A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Bhout
Mariana Valle Lima

Ginásios em Lisboa para pôr o corpo a mexer

Aulas de grupo, máquinas de musculação, equipamento de cardio e muita força de vontade para dar corda às sapatilhas: eis o que vai encontrar nestes ginásios em Lisboa.

Escrito por
Francisca Dias Real
e
Joana Moreira
Publicidade

Há sempre aquele momento na vida em que pára para pensar como podia ter sido menos sedentário, comido melhor, feito mais exercício. Mas depois ocorre-lhe também sempre algum tipo de desculpa que o impede de dar o passo de se chegar à frente para se inscrever no ginásio. “Amanhã é que é”, “para o ano começo a sério”, “antes do Verão é que vai ser”: são só algumas das frases mais ouvidas na hora de sair da bolha do sedentarismo. Janeiro é, por excelência, para muitos o mês do regresso ao ginásio, mas durante o ano também há bons motivos para lá ir parar.

Para os bombadões, para quem quer perder massa gorda, para quem precisa de melhorar a postura, para quem quer aprender a dançar ou para quem gosta de descarregar o stress num saco de boxe – há espaço para todos. Aqui estão alguns dos melhores ginásios em Lisboa que lhe enchem as medidas (ou esvaziam, depende da perspectiva) e o ajudam a pôr, finalmente, o certo neste ponto da checklist. Mexa-se, vá.

Recomendado: Gaste calorias sem gastar dinheiro nestes ginásios ao ar livre em Lisboa

Ginásios em Lisboa

  • Coisas para fazer
  • Avenidas Novas

Ficar aborrecido com as máquinas habituais do ginásio não é desculpa nesta casa na Avenida da República. Chamar-lhe ginásio não está errado, mas aqui dentro, o treino foge ligeiramente às convenções. Quase tudo gira em torno das modalidades de combate, uma das tendências do momento no que toca a exercício. Crossfit, crossfight, krav maga, kick boxing, muay thai, MMA, jiu jitsu, boxe, yoga, power pilates ou calisténicos, são apenas algumas das modalidades que é possível praticar aqui. O 1 Fight tem uma app onde é possível marcar desde logo as aulas a que quer atender, sem se preocupar com senhas nem inscrições presenciais. Existe também serviço de personal training e nutrição. 

39€ (Seg-Sex 08.30-12.00 e 14.00-17.00 Sáb 9.00-17.00 Dom 9.00-14.00) e 69€ (livre-trânsito).

The Code
  • Coisas para fazer
  • Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

Se o que o apoquenta são as enchentes e a confusão dos ginásios de grandes cadeias, aqui esse problema está resolvido. O The Code define-se como um ginásio boutique, que prima por um tratamento mais exclusivo dos seus sócios, com oito modalidades: Combust – treino intervalado de alta intensidade com passadeiras sem motor e uma box de treino funcional; Collide, praticado numa sala com 40 sacos de boxe para as modalidades de combate, Suspend, treino em suspensão (TRX); Yoga; Pilates; Reborn (Flow e Stick Mobility); Intense (treino intervalado usando método de Tabata). A experiência de ginásio quer-se aqui mais intimista, e as pessoas até podem reservar o saco de boxe ou a passadeira através de uma plataforma. Depois do espaço nas Laranjeiras, o segundo The Code abriu no piso superior do Mercado 31 de Janeiro, no Saldanha. 

A partir de 14€ (um treino), 75€ (12 treinos), 69€ (passe).

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • São Sebastião

Nestes 850 m2 em São Sebastião o conceito de ginásio vai além do culto do corpo: a mente é uma peça chave deste puzzle. No Circle o exercício físico trabalha o potencial humano e todos os movimentos que o corpo consegue fazer, aliando a isso a tecnologia – por isso será normal não encontrar a habitual maquinaria de ginásio. Este é o primeiro espaço em Portugal a ter o método Prama, uma plataforma interactiva com estímulos sensoriais, que permite treinos de movimento, agilidade, coordenação, equilíbrio e força. Os treinos têm diferentes intensidades e são adaptados às necessidades de cada pessoa, sendo que as crianças também podem treinar. Nas outras salas, o Circle reúne equipamentos fitness como passadeiras skillmill, remos, ski, assault bikes e materiais para treino funcional livre, havendo também uma sala especial dedicada a treinos com personal trainer que são normalmente de recuperação, prevenção ou aumento de capacidades motoras. A saúde é também um dos focos de acção do Circle, e por isso há consultas de osteopatia, nutrição funcional e comportamental, e ainda um spa para tratamentos de relaxamento e regeneração. 

A partir de 89€/mês (12 meses, acesso ilimitado)

  • Coisas para fazer
  • Grande Lisboa

Esta cadeia está espalhada por todo o país. São verdadeiros clubes de cidade preparados para o receber a qualquer hora do dia e da semana com a maquinaria necessária a monitorizar vários tipos de treino. Pode participar nas aulas de bodypump, TRX, cycling, yoga, bumbum fit ou spinning, mas quem prefere um treino personalizado há a possibilidade de ter personal trainer. 

A partir de 19,90€.

Publicidade
  • Desporto
  • Boxe e kickboxe
  • Avenidas Novas

Kolmachine é a alcunha de Pedro Kol, campeão europeu de kickboxing (disciplina K1, categoria -62 kg) e dono desta academia de desportos de luta, onde pode soltar toda a raiva acumulada com umas luvas de boxe calçadas. Tem várias aulas de kickboxing para iniciados e avançados, aulas de boxe puro e duro e até uma turma só para mulheres, chamada Kolmachine Angels, com treinos de uma hora onde além do kickboxing, se treinam pernas, glúteos e abdominais (em suma, tudo o que importa).

A partir de 40€/mês ou 25€ (aula avulso).

  • Coisas para fazer
  • Aulas e workshops
  • Campo de Ourique

É um estúdio escuro, com capacidade para 20 pessoas (lotação reduzida devido à pandemia) e equipado com um sistema de som digno de uma pista de dança. O Studiorise abriu em Outubro de 2021 com uma versão festiva das habituais aulas de cycling. São 45 minutos non stop, o que significa que tem de ir preparado para suar em bica, do princípio ao fim. Não se preocupe porque no escurinho da sala não dá para ver nem a pessoa que está ao lado. Quanto à música, tudo depende de quem dá a aula. A trupe de instrutores é a jóia da coroa do Studiorise. São sete e cada um leva para o estúdio os seus ritmos favoritos.

A primeira aula custa 10€ (ou 30€ no caso de um pacote de três). A partir daí é 20€ por sessão ou 90€, 160€, 280€ ou 390€ (cinco, dez, 20 e 30 aulas, respectivamente).

Publicidade
  • Desporto
  • Boxe e kickboxe
  • Santos

Não é exactamente um ginásio, mas nesta garagem aparentemente abandonada no Cais do Sodré sua-se como tal. Os leds coloridos desafiam a escuridão e segue-se uma hora e um quarto de exercício, entre aquecimento, técnicas de boxe e cardio-boxing. Gautier, o treinador, dá indicações, corrige posturas, promove o entusiasmo. O público das Guilty Mondays é sobretudo feminino e as inscrições são através do Instagram @guilty.mondays.

10€ por aula. 

  • Coisas para fazer
  • Lumiar

Estas caixas de fitness não são para meninos. Começou em Alvalade, mas a febre do crossfit levou-os mais longe – mais concretamente até ao Oriente e ao Arco do Cego, onde também têm clubes, ou boxes, como gostam de lhe chamar. Normalmente os espaços estão a funcionar na modalidade open gym, mas há aulas fixas de WOD (workout of the day), bootcamp e strength. 

 

Publicidade
  • Desporto
  • Boxe e kickboxe
  • Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

Cada soco é um ponto, por isso é fácil perceber a lógica por detrás do Bhout, este ginásio perto do Campo Pequeno. O ambiente é em tudo diferente: há apenas uma sala, que à primeira vista parece uma discoteca, com luzes frenéticas e música alta. Há sacos de boxe pendurados e, em dois ecrãs, estão os pontos de cada um dos participantes. A ideia é competir com os colegas, mas também de forma individual, já que através de uma aplicação é possível aceder aos pontos obtidos em cada aula e acompanhar a evolução. Todas as inscrições incluem um kit de luvas para treinar.

A partir de 14€ (um treino), 200€ (20 treinos). Mensalidades a partir de 36€ (quatro treinos/mês). 

  • Desporto
  • Ginásios e centros de fitness
  • Avenida da Liberdade
  • preço 2 de 4

É uma das maiores cadeias de ginásios com poiso em Algés, Amadora, Braga, Cascais, Coimbra, Gaia, Oeiras, Porto, Sintra e Lisboa. Além dos ginásios equipados com aparelhos de musculação e cardio, o Holmes Place oferece ainda muitas aulas para pôr o corpo a mexer. Pilates, dança, aeróbica, yoga e cycling são algumas das quais pode participar. E para quem não tem paciência para aulas de grupo longas ou quer mesmo fazer aquela série de abdominais e não tem quem puxe por si, aproveite as aulas express que duram 15 minutos e acontecem na zona de treino ao longo de todo o dia. Podem ser de abdominais, circuito, funcional ou de roller. As modalidades na piscina são das mais requisitadas, e vão da hidroginástica ao float fit (tente equilibrar-se em cima da prancha e depois falamos). O clube tem ainda serviços de spa, personal training e nutrição.

A partir de 65,90€.

Publicidade
Lemon Fit
  • Coisas para fazer
  • Lisboa

São 2400 m² repartidos por quatro pisos, com uma cave dedicada ao crossfit e ao treino mais intenso, com direito a duas pistas de atletismo e um campo relvado. Acha pouco? Pelos outros andares repartem-se ainda a sala de treino com mais de uma centena de equipamentos de força e mais de 120 de cardio. O ginásio está aberto de segunda a sexta-feira, das 06.00 às 23.00 e ao fim-de-semana das 09.00 às 20.00.

Desde 29€/mês (livre-trânsito)

  • Desporto
  • Aulas de ginástica
  • Santos

O Jazzy Life Club tem esta academia em Santos onde as aulas tanto podem acontecer debaixo de um tecto como ao ar livre, se o tempo assim o permitir. Outra vantagem é que as instalações estão localizadas mesmo em frente ao rio, o que lhe permite não só treinar, como conseguir um verdadeiro bronze de marinheiro.

A partir de 69€/mês (livre trânsito)

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • São Sebastião

Começou por ser um pequeno estúdio em Campolide que cresceu para um open space na Praça de Espanha, com direito a um ringue e virado para o boxe – ou Nobre Arte – e kickboxing. Há aulas de grupo até 14 pessoas, para quem já é batido nas modalidades (perceberam o trocadilho?) ou para quem apenas está a começar; há espaço para treino livre, com máquinas de cardio, musculação e sacos de boxe; e há ainda acompanhamento de personal trainers. 

69€ (com contrato de 12 meses e acesso a todas as aulas) ou 85€ (sem contrato e acesso a todas as aulas).

  • Desporto
  • Ginásios e centros de fitness
  • Lisboa
  • preço 2 de 4

É possível que já tenha passado por um destes clubes em Lisboa: cresceram que nem cogumelos (são mais de 30) e muitos deles têm a modalidade de ginásio low-cost, para quem não quer abrir demasiado os cordões à bolsa. Os ginásios Fitness Hut estão divididos em sete áreas distintas: cardio fitness, resistência, musculação, treino funcional, combate, sprint e stretch. Há aulas de grupo com fartura e a possibilidade de ser acompanhado por um personal trainer. 

