A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Amélia Lisboa
©Arlindo Camacho

Brunch em Lisboa todos os dias da semana

Estes pequenos-almoços reforçados já não são só para os fins-de-semana. Aqui há brunch todos os dias da semana.

Escrito por
Inês Garcia
Publicidade

Não há alfacinha que, fim-de-semana sim, fim-de-semana não, não procure um sítio para brunch. Mesas fartas, refeição demorada. Mas a verdade é que o brunch deixou de ser exclusivo do fim-de-semana – e ainda bem. Antes de ir trabalhar ou em jeito de almoço, escolha um destes sítios para comer bem, e muito, e ainda ganhar energia para a semana. Estes 20 sítios são uma amostra das mesas fartas com ovos, croissants ou smoothie bowls para todos os dias da semana. Já sabe onde é que vai ser o brunch?

Recomendado: Os melhores brunches em Lisboa

Brunch em Lisboa todos os dias da semana

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Grande Lisboa

O menu de brunch do Cotidiano, no Chiado, está disponível todos os dias e inclui iogurte com granola, pêra assada, frutos vermelhos, manteiga de amendoim caseira e mel, escolha de ovos (mexidos, estrelados ou escalfados), bacon e abacate, húmus de beterraba, fatias de pão da Gleba, pão de cereais caseiro, café ou latte (15€).

  • Restaurantes
  • São Vicente 
  • preço 2 de 4

Bárbara Natário e Chrystal queriam um café com pequeno-almoço para todas as horas do dia mas não queriam entrar só no conceito da moda. No Magnólia, em São Vicente, há todos os clássicos, dos ovos às panquecas, mas tudo com influências de outras gastronomias. Pode construir o seu próprio menu: há os americanos devil eggs, uma espécie de ovos verdes, recheados com a gema, maionese, açafrão e com chilli por cima (3,50€) ou, do mesmo continente, as panquecas com mirtilos e xarope de ácer (5€). As influências mexicanas estão nos huevos divorciados (9€) e nas quesadillas com feijão e queijo (6€), as brasileiras estão nas tapiocas doces ou salgadas, o Médio Oriente está na shakshuka com pão naan de pistáchio e cereja, caseiro (8€) e há Grécia numa tempura de feta acompanhada por geleia de limão e canela caseira, com tostas de tapenade de azeitona (6€). 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Dinamarquês
  • São Sebastião

Não dá para traduzir o nome deste café numa só palavra nem sequer pronunciá-lo bem à primeira, mas nós ensinamos já essa parte – é hue-gah. Fica em Picoas e os donos quiseram trazer para Lisboa o conceito nórdico de bem-estar, felicidade e partilha com os outros. A ementa apresenta algumas especialidades nórdicas, como as smørrebrød, ou mini panquecas dinamarquesas. Todos os dias servem brunch, com dois menus individuais – o mysa, com croissant e compota caseira, taça de iogurte com granola e frutos vermelhos, uma sanduíche aberta à escolha e um mini cinnamon roll (10€); e o fika, com pão fresco e croissant, uma tábua de queijo e fiambre, manteiga e compotas e um bun com ovos mexidos, bacon e tomate assado (13€). Se for com companhia, peça antes o menu hygge, pensado para dois, com pão e croissants, tábua de queijos e fiambre, taça de iogurte, tosta de abacate, duas sanduíches abertas, e cinnamon rolls (20€). 

  • Restaurantes
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Fernando Sá e Thiago Silva abriram o Zenith no Porto em Maio de 2017 com mesas carregadas de comida em pratos instagramáveis e com cocktails a acompanhar – sem menus e com a ideia de mostrar que "brunch é mesmo uma refeição, como o almoço e o jantar, e não é um pacote". A norte foi um sucesso tal que o trouxeram para Lisboa, para o pé da Avenida da Liberdade. Tem tudo para o fazer feliz: tostas de abacate com ovos escalfados panados (sim, isto existe), panquecas ou taças de açaí brasileiro com granola.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cafés
  • Campo de Ourique

A namorada do Nicolau Lisboa chama-se Amélia e é uma dama da alta sociedade que decidiu ter o seu próprio negócio, na mesma linha do do namorado, na Baixa, conhecido pelo brunch disponível todos os dias e pelas panquecas. O café da Amélia é em Campo de Ourique. A comida anda ali entre o saudável e o instagramável, mas aqui com “mais capricho” e muito mais opções na carta. O menu de brunch custa 15€ e inclui uma panqueca, sumo de laranja, iogurte com fruta e granola, tosta de abacate ou de salmão fumado e uma bebida quente. Por mais 5€ há ovos benedict. Por outros 3€ rega este brunch com uma mimosa.

  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Cais do Sodré

A Tease da Rua de São Paulo, no Cais do Sodré, tem menus de brunch e de pequeno-almoço todos os dias da semana, a partir das 9.00. O mais simples inclui uma taça de iogurte com fruta e granola, uma bebida quente e uma torrada com manteiga e doce ou um croissaint (5€). A partir deste menu-base pode acrescentar sumo de laranja (o valor total sobe para 6,5€), ovos mexidos (7,5€) ou as duas coisas (9€). À parte há as sempre imbatíveis tostas de abacate com ovo (mais 5,50€), de manteiga de amendoim e banana (4€), e uns ovos com tomate e queijo parmesão (6€). Isto sem contar com as quatro a cinco variedades de cupcakes por dia, o ex-líbris da casa, com massas, recheios e coberturas coloridos a (2,20€ cada).

Publicidade
  • Restaurantes
  • São Sebastião
  • preço 2 de 4

A Paleo Kitchen, o restaurante em Picoas que dedica o seu menu aos alimentos que os nossos antepassados pré-históricos comiam, tem três menus de brunch durante toda a semana (e com horário alargado ao fim-de-semana). Há ovos, carne e doces bem doces em quantidades que deixariam qualquer homem das cavernas cheio de forças. Há uma opção mais leve (17€) que inclui um sumo, uma das bebidas quentes – cafés de filtro, capuccinos, chás ou milkshakes de amêndoa e baunilha –, um prato bem composto com uns ovos mexidos muito cremosos, abacate, bacon e tomate assado, e umas miniaturas doces para o final – um brownie, um muffin de maçã e bolo de laranja. Há mais dois, de 23€ e de 27€, com mais opções.

  • Restaurantes
  • Chiado/Cais do Sodré

Aqui há ovos – seja early bird ou não – para pôr no prato e nas redes, graças ao neón em forma de ovo estrelado pendurado na parede. O forte da casa é o menu do it yourself, ao qual chamaram Constructor (10€): primeiro escolhem-se dois ovos, que podem ser estrelados, mexidos, escalfados ou em omelete, e depois dois acompanhamentos. Há também menus já feitos: o inglês, o americano ou o Benedict, que diferem nos ovos e nos acompanhamentos, com bebida, entrada (granola ou salada de frutas), e doce final à escolha entre panquecas e pão de banana.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Estrela/Lapa/Santos

Brunch a la carte. O Fauna&Flora sustenta-se em comidas naturais e frescas e opta por não ter menu de brunch, mas a ementa adequa-se bem à ocasião, com sugestões como o açaí bowl (6,50€), as panquecas green, de matcha com lemon curd (6,50€), as salgadas, com bacon, ovo estrelado e maple syrup (6€), a tosta botânica (7€), as várias pastas para mergulhar cenouras e pepinos (a partir de 3€) 
e o mini-burger do bosque (6€). Além disto há sumos, smoothies e cocktails.

  • Restaurantes
  • Cafeteria
  • São Vicente 

A Maria Limão já não vive só na carrinha estacionada no Miradouro da Senhora do Monte, na Graça. O negócio cresceu e ganhou um poiso fixo no bairro. Às bebidas frescas e crepes que já existiam (todos com a opção gluten free, com massa de trigo sarraceno), juntaram-se as opções de pequeno-almoço, nas quais se destaca a panqueca cheia de mirtilos e o menu de brunch, que existe todos os dias a todas as horas e inclui uma panqueca (simples, com toppings), iogurte grego com granola, meia tosta (de abacate, salmão ou tomate e mozarela), uma bebida fria e uma quente (9,50€).

Publicidade
  • Restaurantes
  • Alcântara

Desde Abril deste ano que a clínica de terapias não convencionais da Lx Factory deixou de ter apenas uma cafetaria complementar ao projecto – foi feito um upgrade e tornou-se o primeiro restaurante terapêutico em Portugal, com um menu adaptado à necessidade de cada pessoa. Aqui o brunch inclui uma panqueca (há com chocolate ou frutos vermelhos), bruschetta e bowl doce à escolha (15,50€).

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Baixa Pombalina

Tudo o que está na carta serve bem para pequeno-almoço, almoço ou lanche mas é o menu de brunch que enche o olho tanto de turistas como de lisboetas, que quase todos os dias fazem fila à porta. Além da generosa panqueca, inclui uma taça de iogurte com fruta e granola (feita todos os dias de manhã com óleo de coco e bocadinhos de banana para a adocicar), tosta de abacate com pimenta-caiena ou de salmão, um sumo de laranja e café ou chá (13€).

Publicidade
  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Chiado

O brunch do Casinha, bem conhecido mais a norte, é servido em bonita loiça azul a todas as horas do dia: traz uma sopa ou um iogurte grego com compota; um croissant ou um scone; uma fatia de bolo ou salada de fruta; e ainda uma sanduíche ou uma fatia de quiche com salada ou ovos mexidos. A bebida quente ou fria também está incluída – escolha entre limonada com hortelã pimenta, groselha com frutos vermelhos, um café frappé ou latte machiato.

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Chiado

O café vienense da Rua Anchieta está a introduzir um novo horário de brunch durante a semana, para ver se ganha energias para o dia de trabalho. Os menus, disponíveis também ao fim-de-semana em horário alargado, têm nomes impronunciáveis – mas nós ajudamos a decifrar. Há o Wiener Frühstück com pão austríaco, croissant e bolo de mármore; o Kaffeehaus Frühstück com fiambre, salame, queijos brie e emmental, ovos com cebolinho e muesli com iogurte e mel ou o típico Wir sind Kaiser, com salsicha em molho de guisado à moda de Salzburgo e ovos mexidos.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cafés
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Serve brunch todos os dias, a qualquer hora e com os preços mais económicos da cidade. Ora veja: para uma pessoa, há o brunch Alfacinha (7€), com croissant, cesto de pão, iogurte, compota, requeijão, manteiga de ervas e uma bebida à escolha – para duas é 12€. O menu Leitaria tem o mesmo do anterior mais uma tábua de fiambre e queijo, salmão fumado, queijo de cabra, mel e nozes – para uma pessoa é a nota certa, para duas é 12€.




  • Restaurantes

O Dear Breakfast quer prolongar (e melhorar) as manhãs, com ovos de todas as maneiras e feitios, tostas e sumos naturais. Toda a atmosfera foi pensada ao pormenor para ser uma boa maneira de começar bem o dia: a luz não é agressiva, os aromas são suaves, as cadeiras são em veludo azul e rosa e a música é sempre chill.  O brunch aqui chama-se "pequeno-almoço completo" e inclui tostas, compota e croissants, um prato de ovos, um sumo de laranja, smoothie e salada de fruta (14€).

Publicidade
  • Restaurantes
  • Cafés
  • Santos
  • preço 2 de 4

Este café pequenino e minimalista tem quatro menus de brunch. O verde, mais saudável, traz uma boa torrada de abacate com queijo feta e quinoa e ovos estrelados no ponto, além de iogurte com granola. Já o amarelo, mais inglês, vem com ovos estrelados, salsicha fresca, feijão do bom e um waffle com chocolate para adoçar, enquanto o vermelho inclui ovos mexidos, umas fatias de bacon bem estaladiço e uma fresca salada de tomate, verdes e abacate, iogurte e panquecas com banana e caramelo. Por último, o azul, é composto por ovos mexidos, tosta de queijo creme e salmão, e waffle com caramelo e frutas.

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Santa Maria Maior

Veterano na arte de servir brunches, o Pois, Café tem quatro menus disponíveis à semana. O mais simples é o egg (6,90€), com dois ovos estrelados, bebida quente, pão e manteiga; há o vital (9,50€), com bebida quente, sumo de laranja ou do dia, salada de frutas e uma boa taça de iogurte com cereais; o skandi (11€), com o pão alemão escuro pumpernickel, queijo, ovo cozido, requeijão, bebida quente e sumo natural; e ainda o Pois (14,50€), que além das bebidas tem um prato de queijo e carnes frias, doces variados, cesto de pão e manteiga.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Mexicano
  • Santos

Os donos do minimalista Dear Breakfast abriram outro queridinho para pequenos-almoços mas com ritmos latinos e ADN mexicano, o Chérie Paloma. O menu de brunch inclui uma bebida quente e outra fria, entre as quais margaritas spicy, para começar o dia em altas, tortilhas, guacamole e um prato principal à escolha. Pode optar pelos huevos rancheros, com ovos fritos e feijão, os a la mexicana, mexidos com tomate, jalapeños, batata e feijão, ou até a versão mexicana dos Benedict, com salsa verde, bacon e batata. Também tem tacos de novilho, de frango ou em versão vegetariana como opção. Tudo disponível também à carta.

  • Restaurantes
  • Mercearias finas
  • Baixa Pombalina

Não é a mais tradicional das frutarias. Esta tem o chão em mármore axadrezado polido, paredes em madeira, uma horta vertical, mesas e um quadro em ardósia preto carregadinho de sugestões para comer e beber, dos sumos naturais às smoothie bowls. É uma frutaria do século XXI. O brunch inclui uma bebida quente (do café singelo ao chai latte, uma mistura de especiarias), um sumo natural, uma bowl e um prato de ovos (escalfados ou mexidos, servidos em fatia de pão tostado) ou panquecas (15€).

Mais opções para pequeno-almoço em Lisboa

  • Restaurantes

Ovos são a estrela de qualquer brunch ou mesa de pequeno-almoço farta, sejam eles na versão estrelada, mexida ou escalfada. Os ovos Benedict, escalfados e banhados depois com molho holandês, vieram dos Estados Unidos e instalaram-se nos menus de uma série de restaurantes e cafés em Lisboa. Há dúvidas acerca da origem deste prato, mas a primeira receita que existe destes ovos é de 1894. Há uma data de variações dos ovos Benedict: os Florentine são com espinafres ao invés do tradicional fiambre, os Royal são com salmão fumado. São servidos em pão brioche (ou noutro tipo de pão, como o bolo do caco) e podem ser uma refeição completa.

  • Restaurantes

Com uma mesa farta à frente, é possível que perca a cabeça e se esqueça daquela resolução que fez no início do ano para evitar panquecas com chocolate derretido ou outros doces pecaminosos logo pela manhã. Se a sua refeição preferida é o brunch e anseia por ovos, tostas de abacate e um docinho, nós ajudamos. Nestes restaurantes em Lisboa vai encontrar banquetes e grandes pequenos-almoços garantidos, mas com conta, peso e medida. São brunches saudáveis, sem culpas e com atenção à qualidade do produto e à sua sazonalidade.  

Publicidade
  • Restaurantes

Acha que a sua receita de panquecas é a melhor do mundo? Dê folga à frigideira lá de casa, rume a um destes cafés especialistas em pequenos-almoços e brunches e fique a conhecer boas panquecas, redondas, fofas, leves ou densas, mais altas ou mais baixas, das doces e carregadinhas de chocolate às novas versões fit, feitas com aveia e com muita fruta. Para um grande pequeno-almoço (olá brunch), um almoço diferente (que estas torres de panquecas são bom alimento para o resto do dia e existem até em versões salgadas) ou um lanche como deve ser.  

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade