Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer croissant do Porto

Três sítios para comer croissant do Porto

É um croissant de massa brioche e com uma calda brilhante bem apetecível. Pode prová-lo nestes três sítios em Lisboa.

Fermenta - Croissant do Porto
©Manuel Manso Croissant do Porto da Fermenta
Publicidade

Se no Porto encontra facilmente um destes croissants brilhantes (culpa de uma calda especial) em cada vitrine de uma pastelaria, em Lisboa a história não é bem assim. Os croissants lisboetas são normalmente folhados ou semi-folhados. O do Porto é de massa brioche e tem um aspecto bem guloso  são pincelados com uma calda que pode levar açúcar, água, maçã e vinho do Porto. Comidos só por si, simples, sem recheios, são bom pequeno-almoço ou lanche, mas também pode caprichar e pedir misto. Nestas três casas em Lisboa, é feita homenagem ao croissant do Porto como deve ser.

Recomendado: Os melhores croissants em Lisboa

Três sítios para comer croissant do Porto

Fermenta
©Manuel Manso
Restaurantes, Pastelarias

Fermenta

icon-location-pin Grande Lisboa

Bárbara Teles trouxe os mais famosos croissants do Porto, da Padaria Ribeiro, para Lisboa. A massa é fermentada e cozida nesta casa e é pincelado com uma calda com muitos ingredientes (além do açucar e água, lava maça e vinho do Porto), que lhes dá mais sabor e um brilho bem apetecível.

Preço: 1,40€

Padaria da Esquina
©Inês Félix
Restaurantes, Padarias

Padaria da Esquina

icon-location-pin Campo de Ourique

Mário Rolando, o profeta do pão, andou incessantemente à procura de um bom croissant do Porto em Lisboa antes de resolver meter as mãos na massa. Ao contrário dos croissants “de Lisboa”, normalmente folhados ou semifolhados, este é um brioche, mas também “não é um brioche qualquer”, reforça, porque “na fase da tendedura tem um maneio especial”. É feito com manteiga e também com massa-
mãe própria.


Preço: 1,30€

Publicidade
Restaurantes, Pastelarias

Padaria do Bairro

icon-location-pin Grande Lisboa

Esta cadeia de padarias tem uma montra sempre cheia de doces e salgados. Na variedade de croissants, os Porto, brioches, destacam-se pelo seu ar mais brilhante e apetecível, culpa da calda com que são pincelados.

Preço: 1,05€

Lisboa doce

Bolachas
©DR
Restaurantes

Os melhores sítios para comer cookies em Lisboa

Falam-nos em cookies (bolachas americanas com pepitas de chocolate) e viramos monstro das bolachas. Não dá para comer só uma, nem duas, nem três. Ainda para mais quando a massa ainda está quentinha (cuidado com a barriga) e os pedaços de chocolate são mesmo grandes e estão meio derretidos – mais vale criar uma torre e ir dando cabo dela, uma a uma. Nestes sítios encontra tanto as versões mais tradicionais como umas decadentes, com massa de chocolate e pepitas ou até recheadas. Faça o seu roteiro para lanches gulosos. Depois só tem mesmo de preocupar-se em limpar as migalhas. 

Confraria Lx - Tarte de Maça
©Inês Félix
Restaurantes

Três sítios para comer tarte de maçã

Tartes de maçã há muitas. Na versão mais tradicional, com recheio de puré de maçã ou com pedaços, cobertas com rodelas direitinhas e posicionadas de forma perfeita ou cortadas mais artesanalmente, tapada à maneira da boa tarte inglesa, ou na versão invertida, com maçã caramelizada (a famosa tarte tatin, inventada pelas irmãs Tatin, e que começou por conquistar franceses em Lamotte-Beuvron). É uma escolha sempre segura na hora de pedir a sobremesa, reconfortante e gulosa, ou não fosse muitas vezes acompanhada por uma bola de gelado de baunilha ou nata.  

Publicidade
Donnie Dough
©Manuel Manso
Restaurantes

Três sítios para comer brownies

Há parâmetros que todas as receitas de brownies devem cumprir. São feitos em tabuleiro, servidos em quadrados e devem ser húmidos, densos e macios mas sempre com muito chocolate (se não for team chocolate, opte pelo blondie, uma versão do brownie com baunilha). A receita original é americana e pode ter nozes na massa, para acrescentar uma textura crocante, e ser servido com uma bola de gelado. Nestes três sítios em Lisboa, encontra desde o mais tradicional à versão recheada ou em pote, para comer à colher. Há também uma versão com cookie dough no topo para aumentar a gulodice e outra com uns pozinhos de chá verde japonês matcha.  

Publicidade