A partir de 5,99€/semana

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Areeiro/Alameda

Treinar de forma intensa em pouco tempo parece-lhe infrutífero? Não é. Se tiver ajuda de electroestimulação melhor ainda. Os estúdios E-fit já se encontram em vários locais como Sintra, Expo, Telheiras, Ericeira, Lumiar, Parede, Cascais e Paço de Arcos, mas ganharam outra dimensão quando a apresentadora Isabel Silva, utilizadora assídua destes treinos, se juntou à cadeia e abriu um em nome próprio no Campo Pequeno. Nestes treinos precisa de um equipamento especial para ficar ligado às máquinas (salvo seja), isto porque é a tecnologia do fato onde se prendem os electrodos que permitem a eletroestimulação. Estes treinos de 25 minutos com PT podem equivaler até 90 minutos de actividade física convencional, por isso se quiser poupar tempo está aqui uma boa opção. As aulas decorrem por marcação prévia e tem sempre de ter uma avaliação física antes de obter um plano. 

A partir de 130€/mês.

  • Coisas para fazer
  • Lisboa

Abriu no arranque de 2019 no Saldanha e é o primeiro da cadeia francesa, que detém mais de 180 ginásios, a instalar-se por cá. Mantêm firme a ideia de que a diferença aqui é a tecnologia da maquinaria espalhada ao longo dos mais de 800 m2 de ginásio. Tem zonas dedicadas ao cardio, musculação e crosstraining, para além de todas as aulas de grupo – do yoga, pilates ao spinning. 

A partir de 29,95€/mês

Publicidade
  • Desporto
  • Ginásios e centros de fitness
  • São Sebastião
  • preço 2 de 4

Cardio, musculação, piscina, ténis, padel, crossfit, pilates, sauna, banho turco e spa: no Clube VII cabe tudo lá dentro, é uma espécie de bairro fitness. Assume-se como um Health Club Premium, com todas as comodidades de luxo que possa imaginar, para cumprir aquele plano de treino que anda há séculos a prometer que é amanhã que começa – mas se prefere dinâmicas de grupo as opções são à la carte. Aqua jump, MMA, cycle, spinning, yoga, pilates, step, body pump, TRX ou aulas de postura, são algumas das modalidades disponíveis no clube. Além disso, há toda uma secção dedicada à dança com aulas de tango, ballet fitness, zumba ou danças latinas. Se tem pequenada lá em casa, fique com esta: há um espaço para os miúdos, o Clubinho VII, que oferece serviços de babysitting durante uma hora por dia enquanto treina. Também para os mais novos há aulas ao sábado de ténis, padel, hip hop ou crossfit. E até para bebés. 

Em resposta à Time Out, o Clube VII optou por não divulgar os preços praticados. 

  • Coisas para fazer
  • Carnide/Colégio Militar

Encontra estes ginásios sobretudo em centros comerciais, e na zona da Grande Lisboa existem clubes em Alfragide, Oeiras, Vasco da Gama, Colombo, Loures, Lumiar e Laranjeiras. Os clubes dividem-se por zonas de cardio, força, peso livre, funcional e treino personalizado, sendo que todos têm piscinas para natação livre ou aulas específicas. Também há jacuzzi.

 

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

Existem apenas dois clubes: um no Campo Grande e outro nos Olivais, por isso só tem de optar pelo que mais lhe for conveniente. Nos Olivais as instalações estendem-se por mais de 24 mil m2 com seis salas para aulas de grupo, uma de fitness, três campos de padel, uma pista de running e quatro piscinas. Já no Campo Grande, a área fica reduzida a 6400 m2 com quatro salas e duas piscinas interiores, e mais de 200 aulas de grupo por semana. 

