Três sítios para tocar à campainha antes de entrar

Não são clubes privados, nada disso. São antes bares onde também não é para entrar à bruta. São três sítios para tocar à campainha antes de entrar
Fotografia: Francisco Santos
Publicidade

Delim-delão. E só não é cabeça de cão porque não estamos aqui a falar de animais, nem de nomes fofinhos para cães, antes de bares, onde se bebem alguns dos melhores copos da cidade. O bom deste delim-delão é que do outro lado não lhe vão perguntar quem é, vão simplesmente deixá-lo entrar porque afinal é um cliente como outro qualquer e ninguém em nenhum destes três sítios lhe vai perguntar o nome e o número de segurança social. Mas sim, são três sítios para tocar à campainha antes de entrar: Red Frog, Pavilhão Chinês e Foxtrot. Bem-vindo. 

Recomendado: Os melhores bares históricos em Lisboa

Red Frog Cocktail
Fotografia: Arlindo Camacho
Noite, Bares abertos de madrugada

Red Frog

icon-location-pin Avenida da Liberdade

Em 2018, o bar da rã vermelha foi considerado o 92º melhor do mundo pelo The World’s 50 Best Bars (sim, que neste género de lista diz-se sempre que são cinquenta mas a lista vai até aos 100). Também ganhou quatro prémios no Lisbon Bar Show. Não nos surpreende: foi bar do ano nos Bar Awards 2017 da Time Out Lisboa. E é um dos poucos na cidade onde tem de tocar à campainha. Estão prometidas novidades para breve.

 

Pavilhao Chines
© Lydia Evans / Time Out
Noite

Pavilhão Chinês

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Foi o último bar aberto por Luís Pinto Coelho, empresário da noite lisboeta que também fundou bares como O Procópio, A Paródia, entre outros. Tem uma colecção de Action Men (como todos os bares de Luís Pinto Coelho que além de empresário era coleccionador de antiguidades), entre outras parafernálias decorativas. E campainha. 

 

Publicidade
Fox Trot
©DR
Bares

Foxtrot

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Mobília antiga, estilo art deco, neste bar de 1978, onde pode conversar sem ser espiado. Achamos nós. Pelo menos sempre aprendemos a ter privacidade nos espaços criados por Pinto Coelho. Os jornalistas encontravam-se por lá com fontes, as fontes com os jornalistas. Daí a porta estar fechada, daí ter de tocar à campainha. 

 

Sair à noite em Lisboa

Damas
Fotografia: Inês Calado Rosa
Noite

Os melhores bares na Graça

Lá de cima, vê-se a cidade como de nenhum outro lugar. Mas nem só de miradouros vive a Graça. Há muita coisa nova a dar nas vistas, mesmo depois do sol se pôr. Descubra os melhores bares na Graça, um bairro cheio de turistas mas que não abdica de ter vida própria. 

Popular Alvalade
Arlindo Camacho
Noite

Os melhores bares de Alvalade

Não é o destino óbvio quando se fala em noite, mas em Alvalade também há vida depois das seis e aos fins-de-semana. Para tomar um aperitivo ou um digestivo, para dar volta ao bilhar grande, abanar as ancas ou a cabeça. Traçamos-lhe um mini-roteiro noctívago. Estes são os melhores bares de Alvalade.

Publicidade
Alfaiataria
Fotografia: Ana Luzia
Bares

Os melhores bares em Santos

“E se o não-sei-quantos quer ser cá da malta, tem de beber este copo até ao fim…” A música repete-se nos bares das redondezas, a menos que queira fugir dos shots a 50 cêntimos e da ressaca monstruosa do dia seguinte. Nestes bares estará a salvo. A verdade é que Santos tem bem mais do que isso. Tem um bar que era um antigo alfaiate, outro que é uma casa e até um bar de teatro. Ou seja, tem tudo e estes são os melhores bares em Santos.  

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com