A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jesuítas
Fotografia: Duarte DragoJesuítas da Evian

Os melhores bolos de Benfica são de comer e lamber por mais

Adora bolos? Espreite este breve guia de Benfica para gulosos e adie a dieta por mais uns tempos.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Se pesquisar na internet “melhores bolos de Benfica”, o Google sugere “melhores golos do Benfica”. Por isso aqui estamos nós a corrigir o trabalho de um motor de busca. Fomos à procura dos melhores bolos de Benfica, desde deliciosos bolos triangulares aos clássicos pastéis de nata, passando por bombas calóricas americanas e croissants de lamber os dedos e salivar por mais. Está de dieta? Depois compensa com treinos ao ar livre, nos parques e jardins da cidade. Agora não se deixe atrapalhar pelas resoluções de ano novo e vá lanchar com a família ou entre amigos. O resto do dia até corre melhor, vai ver.

Recomendado: Sítios para visitar em Benfica: meia dúzia de atracções a não perder

Os melhores bolos de Benfica são de comer e lamber por mais

  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Benfica/Monsanto

Em 2016 esta pastelaria de Benfica venceu o concurso “O melhor pastel de nata”, organizado pelo festival Peixe em Lisboa. Foi então que a Pastelaria Fim de Século ganhou fama nacional, mas os habitantes do bairro já conheciam bem as iguarias que ali se produzem. O pastel de nata é uma especialidade, mas toda a pastelaria do dia e as miniaturas merecem uma trinca. Existe uma sucursal, a Fim do Século II, na Estrada de Benfica.

  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Benfica/Monsanto

Quando, no século XVIII, o Marquês de Pombal tentou expulsar os jesuítas, não podia adivinhar que eles um dia viriam a ser adorados em Benfica. Não como ordem religiosa, mas como deliciosos bolos triangulares. A pastelaria Evian tem os melhores exemplares desta espécie, mais pequenos e pesados que os jesuítas convencionais, carregados de doce de ovos e cobertos de pedaços de amêndoa.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Sete Rios/Praça de Espanha

Existe um pastel de Belém há mais de um século, um pastel da Mouraria há meia dúzia de anos e um pastel de São Domingos de Benfica desde 2015. Por este andar, em 2090 há um pastel para cada bairro de Lisboa. Mas vamos com calma. O Pastel de São Domingos resultou de um concurso promovido pela Junta de Freguesia que desafiou todas as pastelarias a criar uma receita original tendo a alfarroba como ingrediente obrigatório. O Califa saiu vencedor da Grande Batalha dos Pastéis com uma espécie de reinterpretação do pastel de nata.

  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Benfica/Monsanto

Aqui não se fazem as coisas pela metade. Falamos do croissant, claro, que é generoso em tamanho, um dos pontos diferenciadores da nova Croissanteria Tradicional. O de assinatura é uma mistura entre brioche e folhado, mas também está disponível o clássico croissant francês – que até tem uma versão vegan. Para lhe dar um toque extra, há opções doces e salgadas. Para os gulosos destaca-se o tradicional doce de ovo com amêndoa, a maçã e canela, o caramelo salgado e a nutella.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Benfica/Monsanto

Existem hoje quase tantas croissanterias em Lisboa como postos dos CTT – motivo: os correios não param de fechar e as padarias modernas não param de abrir. A Pão de Chocolate (agora O Meu Croissant by Pão de Chocolate) abriu no final de 2015 e é uma referência nestas meias-luas comestíveis (será quarto crescente ou quarto minguante?). Há de dois tipos, francês e brioche, que podem depois ser compostos nas “croissandes” da vossa preferência. E sim, o recheio pode ser Nutella, seus degenerados.

Lisboa é um doce

  • Compras
  • Chocolates e doces

Com a chegada de adoçantes naturais e outros substitutos do açúcar, como a stevia ou o xilitol, as guloseimas estão em crise. Mas sem necessidade, pois tudo é saudável quando ingerido em moderação. Assim, deve estar a par das lojas mais doces de Lisboa, não vão os desejos aparecer. Nestes espaços encontra de tudo um pouco: rebuçados, cupcakes, brigadeiros, chocolates simples ou recheados, gomas e muitas outras iguarias. O mais difícil é mesmo escolher mas, na dúvida, faça um roteiro pela cidade e pare em todas casas de doçaria que lhe apresentamos nesta lista.

  • Restaurantes
  • Geladarias

Basta o sol brilhar e a temperatura subir um pouco que um gelado torna-se logo no melhor aliado – ainda para mais agora, depois de um confinamento, estamos todos desejosos de um raio de sol e uma brisa na cara. Dos sabores de fruta, pêra, limão ou framboesa, aos clássicos, como pistáchio, chocolate negro ou avelã, o céu é o limite no mundo dos gelados (ou gelatos, que são cada vez mais as perdições italianas na cidade). E a verdade é que a lista das melhores gelatarias não pára de engordar de ano para ano. Nesta selecção, tem das mais antigas às mais recentes, incluindo o lugar perfeito (talvez o único) para apreciar um gelado alcoólico servido em cocktail ou como shot. Coma (ou beba) rápido, antes que derreta.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade