Três sítios para beber chocolate quente

Esqueça o chá ou o galão. Quando o frio aperta, a bebida perfeita é o chocolate quente, e estes são os melhores sítios onde o pode beber em Lisboa

Fotografia: Arlindo Camacho

Cremoso, com ou sem chantilly por cima, quente e bem docinho. O frio chegou e é a altura certa para aquecer as mãos numa chávena de chocolate a fumegar e colocar a gulodice em dia. Escolha um destes três sítios para beber chocolate quente com a certeza que são bons.

Recomendado: As melhores esplanadas para fingir que é Verão

Três sítios para beber chocolate quente

Kaffeehaus

Chama-se Hausgemachte heiße Schokolade, mas só precisa de decorar a tradução: chocolate quente. A receita vem do país de origem dos donos, a Áustria, e é feita com barras de chocolate austríaco, leite e mel português. Por cima leva chantilly. Ou seja, é bem docinho.

Preço: 3,60€

Chiado

Delidelux

É feito com chocolate da marca francesa Monbana, misturado com leite meio gordo ou, se quiser, leite de soja ou leite sem lactose. E pode ou não levar natas por cima. Depende do nível de gulodice.
 
Preço: 2,90€
 

São Vicente 
Publicidade

Bettina & Niccolò

É Bettina, a matriarca da família Corallo, que recebe os clientes na loja/fábrica no Príncipe Real, onde faz cerca de 10 quilos de chocolates todos os dias para assegurar a frescura da obra-prima. O chocolate quente é o ex-líbris da casa, em versão pequena ou grande, com a espessura certa e um sabor incrível. 

 

Preço: 1,75€ (pequeno)/3,50€ (grande)

Princípe Real

Mais gulodices em Lisboa

Três sítios para comer azevias

Não faltam em nenhuma mesa de Natal mas também vão bem com uma bica logo de manhã. Se as quiser a tempo da Consoada, o melhor é correr para encomendar nestes três sítios.   Recomendado: Natal em Lisboa

Por Catarina Moura

Os melhores chocolates de Lisboa

As feiras de chocolate tornaram-se eventos gourmet de massas. Apareceram mercados e mercadinhos da especialidade por todo o país e são um sucesso. Há quem diga que o cacau é um vício, há quem garanta que tem substâncias psicotrópicas – e isso poderá explicar em parte o fenómeno. Seja o que for, é bom, e Lisboa tem cada vez melhor oferta, seja em estado bruto, seja transformado em alta pastelaria.

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

As melhores pastelarias com fabrico próprio de Lisboa

Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje, aproveite o pequeno-almoço, o lanche ou até qualquer hora do dia para ir experimentar as especialidades destas seis pastelarias com fabrico próprio. Prepare-se para sair de barriga cheia.

Por Mariana Morais Pinheiro

Comentários

0 comments