12 novos hotéis em Lisboa

Grandes cadeias ou pequenos boutique hotéis, estes são os melhores novos hotéis em Lisboa
maxime hotel
Fotografia: Manuel Manso Maxime Hotel
Por Ágata Xavier |
Publicidade

Cama, mesa e roupa lavada pode ser um objectivo de vida tão válido como sonhar com uma casa no campo ou um saudoso emprego das 9 às 5. Pernoitar num hotel pode ajudar a alcançar a meta, ou sonho, de não ter de fazer a cama, de preparar uma refeição ou de engomar a roupa. E a cidade está cheia deles, alguns ainda a cheirar a novo. O mais recente inaugurou no início de Outubro e renova uma das mais antigas casas dedicada ao burlesco de Lisboa: o Maxime, na Praça da Alegria.

Recomendado: Os 18 melhores hotéis com SPA em Lisboa

Os novos hotéis em Lisboa

1
maxime hotel
Fotografia: Manuel Manso
Hotéis

Maxime Hotel

icon-location-pin Avenida da Liberdade

O Maxime reinventou-se e ampliou-se e passou a ocupar os pisos superiores do edifício onde já residia. Agora encontramos 70 quartos standard (um deles para pessoas com mobilidade reduzida) e mais cinco temáticos com 25 metros quadrados cada. A experiência começa logo à entrada com um peepshow. Numa parede, encontra um pequeno buraco a que vai querer dedicar um segundo ou dois: é que ao espreitar vemos uma criação da artista Diana Coelho, profissional do cruzamento entre as artes performativas e visuais, que aqui nos diz que as paredes têm ouvidos. Cada andar tem um quarto associado a cada tema, num hotel inteiramente decorado de alma e coração pela equipa de marketing do Grupo Hotéis Real, que mergulhou na história do Maxime e também de Lisboa.

2
LuisAraujo
Hotéis

Raw Culture Bairro Alto

icon-location-pin Bairro Alto

Tudo começou há três anos, quando José Oliveira andava à procura de casa e se deparou com uma antiga tipografia na Rua das Gáveas, ao Bairro Alto. O útil, que é como quem diz os seis armazéns atolados com a sua colecção privada, juntou-se ao agradável: a possibilidade de adquirir um edifício descaracterizado e a precisar de vida. E assim nasceu o Raw Culture Bairro Alto, um aparthotel que vive pela arte que o recheia, dos quadros ao mobiliário, tudo parte do acervo de José, que decidiu praticar o desapego e pôr ao usufruto público algo tão pessoal como a sua colecção.  Cada quarto é personalizado com peças da colecção do empresário, desde quadros de artistas como Wasted Rita ou Pedrita, ao mobiliário de autor. Os hóspedes podem gozar de uma zona de estar e outra de refeições, além da kitchenette munida de electrodomésticos Smeg. Cada loft tem um nome relacionado com elementos urbanos, do Brick ao Steel, e nenhum é igual, o que torna a experiência de estadia ainda mais única. 

Publicidade
3
vista eurostars museum
©DR
Hotéis

Eurostars Museum

icon-location-pin Alfama

O acesso aos quartos é com cartão, mas a localização é a chave. O passado da cidade ribeirinha ecoa na estrutura do novo Eurostars Museum, um hotel de cinco estrelas plantado junto à margem do rio de onde Vasco da Gama e seus companheiros partiram à conquista do mundo.A pièce de resistance está ali à mão de semear, a poucos passos da recepção e remonta à altura em que Lisboa ainda se chamava Olisipo. Trata-se de uma divisão com 39 m2 – uma domus, típica residência romana, com pavimento em mosaico do século II ou III e a maior in situ alguma vez descoberta em Lisboa. Ao centro, uma quase intacta Vénus que tenta alcançar a sandália, em representação de um antigo mito romano. Estamos num hotel, é verdade, mas também estamos num museu (daí o nome) e aos domingos há visitas guiadas por arqueólogos aos achados encontrados durante as escavações no antigo Palácio Coculim.

