Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores restaurantes africanos de Lisboa

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Cantinho do Aziz
©DR

Os melhores restaurantes africanos de Lisboa

Nestes restaurantes africanos, onde vale a pena sentar à mesa, não há apenas cachupa, muamba, caril ou banana frita.

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Não é difícil comer boa comida africana em Lisboa. Sobretudo os pratos típicos dos países africanos de língua oficial portuguesa. Seja em estabelecimentos típicos daqui e dali, como a Casa de Angola ou a Associação Caboverdeana, mas também a Tambarina; seja em restaurantes com uma maior abrangência geográfica como a Casa Mocambo, especializada numa cozinha afro-lisboeta, ou a Roda Viva, que vai do sul de Moçambique a Cabo Verde. Estes e outros (como o excelente Cantinho do Aziz) são alguns dos melhores restaurantes africanos de Lisboa. Garantimos-lhe uma viagem de sabores que o vão confortar.

Recomendado: Os melhores restaurantes do mundo em Lisboa

 

Os melhores restaurantes africanos de Lisboa

Cantinho do Aziz
Fotografia: Arlindo Camacho

Cantinho do Aziz

Restaurantes Pan-africano Castelo de São Jorge

Tem onda de tasquinha portuguesa, com pratos do dia ao almoço, mesas corridas e empregados despachados, mas o que sai da cozinha são especialidades moçambicanas. Uma dica: esqueça as bem boas chamuças, os caris de caranguejo ou as muambas de galinha, e arrisque pratos menos vistos como a ikala, o makoufe ou o bakra piripiri.

Associação Caboverdeana

Restaurantes Pan-africano Avenida da Liberdade

Fica no último piso de um prédio ao pé do Marquês de Pombal e é o sítio perfeito para provar uma cachupa ou qualquer um dos pratos que fazem parte da gastronomia cabo-verdiana. O menu varia todos os dias, mas a muamba, o bife de atum, o caril de frango e a cachupa são sempre uma certeza.

Publicidade
CASA DE ANGOLA
©DR

Casa de Angola

Restaurantes Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Desde 1970 que a Casa de Angola tem as portas abertas a quem queira matar saudades ou mesmo ficar a conhecer o que é a verdadeira moamba de galinha com funge, um puré branco de farinha de milho ou de mandioca. Às sextas e sábados deixe entrar na sua vida um bom mufete, peixe grelhado com feijão de óleo de palma, banana pão e mandioca.  

Roda Viva

Restaurantes Alfama

A comida do sul de Moçambique é a especialidade do Roda Viva. E de facto há caril de caranguejo e de camarão, galinha de amendoim e outros pratos típicos como o makofo ou a matapa. Mas não é o único que se come aqui: também há cachupa e até comida de inspiração portuguesa.

Publicidade

Casa Mocambo

Restaurantes São Vicente 

De portas abertas desde 2016, a Casa Mocambo é um restaurante, mas também bar e galeria de arte. E o espírito africano e a mestiçagem são transversais a todas estas vertentes. Ao nível da comida, isso traduz-se numa carta onde pratos pan-africanos se cruzam com a gastronomia portuguesa.

estrela morena
Fotografia: Ana Luzia

Estrela Morena

Restaurantes Chiado/Cais do Sodré

A cachupa é a especialidade da casa. Uma receita de família de Edna Brito, à frente deste restaurante, pequenino e familiar, com o irmão Vítor Santos. Consoante o dia da semana há uma receita diferente, mas conte sempre com cachupa de carne ou guisada com atum (8€). Há também um bom bife de atum com banana frita e polvo estufado à moda de Cabo Verde.   

Publicidade

Tambarina

Restaurantes Chiado/Cais do Sodré

Aqui serve-se a comida tradicional cabo-verdiana, com especial destaque para a cachupa de carne, de peixe ou a especial, em meias doses (7€) ou doses completas, para duas ou três pessoas (14€). Há também muamba de galinha, mandioca com carne de vaca e uma sobremesa de coco com leite condensado cozido muito gulosa. Tudo isto com música ao vivo de quarta a domingo.

A flor da laranja
©Manuel Manso

Flor da Laranja

Restaurantes Bairro Alto

É um dos raros restaurantes verdadeiramente marroquinos no centro de Lisboa. Aberto desde 2004, continua a servir bons pratos do país, sem nunca ter introduzido outro tipo de comidas para agradar a turistas. Há tajines de borrego com ameixas caramelizadas, que acompanham com batata doce, sultanas, mel e canela, favas com azeite e azeitonas, espinafres com limão ou beringela com tomate, ou cuscuz tradicional.

Publicidade
IBO
Fotografia: Ana Luzia

Ibo

Restaurantes Pan-africano Cais do Sodré

É um bom restaurante de comida moçambicana, com queda para os caris, mas não só. Entre outras coisas, há chacuti de cabrito, camarões selvagens à Laurentina, frango à zambeziana e até uns bons bifes do lombo. Não é propriamente barato, mas o cenário e localização mesmo em cima do Tejo tornam tudo mais agradável. 

Oliveira's

Restaurantes São Sebastião

Sem grande pretensões, no Oliveira’s come-se boa comida moçambicana. Há vários pratos de caril, camarão frito à zambeziana, frango à cafreal, chacuti e sarapatel. Tudo acompanhado por um bom picante, aliás, vários bons picantes. O menu inclui também alguns pratos portugueses – peixes e carnes grelhadas, bifes e bitoques – mas isso é o que menos interessa.

Para algo diferente

Muito Bey - Tapas
Fotografia: Manuel Manso

Os melhores restaurantes do Médio Oriente em Lisboa

Restaurantes

Esqueça as mil e uma noites e coloque o mindset mais nos mil e um pratos. Temos Turquia, Líbano, Síria e o estilo do Médio Oriente inteiro: muitos pratos para partilhar e o pão como estrela da mesa. Nem precisa de pegar na bússola para rumar a Oriente, basta pegar nesta lista e orientar-se por estes restaurantes do Médio Oriente em Lisboa.

El Bulo
Fotografia: Arlindo Camacho

Os melhores restaurantes latino-americanos em Lisboa

Restaurantes Pan-sul-americano

Tacos, moquecas, ceviches, empanadas e guacamole podem já não causar estranheza no palato. Isso tem uma razão, é que a cidade tem visto nascer pedaços dedicados à cozinha do lado de lá do Atlântico com bastante frequência nos últimos anos. Viajámos de Norte a Sul, de costa a costa, entre México e Argentina, Chile e Brasil, provámos o que de melhor se trouxe ao prato e resumimos-lhe, em lista, o resultado final dos nossos achados. Mesmo que o tango não seja a sua especialidade, que o samba não lhe acerte o passo, ou que o sombrero não sirva as medidas, nada tema. Os melhores restaurantes latino-americanos em Lisboa estão de portas abertas e de mesa posta para que possa embarcar de estômago cheio nesta viagem. E claro, não esqueça os brindes de mezcal, caipirinha ou pisco sour em mão. 

Publicidade
Ajitama ramen bistro
©Manuel Manso

Os melhores restaurantes japoneses em Lisboa

Restaurantes Japonês

A cozinha japonesa apareceu em Lisboa nos anos 1980 mas só nos anos 2000 atingiu o seu boom. Nos últimos anos a oferta de restaurantes tem crescido em larga escala por toda a cidade, em parte por culpa dos buffets de sushi que democratizaram a relação dos portugueses com estas pecinhas de arroz e peixe cru. Nem tudo o que abriu, porém, tem a qualidade de matéria-prima desejada ou mãos que a saibam tratar como merece. Comida japonesa não é, de todo, só sushi, mas há já umas boas mãos-cheias de restaurantes que servem sushi de qualidade confeccionado com talento, seja ele mais ou menos tradicional. Até porque a qualidade do peixe português é uma dádiva para os sushimen a operar em Lisboa, sejam eles mais tradicionais ou adeptos da cozinha de fusão. Porém, há cada vez mais restaurantes japoneses onde o sushi assume o papel secundário e mostram o melhor da gastronomia do Japão. Comprove-o num destes 22 restaurantes japoneses em Lisboa. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade