1 Gostar
Guardar

Entreter os miúdos sem gastar um tostão

Trazemos-lhe cinco programas grátis para gastar a energia das crianças e dar descanso à carteira dos pais

©Bruno Neves/Planetário
O Planetário é grátis no primeiro domingo do mês

Ficar em casa com este sol não é uma opção, mas muitas vezes gastar dinheiro também não. É por isso que lhe trazemos uma lista de cinco coisas para fazer com os miúdos sem gastar um tostão - seja visitar museus, subir às árvores ou descobrir uma bicicleta que voa.

Entreter os miúdos sem gastar um tostão

1

Cunhar uma moeda

Apesar de este ser um Museu do Dinheiro, a entrada é gratuita. Faça os miúdos sentirem-se como reis ao cunhar uma moeda à sua imagem, pegue numa barra de ouro de 12 kg e visite a exposição temporária. Tudo sem gastar um cêntimo.

Ler mais
Baixa Pombalina
2

Correr e subir às árvores

A Quinta das Conchas tem um vasto e bonito jardim onde as crianças podem brincar sem preocupações. Os pais podem juntar-se a elas para um jogo de futebol ou, se preferirem, relaxar junto a uma árvore. Aos sábados de manhã acontece um mercado de produtos biológicos que põe produtores e consumidores em contacto directo. Só gasta dinheiro se quiser.

Ler mais
Lumiar
3

Ver artefactos egípcios

As crianças nunca pagam, mas no primeiro domingo de cada mês os pais também não. Para além das exposições temporárias, há tesouros da arqueologia portuguesa e artefactos egípcios. Mostre aos seus filhos o poder do deus Rá.

Ler mais
Belém
Publicidade
4

Fazer um piquenique na Tapada das Necessidades

Sol pede jardins, e jardins pedem piqueniques. Até porque os miúdos precisam de ir repondo os níveis de energia que vão gastando. Leve-os até à Tapada das Necessidades com uma manta e um cesto nas mãos, e faça a fotossíntese enquanto eles se deliciam com as guloseimas que preparou. 

Ler mais
Estrela/Lapa/Santos
5

Ver uma bicicleta a voar

Entrar numa livraria não custa nada, por muito in que seja. Se ainda não levou os miúdos à Ler Devagar, na Lx Factory, sugerimos que o faça. Não prometemos que passem a ser devoradores de livros, mas pelo menos vão perguntar se podem subir para a bicicleta que voa.

Ler mais
Alcântara

Comentários

0 comments