Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right 11 bares para beber cocktails em Lisboa

11 bares para beber cocktails em Lisboa

Com ou sem chapeuzinho. Clássicos ou de autor. Há copos para todos. Estes são os melhores bares para beber cocktails em Lisboa

Por Raquel Dias da Silva |
Publicidade
Cocktails Time Out Market
Inês Félix

Falar da cultura de cocktails há uns anos era o mesmo que apelar a memórias forradas a papel de parede saído da década de 80, um cenário nem sempre muito estiloso. Felizmente o conceito levou um valente empurrão e hoje é comum ficar tão maravilhado com o resultado que até lhe dá dó arrumar com a bebida. Dito isto, pode começar a explorar esta lista de 11 bares para beber cocktails em Lisboa – dos que apostam nos clássicos aos que capricham na apresentação e trazem à mesa (ou ao balcão) alguns dos cocktails mais bonitos da cidade. Já bebeu o primeiro? Siga em frente sem hesitações, porque depois de um pode vir outro. Mas não se esqueça da fotografia da praxe para o Instagram, até porque se perder a conta aos copos sempre fica com um registo da noite para se lembrar onde é que deixou o quê.

Recomendado: Os melhores cursos de cocktails em Lisboa

Bares para beber cocktails

Red Frog Cocktail
Fotografia: Arlindo Camacho
Noite, Bares abertos de madrugada

Red Frog

Avenida da Liberdade

Na Rua do Salitre, o Red Frog recria o ambiente secreto dos speakeasies, os bares clandestinos que surgiram no início do século XX, durante a Lei Seca, nos EUA. Aberto desde 2015, com o ambicioso objectivo de pôr os lisboetas a beber cocktails, cumpriu (e ultrapassou) a ambição, com muito trabalho, uma das melhores garrafeiras da cidade e um conjunto de barmens alquimistas capazes de transformar qualquer bebida em ouro. Contra factos não há argumentos: o bar da rã vermelha foi eleito Melhor Bar de Lisboa nos Time Out Bar Awards 2017 e passados uns meses foi considerado o 92.º melhor bar do mundo pelos júris da competição The World’s 50 Best Bars. Com uma carta inspirada no muro do méxico, há cocktails com cores psicadélicas, banana ou pau santo.

Red Frog
Inês Félix
Bares

Monkey Mash

Avenida da Liberdade

O novo irmão exótico do Red Frog chama-se Monkey Mash e é o novo bar dos mesmos donos, no espaço do antigo Fontória. Com um ambiente descontraído e cocktails tropicais, os copos são simples e as bebidas centram-se em “cana, agave e exotic spirits”, conta Paulo Gomes, o cérebro dos cocktails dos dois bares. Por agora, conte com bebidas a saber a Verão, como o Monkey Daiquiri (8€), com rum, amendoim e banana; o Batucada no Leblon (9€), um high ball com cachaça, pisco, menta e morango; o Chance The Rapper (9,50€), com mezcal e sour fumado; ou o Horchata Sour (9,50€). No futuro, haverá snacks especiais para petiscar e a sala privada com um laboratório poderá funcionar para eventos como workshops ou team buildings.

Publicidade
Toca da Raposa
©Arlindo Camacho
Bares

Toca da Raposa

Chiado

Constança Cordeiro veio de Londres, onde esteve a aprender tudo o que sabe sobre mixologia, para abrir o seu próprio bar, onde todos os cocktails têm ingredientes frescos portugueses, como o azeite, a meloa ou a flor do eucalipto, uns do mercado, outros apanhados em dias de exploração do campo no Alentejo. Na ementa, estão os amigos da raposa e a própria Raposa (todos a 11€, com excepção da Cegonha, o cocktail sem álcool, a 4€). Já o espaço contempla mesas e serviço de sala para mais de duas dúzias de clientes, mas a peça central é uma ilha em mármore onde dá para nos sentarmos como numa mesa de jantar com espaço suficiente para se conseguir falar com a pessoa do lado que se acabou de conhecer – ou ignorá-la olimpicamente.

Cinco Lounge
© Lydia Evans / Time Out
Bares

Cinco Lounge

Chiado/Cais do Sodré

O culto dos cocktails em Lisboa começou com Dave Palethorpe. O seu bar do Príncipe Real, uma das zonas com melhor vida nocturna em Lisboa, continua a ser um dos melhores sítios na cidade para beber um bom cocktail de autor. E quem não gosta de álcool não tem de ficar a olhar para o ar, cortesia das listas de cocktails virgens e chás. É um daqueles espaços onde se começa como cliente e se acaba como amigo. E como o nome indica: nada de pressas. A carta é interminável e o bar é uma maravilha para conservar e beber, sem ganhar soluços. É um desvio mais do que justificado.

Publicidade
The Bar
©D.R.
Bares

The Bar

Princípe Real

A australiana Teresa Ruiz deixou o mundo da moda para abrir em Abril um bar de cocktails no Príncipe Real, no espaço do antigo Empório da Cerveja, que foi totalmente remodelado. Teresa encomendou um néon a um dos mais antigos especialistas da cidade onde se lê “I belong here” e chamou a street artist Tamara Alves para pintar uma das paredes. Entre as sugestões da carta estão as T’s margaritas (9€), a especialidade de Teresa, muito elogiadas pelos seus amigos, mas também cocktails clássicos. O barman que costuma estar atrás do balcão veio do Lux.

