Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer sobremesas com doce de leite

Três sítios para comer sobremesas com doce de leite

Uma tentação, o doce de leite conquistou Lisboa e os lisboetas. Saiba onde comer as melhores sobremesas com esta gulodice

Santini - Petit Gateau Doce de Leite 1
Fotografia: Manuel Manso Petit Gateau de doce de leite do Santini
Por Mariana Correia de Barros e Raquel Dias da Silva |
Publicidade

Não importa qual é o seu preferido – se é o da lata, se o feito do zero, o brasileiro ou o argentino. A verdade é que o doce de leite é dos melhores néctares açucarados usados na arte da cozinha, uma tentação para os mais gulosos. À base de leite e açúcar, é tradicional de vários países da América Latina. Na Venezuela, o doce é tradicionalmente feito na cidade de Coro, onde é vendido puro ou com chocolate, o famoso dulce de leche con chocolate. No México, é feito com metade de leite de vaca e metade de leite de cabra. Por cá, também é feito de muitas maneiras e surge tanto em gelado como em bolos. Esqueça a dieta e descubra o trio sagrado desta sobremesa clássica reinventada. 

Recomendado: Três sítios para comer churros

Três sítios para comer sobremesas com doce de leite

tres leches
Pistola y Corazon
Restaurantes, Mexicano

Pistola y Corazon

icon-location-pin Cais do Sodré

Se a taqueria mais famosa da cidade é farta em tacos, a nível de sobremesas tem só e apenas uma opção. Um pastel de tres leches, cuja base é um bolo de esponja de manteiga, mergulhado em três tipos de leite – um deles o doce de leite, claro –, coberto com pedaços de nozes.

Preço: 3€

churros
El Clandestino
Restaurantes

El Clandestino

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

A descrição é tão boa quanto o prato: jardim de churros. Chega à mesa um frasco bonitinho com doce de leite, espuma de lima e uma terra de cogumelos, com pequenos churros. O que tem a fazer: agarrá-lo de imediato e mergulhar os palitos até ao fundo.

Preço: 5,50€

Publicidade
Petit gâteau de doce de leite
Santini
Restaurantes, Geladarias

Santini

icon-location-pin Chiado

O gelado de doce de leite é uma realidade no Santini, apesar de nem sempre estar no menu. Porém, há uma outra iguaria que faz as delícias de todos os que têm um “sweet tooth”: o petit gâteau de doce de leite. Chega à mesa bem quente e tudo o que tem de fazer é espetar uma colher para o rio da massa interior (de doce de leite, já dissemos?) escorrer pelo prato. Pode vir com ou sem gelado.

Preço: 2,30€ (+2,90€ gelado)

Mais gulodices

Tarte de Amêndoa - Composição
fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

As melhores tartes de amêndoa em Lisboa

Quando se trata de avaliar uma simples tarde de amêndoa, a fasquia sobe, porque nenhuma é tão boa como a da mãe, a da avó ou a que a madrinha fazia. A base tem de ser molhadinha q.b, ter uma cobertura estaladiça mas igualmente húmida, bem caramelizada mas com sabor forte a amêndoa. Bem sabemos que linha entre uma boa tarte e uma com uma base dura ou um nível de amêndoa desadequado é muito ténue, por isso a equipa Time Out foi à prova. Elegemos estas como as melhores tartes de amêndoa em Lisboa. Ala, que se faz tarte.

Boubou's - Pavlova
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Três sítios para comer pavlova

Parece um bolo meio desfeito mas é na verdade uma pavlova, um bolo com base de merengue feito pela primeira vez em homenagem à bailarina russa Anna Pavlova. Deve ser o equivalente a um espectáculo de fogo-de-artifício na boca, como diria Remy, o rato do Ratatouille, ou seja, deve ser crocante por fora e macio e suculento por dentro. Depois pode ter vários toppings mas o mais habitual são as frutas frescas, dos morangos às cerejas. Se não tem vagar para seguir a receita à risca em casa, e por mais desleixado que este bolo pareça, não é fácil.

Publicidade
Brigadeiros - Ponto mais doce da Cidade
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Três sítios para comer brigadeiro

São pequenas bolinhas de felicidade importadas do Brasil, mais especificamente de São Paulo. E não é fácil resistir a este doce que na sua versão mais tradicional é feito à base de leite condensado e chocolate (qual bomba calórica) e com uma preparação relativamente rápida e fácil de reproduzir em casa. Entretanto já há brigadeiros de todos os sabores, do amendoim ao morango, caramelo, caju, limão. Há até uns com nacionalidade luso-portuguesa que mantêm a base de leite condensando mas sabem a arroz doce, pastel de nata ou baba de camelo.

Publicidade