4
Verride Palácio Santa Catarina
©Paulo Carvalho
Hotéis

Verride Palácio Santa Catarina

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

O Verride Palácio Santa Catarina abriu em pleno Miradouro de Santa Catarina, mais conhecido como Adamastor. O edifício de 1750 foi totalmente recuperado e deve o nome ao conde mais emblemático que por lá passou, mantendo a traça antiga e alguns pormenores que estavam bem conservados, caso da escadaria em caracol que impressiona logo à entrada, da fachada e do arco em pedra da suite Arch (descobertos já a obra ia a meio), ou os azulejos azuis da fotogénica casa de banho da suíte Queen, representando o conde de Verride, da Figueira da Foz, numa caçada com os amigos algures entre 1910 e 1918. No total são 14 suítes e quatro quartos acabadinhos de inaugurar para uma experiência exclusiva e luxuosa. Em comum têm os janelões por onde entra a badalada luz de Lisboa, espelhos enormes, camas com espaço para uma família inteira (com lençóis com 600 fios de algodão egípcio e almofadas para todos os gostos – há todo um menu), e casas de banho em mármore que acolhem toalhões compridos, confortáveis e fofos.

Publicidade
5
Corpo Santo Hotel
©DR
Hotéis

Corpo Santo Lisbon Historical Hotel

icon-location-pin Cais do Sodré

Os toldos vermelhos, a lembrar as praças parisienses, não passam despercebidos no movimentado Cais do Sodré: o Corpo Santo Hotel abriu ao público em Setembro. Tem um tesourinho museológico, descoberto durante as obras, e quartos de fazer esquecer a cidade. São cinco pisos despidos de excessos e vestidos de contrastes entre os tons claros de paredes e têxteis e as madeiras escuras e maciças. O Corpo Santo tem ainda um restaurante, o Porter, a cargo do chef Artur Roldão, que já passou pelo Tivoli – Palácio de Seteais.

6
iberostar lisboa
©DR
Hotéis

Iberostar Lisboa

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

É um dos mais recentes hotéis de 5 estrelas de Lisboa e é o primeiro do grupo Iberostar a abrir na capital. Fica na Rua Castilho, a poucos minutos do Marquês de Pombal, e tem 166 quartos (há uma Royal Suite, duas suítes, oito júnior suítes, 153 duplos e dois quartos para pessoas de mobilidade reduzida). Conta ainda com um restaurante e dois bares, um no lobby e outro na piscina, onde se destaca um jardim vertical. 

Publicidade
7
le consulat
©Stefan von Laue
Hotéis, Pensão com pequeno-almoço

Le Consulat

icon-location-pin Chiado

As más línguas dizem que é fácil adormecer em museus e que as galerias de arte contemporânea dão sono. No Largo Camões, o hotel Le Consulat vai mais longe e dá-lhe sofás e camas onde se pode estirar confortavelmente enquanto olha para obras de arte. É um hotel de 12 quartos – no futuro serão 16, depois de terminadas as obras que ainda decorrem – e pensar-se que é um hotel pequeno é uma reacção legítima. Mas olhemos melhor para a sua configuração: a suíte mais pequena tem 36 metros quadrados e a maior, a Suite Ambassadeur, tem 145 e dois quartos com camas king size, uma cozinha e uma sala de estar.

8
Rooftop do The Lumiares Hotel & Spa
Hotéis

The Lumiares Luxury Hotel & Spa

icon-location-pin Bairro Alto

Em pleno Bairro Alto, o luxuoso mas descontraído The Lumiares é um oásis de tranquilidade. Os quartos, divididos entre loft-studios, T1s, T2s e penthouses com vista, são espaçosos e contam com uma cozinha completamente equipada, onde não falta máquina de café Nespresso, torradeira e fervedor de água SMEG, serviço de pratos e máquina de lavar a loiça. No rooftop com vista para o rio e o castelo servem-se pequenos-almoços de manhã e cocktails ao fim do dia. Passe ainda pelo spa: não é exclusivo para hóspedes e tem tratamentos de aromaterapia de ir aos céus. 

Publicidade
9
Hotéis

The Lift – Boutique Hotel

icon-location-pin Chiado

Chama-se The Lift em homenagem ao Elevador de Santa Justa, ali mesmo ao lado. Com uma decoração simples e minimalista, sempre com alusões ao elevador, este hotel tem apenas 27 quartos, alguns com varandas que deixam espreitar para o Rossio ou para o Castelo de São Jorge. 

