Paragens obrigatórias na Rua Dom Pedro V

São as paragens obrigatórias na Rua Dom Pedro V, mas também podia ser na Escola Politécnica. As duas transformam-se numa só rua e isto é o que não pode perder
Jamie's Italian Lisboa
Fotografia: Manuel Manso
Por Clara Silva |
Publicidade

É no Príncipe Real que os valores das casas chegam a somas astronómicas: 5254 o metro quadrado, segundo os dados publicados o ano passado, a zona mais cara de todo o país. E também a melhor. A Rua da Escola Politécnica e a Rua Dom Pedro V, separadas pelo Jardim do Príncipe Real, transformam-se numa só rua, onde todas as semanas há uma nova razão para voltar. Para que não se perca, nós dizemos-lhe o que é que não pode mesmo perder aqui na zona. Estas são as paragens obrigatórias na Rua Dom Pedro V e na Rua da Escola Politécnica.

Recomendado: O melhor do Príncipe Real

Paragens obrigatórias na Rua Dom Pedro V

Jamie's Italian
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Italiano

Jamie's Italian

icon-location-pin Princípe Real

O primeiro restaurante de Jamie Oliver em Portugal, Jamie’s Italian, abriu este ano na Praça do Príncipe Real para histerismo de muitos foodies. É provável que as fotos de massas e da sanduíche conhecida como Jamie’s Italian Burger (12,95€) comecem a invadir o seu instagram. Marque mesa, porque o restaurante é muito concorrido.

A Cevicheria
© Ana Luzia
Restaurantes, Global

A Cevicheria

icon-location-pin Princípe Real

Por falar em restaurantes concorridos... Na Cevicheria do chef Kiko, já se sabe, só os pisco-sours nos fazem esquecer o tempo de espera. Durante a viagem que fez pelo mundo, a cozinhar em casas de famílias, o chef Kiko Martins apaixonou-se pelo prato tradicional do Peru. Trouxe-o para A Cevicheria, um pequeno restaurante com um belíssimo balcão. O ceviche puro com peixe branco, puré de batata-doce, cebola, algas e leite de tigre vale a espera.

A Time Out diz
Publicidade
Tapisco - Paelha Negra
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Petiscos

Tapisco

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Não é por acaso que todos os chefs se querem mudar para aqui. Como é o caso de Henrique Sá Pessoa e do seu Tapisco, onde a Península Ibérica cabe toda numa carta, com petiscos portugueses e tapas espanholas.

A Time Out diz
restaurante pesca de diogo noronha
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Haute cuisine

Pesca

icon-location-pin Princípe Real

Também Diogo Noronha (Pedro e o Lobo e Casa de Pasto) abriu no ano passado o Pesca, um restaurante com carta sazonal, onde o peixe é o centro das atenções e onde se destaca um bar com ostras e cocktails da autoria de Fernão Gonçalves.

Publicidade
Restaurante Zero Zero
Fotografia:Ana Luzia
Restaurantes, Italiano

Zero Zero

icon-location-pin Princípe Real

Para descansar depois de um dia de compras, tem sempre a esplanada da pizzaria ZeroZero, uma das mais populares da cidade.

A Time Out diz
Compras

Lidija Kolovrat

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

E que compras. Lidja Kolovrat, com a sua loja/ateliê, foi uma das primeiras inquilinas da zona, numa altura em que o bairro se começava a transformar num fashion district.

A Time Out diz
Publicidade
New Black
Fotografia: Arlindo Camacho
Compras, Moda

New Black Urban Concept Store

icon-location-pin Princípe Real

Agora novas lojas surgem a um ritmo frenético, difícil de acompanhar, como a New Black, com marcas que não encontra em mais lado nenhum, como a Liberty United, de jóias feitas de armas ilegais. 

Amazingstore
Fotografia: Arlindo Camacho
Compras, Acessórios

Amazingstore

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Ou a AmazingStore, com produtos criativos e amigos do ambiente, como os relógios, as capas de iPhone ou as colunas de som, tudo feito de madeira.

Publicidade
 Vintage Department
Fotografia: Manuel Manso
Compras, Decoração

Vintage Department

icon-location-pin Princípe Real

E nada como passar pelo urso polar da montra da Vintage Department, a loja de móveis vintage e de peças desenhadas pelos proprietários, Alma Mollemans e Emily Tomé.

Hotéis, Hotéis de charme

Memmo Príncipe Real

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Para acabar a história, este é o bairro onde todos querem estar e até o Memmo, o hotel com um rooftop com piscina e um Café Príncipe Real, foi considerado pela Monocle o melhor hotel urbano do mundo (uma noite pode custar 423€).

A Time Out diz

Paragens obrigatórias em Lisboa

Rua dos Bacalhoeiros Campo das Cebolas
ManuelManso
Coisas para fazer

Dez paragens obrigatórias na Rua dos Bacalhoeiros

Há um novo espaço verde na cidade e a rua, em plena Baixa, agora pedonal começa a ganhar uma vida perdida há muitos anos. Os próximos inquilinos serão os éclaires da L’Éclair, depois de também José Avillez ter aberto um restaurante aqui. Estas são as dez paragens obrigatórias na Rua dos Bacalhoeiros.

Garrafeira e Frutaria Morteira Santos
Arlindo Camacho
Coisas para fazer

Nove paragens obrigatórias na Avenida da Igreja

Uma pessoa pensa que vai só à Avenida da Igreja mas acaba por parar em Carcassone (a pastelaria), na Líbia (uma farmácia), na cidade das mil e uma noites (a pastelaria Nova Bagdad, baptizada, calculamos, antes da Bagdad original ter sido destruída pela guerra); passamos ainda por Helsínquia (outra pastelaria) e acabamos em Biarritz. Aí batemos com o nariz na porta: a mítica pastelaria no topo da avenida fechou. Há tanto para fazer que nós dizemos-lhe as nove paragens obrigatórias nesta avenida. 

Publicidade
Mercado de Campo de Ourique - Sala 2
Fotografia: Ana Luzia
Coisas para fazer

Paragens obrigatórias na Rua Coelho da Rocha

Que bem que se está no Campo, principalmente se tiver paciência para procurar lugar para estacionar. Será recompensado. Na Rua Coelho da Rocha estão alguns dos melhores restaurantes de Campo de Ourique, que por si só já é um dos bairros onde se come melhor em Lisboa. Claro que tudo isto é discutível, mas não vamos discutir de estômago vazio. Da cozinha japonesa ao café saudável da moda, há para todos os gostos – e todos os heterónimos – ou não fosse esta a rua de Fernando Pessoa. 

Publicidade