sapo de loiça vermelho à porta, quem sobe a Rua do Salitre, pare e toque à campanhia. Ao fundo das escadas vai encontrar um espaço que recria o ambiente secreto dos bares que surgiram em inícios do século XX, durante a Lei Seca nos EUA. E os cocktails de autor, criados à frente de uma garrafeira que se assemelha a um laboratório de alquimia, prometem surpreende-lo. Portanto já sabe, assim que largar o trabalho, aventure-se.

Copos em Lisboa

gin lovers
©DR
Bares

Dez bares para beber gin em Lisboa

Já é possível beber bom gin, e em alguma quantidade, e não acordar como se se tivesse sido vítima de atropelamento. A lista que se segue dá-lhe sugestões de bares para beber um gin em Lisboa. Com os botânicos e sabores de que mais gosta, claro.  

Lost In
©DR
Coisas para fazer

As melhores happy hours em Lisboa

A felicidade tem um preço – e a partir de certa hora é mais barata. Happy hour é aquela expressão estrangeira que ninguém vai enrolar a língua para dizer, ou recusar-se a compreender o conceito. Nas horas mais felizes dos lisboetas as imperiais passam a custar uma módica moedinha e os cocktails caem para metade do preço. Eis um roteiro dos melhores bares e esplanadas para beber um copo em Lisboa a preço de saldo.

More to explore

Publicidade