Sardinhas alternativas: três opções para as comer fora da brasa

Se sardinha na brasa não é para si, eis três sardinhas alternativas, sem espinhas, para continuar a comemorar as Festas de Lisboa.
Nigiri de sardinha braseada do Aruki
©DR Nigiri de sardinha braseada do Aruki
Por Inês Garcia |
Publicidade

A sardinha já começa a ficar gorda e já pinga nas grelhas espalhadas pela cidade e em vários restaurantes tradicionais ou não estivéssemos em Junho, esse querido mês de Festas e arraiais em Lisboa. Ainda assim é peixe que não agrada a toda a gente, alguns porque implicam mesmo com o sabor, outros porque preferem o primo carapau ou porque não se querem ralar com espinhas pequenas.

Em lombinho e braseada numa pequena bolinha de arroz, com especiarias ou com toque sul-americano, há três espaços em Lisboa que se dedicaram a arranjar alternativas de edição limitada, sem espinhas, em homenagem ao peixe da época.

Recomendado: Onde comer sardinha assada em Lisboa



Três alternativas à sardinha na brasa

tandoori sardines
©DR
Restaurantes, Indiano

Chutnify

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

O indiano moderno que chegou ao Príncipe Real em 2017 deu um toque indiano às sardinhas. No mês das Festas de Lisboa, têm um novo prato: as tandoori sardines. Chegam à mesa acompanhadas por uma salada bem portuguesa com pepino, tomate e cebola (7,50€). Obrigatório beber um dos cocktails de autor da casa.



A Time Out diz
Nigiri de sardinha braseada do Aruki
©DR
Restaurantes, Japonês

Aruki

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

O Aruki, Sushi Delivery by Confraria entrega sushi ao domicílio em Lisboa e também tem uma loja para take-away. Até ao final do mês, acrescentaram às muitas opções de hosomakis, temakis ou gunkans, um nigiri de sardinha braseada. É vendido em três unidades a 4,90€ e as quantidades diárias são limitadas.

Publicidade
Happy hour Los Santos do Segundo Muelle
©DR
Restaurantes

Segundo Muelle

icon-location-pin Cais do Sodré

O restaurante peruano do Cais do Sodré juntou-se às celebrações populares alfacinhas e criou a happy hour Los Santos com um prato com a sardinha do chef que é, nada mais nada menos, do que um filete de sardinha envolvido num creme de abacate com molho picante de pimentos, com tomate e cebola, sobre uma fatia de pão tostado. Esta happy hour inclui ainda dois pisco sours, por 18€. Está disponível até dia 24.

A Time Out diz

Restaurantes tradicionais em Lisboa

pátio 13
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Bairro a bairro: onde comer durante os Santos Populares em Lisboa

Junho é mês de Santos Populares em Lisboa e de assadores improvisados nas ruas, para assar sardinhas e entremeadas e comer em mesas corridas, em largos ou becos que se tornam restaurantes por estes dias. Porque há quem não dispense um pé de dança e bailarico mas ainda assim prefere ficar sossegado a jantar num restaurante antes de seguir bairro acima, bairro abaixo para um arraial, fizemos uma selecção de restaurantes para comer a comida mais tradicional, da sardinha à entremeada na brasa, ou pratos que não têm nada a ver com a época, dos vegetarianos aos tacos. 

Publicidade
tripas do dom feijão, tema  526
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

O melhor da cozinha tradicional portuguesa em Lisboa

Demos uma volta ao país sem sair da cidade e reunimos uma colecção de grandes exemplares da cozinha tradicional portuguesa, região por região, servidos nos restaurantes de Lisboa. É muito provável que a sua comida de conforto esteja aqui. Esta é a nossa zona de conforto. 

Publicidade