Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Pousadas em Lisboa para descansar nos intervalos dos passeios

Pousadas em Lisboa para descansar nos intervalos dos passeios

Está à procura de um poiso para a sua próxima visita à capital? Conheça estas pousadas em Lisboa.

Pousada de Lisboa
Time Out Lisboa Pousada de Lisboa, no Terreiro do Paco, Lisboa, Portugal.
Por Raquel Dias da Silva |
Publicidade

O termo “pousada” significa, segundo o dicionário online Priberam, uma “paragem numa casa para descansar indo de jornada”. Também significa um “conjunto de quatro molhos de trigo ou centeio que devem dar um alqueire”, mas isso agora não vem ao caso. A verdade é que quando imaginamos uma pousada, a experiência é muito diferente do que quando imaginamos um hotel. As pousadas afiguram-se mais distintas, como se estivessem num campeonato à parte, mas também mais familiares, como se fossem uma casa (grande, grande, grande) de família. As Pousadas da Juventude, por exemplo, são alojamentos despretensiosos, perfeitos para os viajantes de mochila às costas (a noite mais barata custa, em média, 14€ numa camarata). Mas não se pode esquecer das Pousadas de Portugal, às vezes em hóteis luxuosos, mas sempre recheados de história, na arquitectura, na decoração ou na origem. Descubra estas pousadas em Lisboa.

Recomendado: Três quartos de hotel onde tem de dormir uma vez na vida

Pousadas em Lisboa para descansar nos intervalos dos passeios

Pousada de lisboa
Fotografia: Diana Tinoco
Hotéis

Pousada de Lisboa

icon-location-pin Santa Maria Maior

Não queremos ser picuinhas, mas antes de apresentarmos a Pousada de Lisboa é preciso esclarecer uma coisa: aquilo a que geralmente associamos ao conceito de pousada, não é nada do que vai encontrar aqui. Esta Pousada com P grande instalou-se num edifício pombalino do Terreiro do Paço, onde funcionou em tempos o Ministério da Administração Interna – uma escolha que não teria nada de muito extraordinário, não fosse o facto de este prédio em particular estar sob a alçada do Arco da Rua Augusta, condição que lhe valeu o título de Monumento Nacional. Lá dentro, um hotel luxuoso, arejado e cosmopolita que não se envergonha de assumir a cultura portuguesa como parte do seu ADN: nos espaços dedicados à arte – entre corredores e salões convivem estátuas da monarquia com tapeçarias de Nadir Afonso e esculturas de Santo António –; na preservação da traça original do edifício, com tectos altos e chão em tábua corrida; e na cozinha, onde o chef Tiago Bonito promete (e cumpre) honrar a tradição à mesa com reinterpretações arrojadas dos clássicos da gastronomia. Não é um hotel museu, mas pouco falta. Para apontar alguma falha à Pousada, teríamos de chamar o Marquês à pedra por não se ter lembrado de fazer um jardim nas traseiras. Para quem vem a Lisboa à procura de sol, há um pequeno terraço com espreguiçadeiras no terraço, com acesso à piscina interior, ao ginásio e ao spa.

pousadas
Booking.com
Hotéis, Albergues

Pousada da Juventude de Lisboa

icon-location-pin São Sebastião

Não interessa se está só de passagem ou a pensar ficar por mais uns dias. A Pousada da Juventude de Lisboa está situada a uma curta viagem de metro das principais atracções da cidade, assim como do aeroporto. Tem quartos partilhados e privados. Se optar por ter colegas de quarto, conte com cacifos, luzes de leitura individuais e acesso a casas-de-banho partilhados. Para que possa repôr energias facilmente, há máquinas de venda automática com bebidas e snacks, assim como uma cafetaria aberta das 09.00 às 18.00. Há ainda uma sala de jogos com mesas de bilhar e outra com televisão. 