Time Out Bar, Mercado da Ribeira
Fotografia: Manuel Manso
Bares

Time Out Bar

Cais do Sodré

Bares há muitos, mas como este não havia nenhum. O Time Out Bar – TO Bar para os amigos – é o primeiro cocktail bar do grupo com o mesmo nome e o sítio perfeito para dar um “time out”. Como qualquer bar que se preze, serve cocktails exclusivos – mas também há as bebidas de sempre, dos mojitos às caipirinhas. Apetece-lhe algo que não está na carta? Peça ao barman, que ele faz. Copos pedem música e por isso há ainda um espaço reservado para DJ, com uma agenda renovada de actuações mês a mês. Celebre a estação quente e faça tchim tchim no Time Out Market, no Cais do Sodré.

Publicidade
cocktail week
©Humberto Mouco
Restaurantes

Bistro 100 Maneiras

Chiado

É capaz de ter o livro 100 Cocktails 100 Maneiras na prateleira, mas se calhar anda tão ocupado com festas que ainda não conseguiu arranjar tempo para preparar nenhum. Não faz mal. Jorge Camilo, chef de bar do Bistro 100 Maneiras de Ljubomir Stanisic, prepara-os por si. Na carta há clássicos que vão do Dry Martini ao Negroni, sem esquecer o Bloody Mary para a ressaca.  O conselho é que vá com tempo, que ninguém lê um livro a correr. E lembre-se que este livro está sempre a ser rescrito e uma ou outra coisa pode mudar na experiência para respeitar a sazonalidade e a disponibilidade dos ingredientes.

A Paródia
©Manuel Manso
Noite, Cafés/bares

A Paródia

Estrela/Lapa/Santos

Na década de 70, o fundador, Luís Pinto Coelho, tinha ali uma loja de antiguidades onde aconteciam tertúlias a favor da revolução. O nome é uma homenagem à revista de sátira de Rafael Bordalo Pinheiro e muitos dos seus desenhos estão nas paredes. Entre os clientes famosos está, por exemplo, José Cardoso Pires, que costumava monopolizar o enorme cinzeiro do balcão do bar e enchê-lo de beatas. O espaço à porta fechada tem um ambiente intimista e convida a largas horas de boa conversa acompanhadas de um copo. Os cocktails, dos mojitos de fruta aos daiquiris, feitos por Pedro Batista, estão bons e recomendam-se e são uma doçura mesmo em dias amargos.

Publicidade
Rio Maravilha
Manuel Manso
Restaurantes, Fusão

Rio Maravilha

Alcântara

O terraço do Rio Maravilha dispensa apresentações, assim como o chef responsável pela carta do restaurante, Hugo Dias de Castro, da Casa de Pasto. Na vertente bar, lado a lado com os clássicos, estão os cocktails de autor para beber de frente para o Cristo Rei – caso da Pop Queen (10€), uma margarita de framboesa e petazetas para ir dando aqueles estalinhos na língua. Agora no Verão, há sabores ainda mais frescos, como o Herbal Swizzle (9€), com Absolut, St. Germain, lima e ervas aromáticas; ou o Summer Breeze (9€), com Havana 3 años, La Quintinye Extra Dry, St. Germain, melão, sumo cítrico e hortel.

ferroviario
©DR
Noite

Ferroviário

São Vicente 

Depois de um ano gasto em remodelações, o Ferroviário voltou no Verão de 2018 a assumir-se como lugar de referência para as tardes e noites de Lisboa. O terraço continua a ser o centro nevrálgico de todo o espaço, agora redecorado em estilo despojado e tropical, povoado com mesas e candeeiros em verga, almofadas, muito verde nos balcões e no palco ao fundo, que serve de tela para sessões de cinema ao ar livre e poiso para músicos. A lista de cocktails não é extensa, mas entre os clássicos e os virgens, há opções para todos os gostos, desde mojitos ao famoso Cosmopolitan, a bebida perfeita para quem tenha um estilo de vida tão glamoroso quanto Carrie Bradshaw, em Sexo e a Cidade (1998).

Publicidade
Le Consulat
©Stefan von Laue
Hotéis, Pensão com pequeno-almoço

Le Consulat

Chiado

As más línguas dizem que é fácil adormecer em museus e que as galerias de arte contemporânea dão sono. No Largo Camões, o hotel Le Consulat vai mais longe e dá-lhe sofás e camas onde se pode estirar confortavelmente enquanto olha para obras de arte: algumas bebem-se. A lista não é extensa mas cada cocktail de autor é uma viagem: o Adelita (14€), o Bermuda's Triangle (10€), o Above The Clouds (14€) ou o Sakura (11€) são sempre tiros certeiros. Mas não deixe de experimentar o Santa Bárbara (10€), com Pisco 1615 Quebranta, ginginha Vila das Rainhas, aguardente vínica Mavem, limão e folha de eucalipto.

Mais bebidas

musa
Fotografia: Francisco Santos
Bares

Os melhores bares de cerveja em Lisboa

Lisboa tanto escava que haveria de chegar à cerveja. Entre bares, garrafeira, fábricas e “brewpubs” há cada vez mais e mais variados projectos ligados à cerveja em Lisboa. E ainda há espaço para mais. Estes são os melhores sítios para beber uma fresquinha.

Sushi Café Avenida & Gin Club
©Ana Luzia
Noite, Cafés/bares

Os melhores bares de gin em Lisboa

A história daquela que é uma das mais populares bebidas da actualidade em Lisboa já tem séculos. Na capital portuguesa há muito onde a provar, portanto, o melhor mesmo é seguir o nosso roteiro dos melhores bares de gin em Lisboa e aproveitar para fazer um brinde.

Publicidade
Donna Taça
Duarte Drago
Bares

Os melhores bares de vinho em Lisboa

Lisboa foi eleita um dos melhores destinos vínicos do ano no último número da Wine Enthusiast, revista de referência internacional no sector vitivinícola. Nesta lista, para se aconchegar ao fim do dia, reunimos os melhores bares de vinho da cidade, às vezes acompanhados de petiscos igualmente saborosos.

You may also like

    Publicidade