 

Outras formas de ficar em forma

Urban Sports Club

Imagine um mapa da cidade com ginásios e estúdios desportivos assinalados como pontos de interesse. Agora imagine poder frequentá-los a todos com uma única inscrição. O Urban Sports Club chegou a Lisboa no início de 2019 com um novo conceito de clube desportivo digital, sem taxas de inscrição e sem fidelização de longo prazo. Aulas de yoga, parkour, escalada, pole dance, kickboxing ou padel estão à sua disposição, bastando para isso fazer check-in na aplicação na modalidade que mais lhe agrada e começar a treinar. Começaram com pouco mais de 20 ginásios e agora já há mais de 220 parceiros onde pode usufruir de um treino à sua medida. A S permite um máximo de quatro check-ins por mês, ou seja, quatro aulas no parceiro à escolha, sendo que há menos parceiros aderentes a esta subscrição de 29€ por mês. As subscrições M, L e XL dão acesso ilimitado mensal a vários desportos, com valores de 59€, 99€ e 129€ respectivamente – o que varia é o número de parceiros para cada uma das assinaturas, dando a XL acesso a todos os parceiros do Urban Sports Club.

Class Pass

O ClassPass é um serviço de subscrição fitness com vários planos de adesão para todos os bolsos, e que permite a reserva de aulas de grupo numa app em mais de uma centena ginásios e estúdios da cidade. A app funciona por créditos que possibilita experimentar aulas diferentes todos os meses, oferecendo uma maior flexibilidade relativamente à mensalidade do ginásio. Os pacotes começam nos 12€ por mês e incluem sete créditos (duas aulas), havendo outras mensalidades como a de 25€ que inclui 16 créditos (cinco aulas), 49€ com 35 créditos (10 aulas), 79€ com 60 créditos (19 aulas) e a mensalidade de 109€ que inclui 85 créditos (28 aulas). A Class Pass está presente em mais de 20 países com 22 mil estúdios, sendo que mais de cem são já parceiros em Lisboa. Aulas de boxe, pilates, cross fit, aulas de dança, cicling, ténis, surf ou yoga, há um mundo de possibilidades. 

Mexa-se mais em Lisboa

  • Música

Está numa missão de se exercitar? Uma corrida matinal parece-lhe melhor plano do que ficar pela cama a procrastinar e a pensar no sentido da vida? Aprovamos e damos uma ajuda. Reunimos alguns dos temas que fazem mexer a redação da Time Out Lisboa e atiramo-los sem pudor à lista que se segue. Se o que lhe faz bem é rock, temos. Se preferir um reggaeton, também temos. Sente-se super fierce e uma Beyoncé é que traz a motivação necessária? 

  • Coisas para fazer

Matas, parques e jardins ou zonas ribeirinhas. Em Lisboa (e arredores), não faltam opções para se pôr a mexer – e, dependendo das horas, sem qualquer confusão, afinal a ideia é relaxar também. Basta escolher o cenário mais apelativo e o piso mais adequado para começar, ou continuar, a correr na cidade. Qual é que vai ser a sua desculpa agora para não ficar em forma? Decore as paragens que se seguem, salte do sofá e dê corda aos sapatos. Também lhe faz bem arejar as ideias, com todos os cuidados que esta altura pede, claro. 

Publicidade
  • Coisas para fazer

Há cada vez mais pessoas que pedalam em direcção a um futuro mais sustentável. E também divertido. Há ciclovias em Lisboa onde é um gosto dar ao pedal e fomos circular para lhe deixar aqui nove sugestões de percursos cicláveis na cidade que lhe vão fazer bem para arejar as ideias ou ajudá-lo a chegar ao destino sem ter de ficar parado no trânsito. Dos mais centrais aos ribeirinhos, mais a este ou até ao extremo oeste, siga sem medo – mas com atenção – o caminho de algumas dos percursos cicláveis de Lisboa.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade