15 menus para o jantar de passagem de ano

Pode começar a marcar estes menus para a passagem de ano já

©Fabrice DemoulinBrinde no Bistro 100 Maneiras

É noite de glamour (dizem) e em que vale a pena subir a parada para se despedir do ano velho e abraçar as novidades de 2018. Seja: damos-lhe uns quantos menus de passagem de ano para quem quer deixar uma nota preta na mesa. E se não está para gastar assim tanto, também arranja aqui o que comer na última noite do ano.

15 menus para o jantar de passagem de ano

1

Café Buenos Aires

4 /5 estrelas

Se tem alguma suprestição com escadas para as 12 badaladas, considere o Café Buenos Aires, mesmo à beira das escadinhas do Duque – são degraus que nunca mais acabam. O último menu do ano tem várias opções para as entradas, pratos pricipais e sobremesas, mas há que escolher apenas uma de cada, entre ceviche de peixe branco e caviar vegetariano, caril de amendoim da Guiné ou tira de carne argentina braseada, por exemplo.

Preço: 50€

Ler mais
Chiado
2

Duplex

3 /5 estrelas

Uma boa opção se o espectáculo de fim de ano no Terreiro do Paço está nos planos da noite. No Duplex começa-se nas vieiras com crumble de tapioca e champanhe, segue-se com barriga de porco preto e puré de maçã ou um risotto de carabineiros. No final, há parfait de framboesa com chocolate branco e frutos vermelhos, antes de se ir ouvir Lena d'Água.

Preço: 85€ (com bebidas incluídas)

Ler mais
Cais do Sodré
Publicidade
3

O Asiático

No restaurante oriental do chef Kiko ca última refeição de 2017 arranca com produto português. O camarão do Algarve junta-se ao yuzu para a entrada e em direcção ao final da noite há lavagante, wagyu e rabo de boi. Finalize com matcha e o pé direito.

Preço: 115€ (135€ se reservado nas últimas 48 horas). Inclui bebidas com excepção de vinhos.

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
4

JNcQUOI

4 /5 estrelas

É uma das aberturas do ano e a festa de passagem de ano vem em jeito de celebração eufórica. Para começar, o bar é aberto; a ementa está cheia de produtos de luxo, desde o carabineiro confitado em manteiga de limão kaffir, ao foie gras trufado. E acaba tudo com passas, claro.

Preço: 250€ (com bar aberto)

Ler mais
Avenida da Liberdade
Publicidade
5

Olivier Avenida

4 /5 estrelas

No Olivier Avenida os últimos segundos do ano fazem-se a abrir uma garrafa de Moet & Chandon (para cada duas pessoas). Até esse derradeiro momento há um couvert recheado com carpacio de polvo ou foie gras e mini tacos de caranguejo real, Wellington de bacalhau para prato de peixe e lombinhos de vitela branca, entre outros pratos de um menu com oito capítulos.

Preço: 185€ (com bebidas incluidas)

Ler mais
Avenida da Liberdade/Príncipe Real
6

Topo

No alto do Martim Moniz pode esperar sentado pelo ano novo. Ou de pé. Na sala oriental há um menu para aproveitar à mesa que começa com um tártaro de ostra e flute de espumante e segue com um arroz do mar e lavagante e magret de pato, entre outros pratos. Com vista para a Praça e para o Castelo, na sala ao lado, há uma colecção de finger food onde se encontram um canapé de tártaro de salmão, gyozas de carne, mini brás de bacalhau e novilho e polenta frita. Acaba tudo com uma mesa de queijos e outra de sobremesas. Para quem pagar mais 40€ há festa com bar aberto.

Preço: sala oriente 90€; menu finger food 75€ (ambas com bar aberto durante a refeição)

Ler mais
Martim Moniz
Publicidade
7

Alma

4 /5 estrelas

E acabar 2017 com uma estrela Michelin? O chef Herique Sá Pessoa juntou quatro snacks, dois amuse bouche, seguidos de pregado, presa de porco ibérico, tudo acompanhado dos vinhos escolhidos pelo sommelier Gonçalo Patraquim.

Preço: 290€ (bebidas incluídas)

Ler mais
Chiado
8

Gorki e Largo ao Tacho

A agência de comunicação Right Buddy está a fazer da meia-noite na Praça das Flores uma acção solidária. No Gorki - Tapas nas Flores o jantar é para partilhar não só na mesa. À entrada há cabazes onde se deixam prendas para três associações (o Centro Romi, O Cantinho da Milú e o Pinheiro Bombeiro). Na mesa, há petiscos para dividir como os espargos trigueiros com presunto, lombo de salmão e mil folhas de beringela. A iniciativa acontece também no Largo ao Tacho, onde se come strudel de camarão, naco de vitela com foie gras e queijo da serra e um petit gateau com gelado de nata e caramelo a finalizar a refeição.

Preço: 35€ (em ambos os restaurantes)

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
Publicidade
9

Boa Bao

4 /5 estrelas

No ponto asiático do Largo Bordalo Pinheiro não há menus especiais para entrar em 2018, mas há pratos específicos desta altura no ano a Oriente. Não precisa de fazer reservas para pedir um muc chien mam me vietnamita – uma entrada de lulas fritas com sal e pimenta e um molho de tamarindo – ou o filipino e natalício ginataang kalasaba –porco com feijão-chicote e abóbora. A sugestão é rematar tudo com um sticky rice, que é como uma diz um arroz glutinoso com côco e manga.

Ler mais
Chiado
10

SUD Lisboa

São as primeiras festas abertas ao público desde a abertura do SUD Lisboa no Verão de 2017. No edifício do SUD Terrazza há um menu de seis pratos preparados por Marco Legittimo acompanhados de trompetista, vocalista e dj – inclui lagosta e camarão vermelho cru de mazzara ou fillet mignon de vitela em crosta de ervas com fondant de batata. Mesmo ao lado, do SUD Hall há uma festa  temática: “Crystal Night by SUD Lisboa Hall" promete performances artísticas, música e traje de gala para a refeição de Angel Reyes: medalhões de lavagante e canellone de camarão e lombo de novilho corado, marmelada de cebola e macadamia com batata gratin são dois dos seis pratos.

Preço: SUD Terrazza 250€ (bebidas incluídas); SUD Hall 290€ (bebidas incluídas)

Ler mais
Belém
Publicidade
11

Pesca

Esta passagem de ano é em alto mar. Por causa dos pratos, entenda-se. Diogo Noronha pensou um menu de degustação de nove momentos com caviar de esturjão, ouriço, lagostim, robalo ao sal. Acaba tudo em terra, com uma floresta negra.

Preço: 190€ (bebidas incluídas)

Ler mais
Princípe Real
12

Faz Figura

O mote é o pensamento de muitos ao soarem as 12 badaladas: "ano novo, vida nova", isto porque o restaurante vai fechar para obras em 2018 e esta será uma das últimas refeições a servir. Há amuse bouche, entrada, prato de carne, de peixe e sobremesa – vai-se da morcela à posta mirandesa, passando pelo bacalhau confitado e acabando na coroa de abadessa da Alcôa.

Preço: 100€

Ler mais
São Vicente 
Publicidade
13

Bistro 100 Maneiras

4 /5 estrelas

É o "admirável bistro novo", diz o comunicado de imprensa: novos cocktails e pratos que fazem referência à nova carta que terá o Bistro 100 Maneiras. Na última noite do ano há um menu de degustação com sete momentos e alguns snacks: vão provar-se lombo de borrego em pistáchio, pregado, creme de carabineiro e tártaro de veado.

Preço: 230€ (bebidas incluídas)

Ler mais
Chiado
14

Quanjude

3 /5 estrelas

No restaurante conhecido pelo pato à Pequim os menus de passagem de ano não fogem a este clássico. Há duas ementas, uma de 25€, outra de 35€ – a mais cara com entradas diferentes e duas sobremesas – em que se pode comer o pato à Pequim ou o robalo com molho agridoce. Não é o ano novo chinês, mas tem oriente.

Preço: 25€ ou 35€ (ambos com vinhos incluídos)

Ler mais
Parque das Nações
Publicidade
15

Varanda do Ritz

A passagem de ano é no salão nobre e tem menu de nobreza, realmente: lavagante azul confitado, cherne com pimenta da Tasmânia e vitela de leite. Já se sabe que o dress code é a condizer.

Preço: 350€ (bebidas incluídas)

Ler mais
São Sebastião

2017 em restaurantes

Os melhores novos restaurantes de 2017 em Lisboa

Foi um ano em que Lisboa ganhou muita comida do mundo e em que a cozinha de autor continuou a crescer na cidade. Não se perca no arquivo da Time Out nem em pesquisas na internet: lembramos-lhe so essencial dos melhores novos restaurantes de 2017 em Lisboa e ainda recuperamos o que os críticos Alfredo Lacerda e Marta Brown disseram sobre alguns deles.

Ler mais
Por Inês Garcia

O melhor que comemos em Lisboa em 2017

Um ano de refeições por novos (e não só) restaurantes lisboetas é muito e são muitas boas refeições. Revisitámos as críticas de Alfredo Lacerda e Marta Brown para a Time Out Lisboa e chegámos a um top 10 que não desilude. É este o menu de degustação deste ano que passou.

Ler mais
Por Inês Garcia
Publicidade

São estes os chefs do ano Time Out

Um restaurante para dez com técnica francesa no coração de Lisboa, outro para 18, em Sintra, com técnica japonesa sob o olhar português e um último que está a apostar tudo em trazer toda a informação sobre o produto e o produtor para a mesa, sem medo de ter um menu de degustação exclusivamente vegetariano num restaurante de Estrela Michelin. André Lança Cordeiro, Pedro Almeida e João Rodrigues são os chefs do ano para a Time Out graças aos seus projectos diferenciadores e com atenção ao detalhe. Conheça-os melhor e saiba para onde caminham. Recomendado: O melhor que comemos em Lisboa em 2017 Os melhores novos restaurantes de 2017 em Lisboa

Ler mais
Por Inês Garcia

Comentários

0 comments