Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer tomahawk

Três sítios para comer tomahawk

Carnívoros à caça de bons cortes de carne: nestes três restaurantes há tomahawk

Ofício
©DR Tomahawk do Ofício
Publicidade

A cidade está cheia de bons restaurantes para dar uso à faca de serrilha e ao dente, onde pode provar bons nacos de carne, dos cortes mais simples aos mais elaborados. O tomahawk é um corte de carne marmoreado, um efeito provocado pela gordura, servido com um osso que pode chegar até aos 30 centímetros o que significa que além de ser impressionante, pode precisar de chamar reforços para atacar esta carninha maturada. Seja fã da carne mal passada, ainda em sangue, ou mais tostada e bem passada, nestes restaurantes em Lisboa vai sair sempre feliz. 

Recomendado: Os melhores restaurantes de carne em Lisboa

Três sítios para comer tomahawk

Varanda Azul
©Manuel Manso
Restaurantes, Global

Varanda Azul

icon-location-pin Belém

O restaurante clássico no Estádio do Restelo voltou ao activo pelas mãos do dono do vizinho Matateu. Aqui não é tanto uma petisqueira, é um espaço mais premium que quer trazer de volta a tradição das refeições em família. Apostaram, portanto, nos cortes de carnes, essencialmente de vaca e algumas delas maturadas, para partilha. O tomahawk tem mais de um quilo, é de arouquesa, e é perfeito para duas pessoas.

Preço: 56,90€

Meat Me
©Inês Félix
Restaurantes

Meat Me

icon-location-pin Grande Lisboa

O nome é logo um convite a conhecer o mundo da carne (há até um sommelier de carnes para o ajudar na hora de escolher o corte e o tipo de carne). O tomahawk é de porco preto, uma peça de tamanho considerável, normalmente mais associada à vaca. O corte, nunca antes feito pelo produtor, a Montaraz, no Baixo Alentejo, foi ideia do chef Tomás Pires.

Preço: 35€

Publicidade
Ofício
©Inês Félix
Restaurantes, Europeu

Ofício

icon-location-pin Chiado

Neste restaurante há destaque para os ossos do Ofício, que é como quem diz boas carnes, todas com osso, e bons pratos tradicionais portugueses. Na primeira categoria está o tomahawk com 30 dias de maturação. Vem com dois acompanhamentos incluídos (à escolha).

Preço: 80€

Os melhores restaurantes em Lisboa

Tapisco - Paelha Negra
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa

Este é o roteiro perfeito para quem não é egoísta à mesa e gosta mesmo é de partilhar tudo, das amêijoas aos petiscos mais internacionais. Para almoçaradas de amigos, finais da tarde depois da praia, para melhorar dias de chuva, para lanches ajantarados ou até para jantares fora de horas. A arte de picar é bem típica portuguesa e calha bem a qualquer hora do dia ou qualquer refeição. Descubra aqui os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa, peça uma série de pratinhos em vez de um prato principal só para si e partilhe sem vergonha.  

Duarte Drago
Restaurantes, Mexicano

Os melhores restaurantes mexicanos em Lisboa

O melhor é pedir uma marguerita ou um cocktail com mezcal assim que chegar um destes restaurantes mexicanos em Lisboa – afinal a cozinha mexicana é conhecida pelo seu nível de picante (e aqui convém ter atenção às malaguetas assinaladas nas cartas, que não estão lá para enganar ninguém). As maiores influências desta cozinha vêm dos povos pré-colombianos e dos costumes dos colonizadores espanhóis, mas os pratos típicos variam consoante a zona (a partir da cozinha mexicana surgiu, entretanto, a tex-mex, que reúne os sabores do estado do Texas, nos Estados Unidos, com o México). A base da cozinha mexicana tradicional é o milho – daí que não seja fácil fugir às tortilhas, que acompanham quase todas as refeições –, o feijão e a pimenta. Prove os tacos, o chilli com carne ou as enchiladas. 

Publicidade
la paparrucha
©DR
Restaurantes, Argentino

Os melhores restaurantes argentinos em Lisboa

Dentro da gastronomia mais típica argentina, as carnes são o maior trunfo do país. Há bife chorizo (o chorizo é um dos cortes mais nobres na carne bovina argentina), parrilladas com diversos tipos de carne e linguiças na brasa, o lomo, uma carne macia cozinhado consoante a região ou as empanadas, petisco bem recheado com sabores mais ou menos exóticos (e com q.b de picantinho, mas sempre bem temperado). À hora da sobremesa, o melhor é nem pensar em calorias, que a ideia é lambuzar-se com dulce de leche e alfajores. Prove de tudo um pouco nestes restaurantes argentinos em Lisboa. 

Publicidade