Publicidade
pousadas em lisboa
Booking.com
Hotéis, Albergues

Pousada da Juventude do Parque das Nações

icon-location-pin Parque das Nações

Construída para receber os jovens que viajaram de todo o mundo para ver a Expo 98, esta Pousada da Juventude, além de Wi-Fi gratuito, há quartos duplos, twin e dormitórios masculinos e femininos por onde escolher. Alguns dos quartos dispõem de acesso a casas-de-banho privativas, mas cada acomodação está equipada com aquecimento, guarda-roupa e secretária. Depois há os espaços comuns. Os hóspedes têm à sua disposição, por exemplo, um restaurante self-service, uma cozinha partilhada para preparar refeições ligeiras e uma sala de estar com televisão para relaxar ou conviver, como preferir. Fora de portas, está bem situado, já se sabe. Num raio de um quilómetro, encontra tudo o que precisa: farmácia, health club, bares, cafés e até o pitoresco Jardim do Passeio dos Heróis do Mar e a icónica Torre Vasco da Gama com vistas panorâmicas sobre o Rio Tejo e para Lisboa.

palacio ramalhete
©DR
Hotéis

Palácio Ramalhete

icon-location-pin Santos

Desta vez, curiosamente, não há relação entre uma coisa e outra e o nome do hotel é rapidamente explicado pelos azulejos com girassóis que acompanham a escadaria de pedra do edifício. Situado na Rua das Janelas Verdes, perto do Museu Nacional de Arte Antiga, é muito mais do que um hotel com uma fachada bonita. Entre os nove quartos e sete suítes, não há dois iguais. Alguns têm vista para o Tejo, outros estão virados para o pátio interior, mas todos se mantêm fiéis à arquitectura original, com chão em tábua corrida, grandes janelas e tectos trabalhados. O momento “uau” acontece quando se abre a porta da suíte que era a antiga cozinha da casa, com uma lareira enorme e espaço até dizer chega. Mas depois, quando conhecemos a suíte da capela, com as paredes em azulejo e a cama king size, o nosso coração divide-se e ficamos em empate técnico. Não demoramos muito a perceber que o Ramalhete tem duas caras: uma mais clássica e outra mais moderna. Os espaços exteriores albergam uma simpática piscina aquecida e um par de pequenos terraços e varandas, onde é servido o pequeno-almoço buffet e algumas das especialidades do bar (que, não sendo um restaurante, tem boas opções para refeições dentro de portas).

Publicidade
Booking.com
Hotéis

Casa Balthazar

icon-location-pin Chiado

A três minutos a pé das Estações de Metro do Rossio e dos Restauradores, em pleno coração de Lisboa, a Casa Balthazar já faz parte da história da cidade. A espectacular vista sobre Lisboa, o charme interior e a sua excelente localização apaixonaram Balthazar Roiz Castanheiro, fundador da famosa Confeitaria Nacional. Desde então, há já cinco gerações que pertence à família, tendo sido outrora “A Fábrica”, de onde saíam os mais famosos bolos-rei de Portugal e tantas outras especialidades, como os pastéis de nata. A antiga fábrica é hoje o Restaurante Buenos Aires, que serve refeições tradicionais em conjunto com vinhos requintados. E todos os quartos e suítes dispõem de pequeno-almoço incluído e oferecido pela mais antiga e tradicional confeitaria de Lisboa. Algumas das acomodações incluem também uma varanda privada ou vistas panorâmicas.

Hotéis

Torel Palace

icon-location-pin Lisboa

No Torel Palace, um hotel de charme instalado em dois antigos palácios, encontra o melhor dos dois mundos: o ritmo acelerado que se espera de uma capital e a paz e sossego só conseguidos em ambiente rural. Lisboa não é o campo, é certo, mas ainda conserva alguns recantos onde impera o silêncio. A decoração rococó com dourados e floridos – se Maria Antonieta tivesse escolhido Lisboa como destino de férias, era quase certo que ficava aqui alojada –, é só um dos elementos diferenciadores deste hotel (com ambiente de pousada) que, sem espinhas, é o justíssimo vencedor do campeonato das panorâmicas mais instagramáveis da cidade: estende-se colina abaixo e oferece, a partir do jardim e da piscina, uma vista imbatível que encontra logo à frente o Miradouro de São Pedro de Alcântara, com o Tejo e a Baixa Pombalina à esquerda. O facto de estar isolado, bem escondido entre o Jardim do Torel e o Elevador do Lavra, não o torna menos concorrido, o que, tendo em conta o reduzido espaço exterior, pode significar algumas inquietações na hora de conseguir uma espreguiçadeira vazia no terraço. No entanto, os fins de tarde de copo na mão estão sempre assegurados, já que é por altura do pôr do sol que a varanda sobre Lisboa se transfigura para dar lugar a um dos bares ao ar livre mais exclusivos de Lisboa.

Publicidade
Pousada do Palácio de Queluz
D.R.
Hotéis

Pousada do Palácio de Queluz

icon-location-pin Grande Lisboa

Se quiser pernoitar e ter uma refeição em dois tempos — no de antigamente e no de agora — aproveite para conhecer a Pousada do Palácio de Queluz, instalada na Torre do Relógio, e o restaurante Cozinha Velha, dono de uma exemplar mesa de sobremesas que homenageia a doçaria conventual portuguesa. A juntar a ambos, há agora o Teatrinho de D. Maria, onde antigamente se encenavam peças para a rainha que, ciumenta, apenas autorizava que homens actuassem — mesmo nos papéis femininos. Com capacidade para até 30 pessoas, tanto dá para um almoço como para “assistir à final das Champions”, salientou Frederico Costa, administrador das Pousadas de Portugal. Neste espaço cénico pode provar estaladiço de perdiz, carré de borrego e torta de laranja com micro salada de citrinos e hortelã com raspas de chocolate.  

Coisas para fazer

Pousada da Juventude de Oeiras

icon-location-pin Oeiras

Sim, Oeiras não é Lisboa, mas faz parte da área metropolitana e vale a viagem. A Pousada da Juventude de Oeiras, também conhecida como Pousada de Catalazete, é de resto uma óptima opção para os jovens que querem conhecer Lisboa e a Costa do Estoril. A funcionar num forte remodelado, datado do século XVIII, encontra-se perto da praia de Carcavelos e de diversas infraestruturas desportivas e de lazer, como o complexo desportivo do Vale do Jamor, onde se encontra o Estádio Nacional e a piscina oceânica. Há ainda uma curiosidade interessante (mas não particularmente feliz): foi inaugurada como uma pousada e colónia de férias da Mocidade Portuguesa em 1959. Agora distingue-se, mas pelo terraço com vista para o mar, restaurante aberto todos os dias e apartamentos auto-suficientes.

Publicidade
Pousada do Castelo de Palmela
D.R.
Hotéis

Pousada do Castelo de Palmela

icon-location-pin Grande Lisboa

Visitar a Pousada do Castelo de Palmela é dar um salto no tempo sem a ajuda do Delorean. A menos de uma hora de carro de Lisboa, o antigo poiso da Ordem de Santiago está tão elevado que permite avistar o Parque Natural da Serra da Arrábida, o mar e as vinhas de algumas das adegas mais conhecidas do país (como as das casas Dona Ermelinda de Freitas, José Maria da Fonseca ou a Bacalhôa). Descubra o páteo do Pessegueiro, guardado no interior do castelo, numa refeição até 30 pessoas com a típica sopa caramela (uma vigorosa junção de batata, repolho, enchidos, feijão e cenoura) e empada de perdiz ou, noutra opção não menos substancial, caldo de caça com farófias de agrião e perna de porco assada.

Escapadinhas perto de Lisboa

Praia do pego
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Paraísos perto de Lisboa

Estamos a leste do paraíso. E a oeste, a norte e a sul também. Lisboa é tudo o que lhe mostramos todos os dias, mas é também uma cidade com uma localização privilegiada. Para um lisboeta, o céu pode esperar, que o paraíso está mesmo à porta. Boa viagem.

Publicidade
Quinta Pedagógica Burros do Magoit
©Quinta Pedagógica Burros do Magoit
Miúdos

Escapadinhas com crianças: atracções a menos de uma hora de Lisboa

“Mãe, pai, falta muito para chegarmos?” Se a pergunta insistente lhe é familiar, temos uma mão cheia de ideias para aproveitar os fins-de-semana e tirar as crianças de casa, mas sem ir para muito longe da cidade. A menos de uma hora de viagem de Lisboa, há atracções para miúdos e graúdos, mais ou menos irrequietos.

Publicidade