10
lux lisboa park
Fotografia: Arlindo Camacho
Hotéis

Lux Lisboa Park

icon-location-pin São Sebastião

De linhas severas e monocromáticas a puxar ao estilo escandinavo, o Lux Lisboa Park é um hotel de fato e gravata. Passa despercebido no meio da azáfama da zona adjacente ao Parque Eduardo VII, mas ganha pela localização, a escassos minutos do centro da cidade. É feito à medida de clientes mais exigentes, ou, se quisermos ir pelo caminho dos anglicismos, é um hotel corporate, equipado com salas de reunião e outras maiores para eventos. A cadeia hoteleira está a transformar o spa Organic e o ginásio, apostando numa componente medicinal, ou seja, além de massagens de relaxamento, há tratamentos de osteopatia e acupunctura, assim como no ginásio há serviços de fisioterapia e tratamento clínico. O hotel dispõe de um bar – o Unique – e de um restaurante no -1, o Salvo Seja, que serve almoços buffet mas futuramente conta servir jantares. 

Publicidade
11
Fenicius Charme Hotel
©DR
Hotéis

Fenicius Charme Hotel

icon-location-pin Lisboa

O Fenicius Charme Hotel é o mais recente três estrelas de Lisboa. Fica na Baixa e ocupa um edifício moderno com uma decoração inspirada em personalidades portuguesas conhecidas, como José Saramago ou Fernando Pessoa. Tem um terraço e vista para a cidade e nos quartos há fotografias de Lisboa. 

12
Memmo Principe Real
©Time Out Lisboa
Hotéis, Hotéis de charme

Memmo Príncipe Real

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Ao passar o beco estreito e escuro, é possível que se pergunte se está no sítio certo. Mas siga sem medos, vai valer a pena: o Memmo Príncipe Real, o primeiro boutique hotel de 5 estrelas no bairro, abriu há um ano, foi eleito em Novembro pela revista Monocle como um dos melhores hotéis urbanos do mundo e fica (bem) escondido, mas tem uma vista incrível sobre a cidade de Lisboa, com o Castelo de São Jorge lá no alto da outra colina. O edifício do hotel do grupo Memmo, que tem outras unidades em Sagres e em Alfama, é novo, mas está perfeitamente enquadrado na arquitectura da cidade e do bairro.

Mais escapadinhas

white exclusive suites & villas
©Paulo Goulart Photography
Coisas para fazer

Escapadinhas de Lisboa: os melhores novos turismos

Diz-se escapadinha de uma viagem de curta duração, normalmente assente nos alicerces de uma ponte de feriado ou construída sobre uns dias subtraídos às férias grandes – mas  não negamos que também podem ser as férias uma grande escapadinha. O que interessa aqui é que passámos em revista o último ano e escolhemos as melhores novidades de hotéis, turismos rurais e guesthouses de norte a sul do país, ilhas incluídas. Deixamos-lhe assim uma sugestão de 19 novos turismos que valem a viagem. Já escolheu a sua escapadinha de Lisboa? Agora faça o favor de ir dar uma volta e diga que vai daqui.

Longboard Dancing Sunsets - Sealand Santa Cruz
©Luis Firmo
Coisas para fazer

Escapadinhas de um dia a partir de Lisboa

É para ir e voltar (a opção de ficar a dormir é por sua conta, e também vale a pena) com estes destinos que não ficam a mais de uma hora de distância de Lisboa. De Cascais a Óbidos, siga algumas sugestões para ir num pé e voltar noutro. Apontamentos culturais, sugestões carregadas de história, mesas simpáticas. Está tudo à mão de semear de Lisboa, para ir e voltar no mesmo dia, e ainda assim mudar de ares. Tome nota desta lista de escapadinhas e diga-nos afinal qual vai ser afinal a desculpa para não passear? 

Publicidade
Viagens

City Breaks. Cinco escapadinhas urbanas para os próximos meses

Para partir já ou para planear com tempo, você decide como vai ser. São destinos clássicos com dicas mais inesperadas, perfeitos para uma fuga de fim-de-semana (ou um pouco mais). Sempre dissemos que o que faz em casa é consigo, o que faz na rua é connosco – seja aqui, ou noutro lugar qualquer do mundo. Vai daí, deixamos-lhe cinco ideias para aproveitar algum fim-de-semana grande que possa aproveitar para fazer uma escapadinha na Europa. São city breaks que vão saber a férias – bem programado nem terá de gastar muito.

Publicidade